Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1306
Tipo: doctoralThesis
Título: Análise dos polimorfismos do gene HLA-G e do padrão de citocinas Th1/Th2 em pacientes com periodontite crônica e agressiva
Autor(es): Mattuella, Letícia Grando
Orientador: Xavier, Léder Leal
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: BIOLOGIA MOLECULAR
BIOLOGIA CELULAR
POLIMORFISMO GENÉTICO HUMANO
PERIODONTITE
CITOCINAS
Resumo: Periodontitis has a bacterial etiology associated with the presence of a susceptible host. Immunogenetics factors have been studied in an attempt to explain the more aggressive disease, to establish diagnosis and to determine a more reliable prognosis. The present study had as objectives to evaluate the HLA-G polymorphisms (14 bp insertion/deletion and C/G +3142) and the cytokines profile (Th1 and Th2) in patients with chronic periodontitis, aggressive periodontitis and healthy controls. In relation to the 14 bp polymorphism, in chronic periodontitis patients, it was observed a significant increase in homozygous frequency for the deletion allele, when compared to controls. This same group presented a higher frequency of this allele, which was marginally not significant. Furthermore, no significant difference was observed between aggressive periodontitis patients and controls in relationship to the polymorphisms of 14 bp and C/G +3142.When haplotypes were estimated, an increased frequency of the deletion/G and decreased of the insertion/G was observed in chronic periodontitis patients compared to controls, but with no statistical difference. When evaluating serum cytokines concentration (IL-2, IL-4, IL-5, IL-10, TNF-α and IFN-γ), although no statistical difference could be seen between groups, a tendency to lower levels of IL-5 and IL-10 in aggressive periodontitis group was observed. Our results suggest that having HLA-G homozygosis for the deletion allele, yields three more times chance to present chronic periodontitis (OR = 3. 07, 95% CI: 1. 24-7. 87), inferring a susceptibility role of this polymorphism in the pathogenesis of this condition. Yet considering the cytokine profiles, the aggressive periodontitis patients presented a tendency towards the Th2 profile, suggesting a contribution to the development of this exacerbated manifestation of the disease.
A periodontite apresenta etiologia bacteriana associada à presença de um hospedeiro suscetível. Fatores imunogenéticos têm sido estudados para tentar explicar as formas mais agressivas da doença, estabelecer um diagnóstico precoce e definir um prognóstico mais confiável. O presente estudo teve como objetivos avaliar os polimorfismos do gene HLA-G (inserção e deleção de 14 pb e C/G +3142) e o perfil de citocinas (Th1 e Th2) em pacientes com periodontites crônica, periodontite agressiva e controles saudáveis. Em relação ao polimorfismo de 14 pb foi observado, nos pacientes com periodontite crônica, um aumento significante na frequência de homozigotos para o alelo de deleção, quando comparados aos controles. Este mesmo grupo apresentou a maior frequência deste alelo, o que foi marginalmente não significante. Além disso, nenhuma diferença significativa foi observada entre os pacientes com periodontite agressiva e os controles em relação aos polimorfismos de 14 pb e C/G +3142.Quando os haplótipos foram estimados, uma frequência aumentada do deleção/G e diminuída do inserção/G foi observada nos pacientes com periodontite crônica comparados aos controles, mas sem diferença estatística. Com relação à concentração sérica de citocinas (IL-2, IL-4, IL-5, IL-10, TNF-α e IFN-γ), não foi verificada diferença significativa entre os grupos estudados, embora os achados revelaram uma tendência a menores níveis de IL-5 e IL-10 no grupo com periodontite agressiva. Nossos resultados sugerem em relação ao HLA-G, que os pacientes homozigotos para o alelo de deleção, têm 3 vezes mais chance de apresentar periodontite crônica (OR = 3. 07, 95% CI: 1. 24-7. 87), inferindo um papel de suscetibilidade deste polimorfismo na patogênese desta condição. Já os pacientes com periodontite agressiva, quando avaliados em relação ao perfil de citocinas, apresentaram uma tendência direcionada ao perfil Th2, sugerindo uma contribuição para o desenvolvimento da manifestação exacerbada da doença.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1306
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000447525-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo8,32 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.