Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/12498
Tipo: masterThesis
Título: Medicalização dos adolescentes em conflito com a lei
Autor(es): Santos, Anna Tereza de Oliveira
Orientador: Amaral, Augusto Jobim do
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais
Data de Publicação: 2018
Palavras-chave: MENORES - CRIMINALIDADE
ADOLESCENTES - CUIDADO E HIGIENE
CRIMINOLOGIA - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
Resumo: O processo de medicalização tem sido uma crescente com o passar dos anos na sociedade moderna. De forma geral, o conceito de medicalização aparece em diversos estudos para tratar de um fenômeno que teve, tradicionalmente, o sentido geral de reduzir problemas sociais e políticos a problemas privados e individuais. O presente trabalho tem como objetivo analisar as expressões contemporâneas da medicalização no âmbito dos adolescentes em conflito com a lei. Tomando como ponto de partida os estudos sobre a biopolítica da população, de Michel Foucault, e as reflexões de autores como Cristian Dunker e Vladmir Safatle sobre a expansão das categorias diagnósticas, este trabalho busca perceber como os discursos médicos e psiquiátricos estão sendo utilizados pelo saber jurídico como instrumento de normalização, controle social arbitrário e gestão dos adolescentes autores de ato infracional.
The medicalization process has been growing over the years in modern society. In general, the concept of medicalization has been used in several studies to deal with a phenomenon that has traditionally had the general sense of reducing social and political problems in private and individual problems. This present aims to analyze the contemporary expressions of medicalization in adolescents in conflict with the law. Taking as a starting point the studies on the biopolitics of the population of Michel Foucault and the reflections of authors like Cristian Dunker and Vladmir Safatle on the expansion of diagnostic categories, these work seeks to understand how the medical and psychiatric discourses are being used by legal knowledge as instrument of normalization, arbitrary social control and management of adolescents who commit an infraction.
URI: http://hdl.handle.net/10923/12498
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000489502-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,08 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.