Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/10699
Tipo: masterThesis
Título: Natureza humana como primeira imagem das relações internacionais: fundamentos filosóficos para teoria realista estruturalista de Kenneth Waltz
Autor(es): Barbosa, Camila Palhares
Orientador: Bavaresco, Agemir
Pontin, Fabricio
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Data de Publicação: 2017
Palavras-chave: RELAÇÕES INTERNACIONAIS
REALISMO
NATUREZA
FILOSOFIA
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo investigar o papel da natureza humana nos discursos teóricos das Relações Internacionais a partir do diálogo entre o realismo estruturalista de Kenneth Waltz e do construtivismo social de Alexander Wendt. Na medida em que o realismo permanece sendo uma das correntes mais consolidadas nas teorias das Relações Internacionais e a proposta estruturalista de Waltz é tradicionalmente vista como a doutrina que retira com a necessidade de axiomas deterministas do comportamento humano para o entendimento das Relações Internacionais, minha proposta ao utilizar esses autores é demonstrar que discursos de viés filosóficos sobre natureza humana permanecem compondo uma parte do entendemos como teorias das Relações Internacionais. Além disso, a partir desta análise busco demonstrar como a necessidade de estabelecer as Relações Internacionais como um campo separado das ciências sociais e políticas, retirou aspectos interdisciplinares dos discursos teóricos, especialmente, no caso do realismo estruturalista proposto por Waltz.
This paper aims to investigate the role of human nature to theoretical discourses of International Relations through the dialogue between the structural realism of Kenneth Waltz and social constructivism of Alexander Wendt. Insofar as the realism doctrine remains one of the most consolidate theory of International Relations and the structural proposal of Waltz is traditionally associate as the theory that withdraws the need of determinist axioms of human behavior to the understanding of International Relations, my proposal when using these authors is to demonstrate that philosophical bias discourses on human nature remain part of what we understand as International Relations theories. Furthermore, through this analysis I intent to shown that the need to stablishes the International Relations field as a separated from social and political sciences, remove interdisciplinary aspects of theoretical discourses, specially, in the structural realism proposed by Waltz.
URI: http://hdl.handle.net/10923/10699
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000484817-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo700,83 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.