Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/11094
Tipo: doctoralThesis
Título: A ciência como regeneradora da nação: eugenia e autoritarismo no pensamento de Oliveira Vianna, Azevedo Amaral, Renato Kehl e Belisário Penna
Autor(es): Munareto, Geandra Denardi
Orientador: Abreu, Luciano Aronne de
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Fecha de Publicación: 2017
Palabras clave: AUTORITARISMO
NACIONALISMO
EUGENIA
BRASIL - HISTÓRIA POLÍTICA
Resumen: O seguinte trabalho tem por objetivo analisar a associação entre Eugenia e Autoritarismo nas obras de Belisário Penna, Renato Kehl, Oliveira Vianna e Azevedo Amaral, não só relativos aos diagnósticos dos problemas nacionais, mas também em seus projetos de futuro. Todos eles não só veem a desorganização da nação como um problema a ser solucionado, mas também a inabilidade das elites dirigentes em percebê-los, propondo soluções adequadas, bem como a impossibilidade de uma população inferiorizada, doente e disgênica em proporcionar meios para que o país alcançasse a prosperidade. Eugenia e autoritarismo aparecem como soluções que viabilizariam o tão sonhado caminho para o progresso e para a modernidade. No entanto, sua eficácia dependeria de uma ação conjunta entre essas duas propostas, dados que, sozinhas, não seriam capazes de superar as três principais causas do atraso nacional: raça, elites e organização político-institucional.
The objective of this work is to analyze the association between Eugenics and Authoritarianism in the works of Belisário Penna, Renato Kehl, Oliveira Vianna and Azevedo Amaral, not only related to the diagnoses of national problems, but also in their projects for the future. They saw not only the disorganization of the nation as a problem to be solved, but also the inability of the ruling elites to perceive them, proposing appropriate solutions, as well as the impossibility of an inferiorized, sick and dysgenic population in providing means for the country achieve prosperity. Eugenics and Authoritarianism appear as solutions that would enable the long-awaited path to progress and modernity, but its effectiveness would depend on a joint action between these two proposals, as that alone they would not be able to overcome the three main causes of national backwardness: race, elites, and political-institutional organization.
URI: http://hdl.handle.net/10923/11094
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000488037-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,35 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.