Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/13270
Tipo: masterThesis
Título: Entre os muros das escolas: novas configurações das rotinas e práticas escolares frente à percepção do aumento da insegurança
Autor(es): Gastal, Mariana
Orientador: Saavedra, Giovani Agostini
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais
Data de Publicação: 2017
Palavras-chave: VIOLÊNCIA URBANA
ESCOLAS
CRIMINALIDADE
SEGURANÇA PÚBLICA
Resumo: O universo escolar tem, por excelência, a identidade de lugar de sociabilidade positiva, de aprendizagem de valores éticos e de formação de espíritos críticos, pautados no diálogo e no reconhecimento da diversidade. Entretanto, ao sofrer os ecos de processos sociais mais amplos, como a globalização, a pósmodernidade e os controles sociais delas decorrentes, que o fazem passar por uma ressignificação da experiência socioespacial, tal identidade pode restar bastante comprometida. A cada dia mais armadas de dispositivos de vigilância, na tentativa de controlar as inseguranças a que sentem expostas, e tendo alunos como uma população de potenciais vítimas e agressores, instituições de ensino se apresentam como um território convidativo à prática de pesquisa. Assim, por meio do estudo dos casos de três escolas na cidade de Porto Alegre – uma municipal, uma estadual e uma particular –, e tendo por norte o modelo teórico da “Cultura do Controle”, concebido por David Garland, propõe-se descobrir em que medida a percepção do aumento da insegurança guarda relação com as alterações havidas em cada uma delas.Para que se atinja um conhecimento amplo e detalhado de seu objeto, a pesquisa abarca uma dimensão teórica, a partir de revisão bibliográfica, e outra empírica, via técnica qualitativa, por meio de entrevistas semiestruturadas (com diretores[as], coordenadores[as] pedagógicos[as], professores[as] e pais[mães] de alunos[as]), questionários, diálogos informais e, em menor quantidade, análise de documentos. Ao invés de centrar a análise nos dados estatísticos da violência, atenta-se para a relevância dos aspectos subjetivos da insegurança, sob o argumento de que as interpretações produzidas sobre ela interferem nos comportamentos das pessoas e instituições. Ao interrogar-se a realidade por meio do que se pensa sobre ela, estima-se que a pesquisa contribuirá para uma melhor compreensão da influência que tais interpretações exercem no condicionamento das rotinas e práticas das escolas.
The school universe carries, quintessentially, the identity of a place of positive sociability, of ethic values apprenticeship and of critical thinking, based on dialogue and appreciation of diversity. However, when it suffers the echoes of wider social processes, such as the globalization, the post-modernity and the social controls related to them, that identity might end up fairly affected. Each day more subjected to safety devices, in the attempt to control the insecurities to which they feel exposed, educational institutions present themselves as an interesting field to perform an investigation. Thus, by means of the case studies of a municipal, a state and a private school in the city of Porto Alegre, and adopting as theoretical background David Garland’s “Culture of Control”, the research aims to find out to which extent the perception of insecurity increase can be related to the modifications suffered in each of the three. To achieve a wide and detailed knowledge of the subject, the research embraces a theoretical dimension, via bibliographic review, and an empirical one, via semi-structured interviews, questionnaires, informal dialogues and, to a lesser extent, documental analysis. The interviews and questionnaires were administered to the headmaster of the school, to members of the pedagogical team, teachers and parents. Instead of focusing the analysis on the statistical data about violence, the idea is to observe the prominence of the subjective aspects of insecurity, under the allegation that the interpretations about it interfere in the way people and institutions act. The study intends to contribute to a better understanding of the influence that those interpretations exert in the conditioning of school’s routines and experiences.
URI: http://hdl.handle.net/10923/13270
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000490679-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,56 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.