Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/11082
Tipo: masterThesis
Título: O Sistema Único de Saúde e seus alcances: reflexões acerca do processo de trabalho do consultório na rua
Autor(es): Duarte, Afrannia Hemanuelly Castanho
Orientador: Couto, Berenice Rojas
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Data de Publicação: 2018
Palavras-chave: SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
POPULAÇÃO DE RUA
SERVIÇO SOCIAL
Resumo: A presente dissertação sistematiza o caminho e os resultados da pesquisa desenvolvida durante a realização do Mestrado em Serviço Social no Programa de Pós-Graduação da Escola de Humanidades da PUCRS, que teve por intuito principal analisar o processo de trabalho e as concepções de acolhimento em saúde no espaço da rua, a fim de identificar a percepção dos (das) trabalhadores (as) do Consultório na Rua e dos (as) usuários (as)- representantes do Movimento Nacional da População de Rua (MNPR) de Porto Alegre para oferecer subsídios para o efetivo acolhimento dessa população e sua garantia de direitos. Para realização do estudo, partimos do entendimento do método dialético crítico e utilizamos o enfoque misto para análise de dados quantitativos e qualitativos. Utilizamos a técnica de pesquisa bibliográfica e empírica a partir das entrevistas semiestruturadas realizadas com os sujeitos. O universo da nossa pesquisa foi retirado da totalidade de doze (12) trabalhadores do Consultório na Rua, que corresponde a um serviço público, gerenciado pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre e dos quinze (15) usuários (as) representantes do MNPR do mesmo município. Os sujeitos do estudo foram definidos por amostra do tipo intencional e os dados coletados através de entrevista com seis (6) trabalhadores (as) e quatro (4) integrantes (usuário (a) representante) do MNPR. Ao concluir este estudo, é possível afirmar que a concepção de acolhimento em saúde no espaço da rua para os trabalhadores é entrelaçada por estratégias do processo de trabalho, fundamentadas no SUS que garantam o acesso dessa população aos serviços de saúde e intersetoriais. Essas estratégias são emaranhadas com a busca ativa, abordagem, escuta, acolhida, vínculo, confiança, sensibilidade, persistência, entre outros.Para os usuários a concepção não perpassa tanto pela aplicabilidade e construção desse processo de trabalho como para os trabalhadores, mas transcorre pela percepção e sentido de quem recebe esse acolhimento, e de como essa equipe chega até eles. Os usuários apresentam percepções e sentidos de serem tratados como seres humanos de direitos por essa equipe, que respeitam seus modos de vida e constroem relações de afeto e igualdade.
The present dissertation systematizes the path and the results of the research developed during the Master's in Social Work in the Graduate Program of the School of Humanities of PUCRS. The main purpose was to analyze the work process and the conceptions of reception in health in the street space to identify the perception of the professionals of the Street Clinic and the users of the National Movement of Street Population (MNPR) in Porto Alegre to offer subsidies for the effective reception of this population and their rights guarantee. We start from the understanding of the critical dialectical method and we used the mixed approach to analyze quantitative and qualitative data. We used the technique of bibliographical and empirical research from the semi structured interviews conducted with the subjects. Our research was made of twelve (12) workers at the Street Clinic, which corresponds to a public service, managed by the Porto Alegre City Hall and the fifteen (15) representatives of the MNPR of the same municipality. The subjects of the study were defined by sample of the intentional type and the data collected through interviews with six (6) workers and four (4) members (representative) of the MNPR. It is possible to affirm that the conception of health reception in the street space for workers is intertwined with work process’ strategies, based on SUS that guarantee the access of this population to health and intersectoral services. These strategies are entangled with active pursuit, approach, listening, welcoming, bonding, trust, sensitivity, persistence, and others. About the users, conception doesn’t pervade both the applicability and construction of this work process as for the workers, but it happens through the perception and sense of who receives this reception, and how this team reaches them all.The users show us perceptions and meanings of being treated as human rights by this team, who respect their ways of life and build relationships of affection and equality.
URI: http://hdl.handle.net/10923/11082
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000487908-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,94 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.