Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1334
Tipo: masterThesis
Título: Aspectos cognitivos na doença de parkinson e sua relação com o polimorfismo val158met da catecol-O-metiltransferase
Autor(es): Lima, Daiane Borba de
Orientador: Bromberg, Elke
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: BIOLOGIA MOLECULAR
BIOLOGIA CELULAR
DOENÇA DE PARKINSON
COGNIÇÃO
Resumo: Although Parkinson’s Disease (PD) is predominantly a movement disorder, the presence of cognitive problems related to frontal function, even in the earliest stages has been observed. These problems include attentional, executive and memory deficits. A study using an experimental paradigm developed to investigate the effects of different encoding instructions on contextual memory showed that, unlike healthy controls, PD patients could not reverse their contextual memory deficits and take any advantage of encoding instructions. However, it is unclear whether they have a memory deficit or executive dysfunction would be accountable for results. Attentional and executive deficits observed in PD patients have important implications for daily activities, mainly when patient perform concomitant cognitive and motor activities that are attention demanding. Catechol- O-methyltransferase (COMT) is an enzyme that degrades cortical dopamine. Some studies have examined the relationship between the COMT val158met polymorphism and executive function in PD patients and have found low enzyme activity, associated to met/met polymorphism- implying higher prefrontal dopamine levels- is related to worse performance. However, a recent study did not demonstrate a direct effect of COMT genotype on the executive performance. The present study aimed to characterize different cognitive parameters of patients with PD and to assess their relationship with the COMT polymorphism. In this study participated 18 patients with early disease stage PD and 18 healthy adults matched for age, gender and education. Patients were selected from a data bank of patients genotyped for COMT polymorphism. All participants completed the Wisconsin Card Sorting Test (WCST), the Stroop Color and Word Test, and dual tasking paradigm. In addition, patients completed a contextual memory paradigm. No effect of COMT val158met genotype on frontal function in patients with PD (executive function and contextual memory) was observed. A decrease in cognitive task performance under dual-tasking was observed in PD patients, by contrast to healthy controls. Relative dual-task cognitive cost was significantly greater for PD patients compared to controls in the arithmetic-walking condition. In conclusion, difficulties in performing a cognitive task while walking can be influenced by the executive/attentional load of the task.
Embora a Doença de Parkinson (DP) seja predominantemente um distúrbio do movimento, a presença de alterações cognitivas relacionadas à função frontal tem sido observada mesmo nos estágios iniciais da doença. Estas alterações incluem déficits atencionais, executivos e de memória. Um estudo usando um paradigma experimental desenvolvido para investigar os efeitos de diferentes instruções codificadoras na memória contextual mostrou que, ao contrário dos idosos, pacientes com DP não são capazes de reverter seus déficits de memória e não tiram nenhuma vantagem das instruções codificadoras. Entretanto, ainda não está claro se estes pacientes têm um déficit de memória ou se as disfunções executivas seriam as responsáveis pelos resultados observados. Déficits atencionais e executivos observados em pacientes com DP têm implicações importantes nas atividades diárias, principalmente quando o paciente desempenha atividades concomitantes cognitivas e motoras que requerem atenção. A catecol- O-metiltransferase (COMT) é uma enzima que degrada a dopamina cortical. Alguns estudos têm examinado a relação entre o polimorfismo val158met da COMT e função executiva em pacientes com DP e têm observado que a atividade reduzida da enzima, relacionada ao polimorfismo, que implica em maiores níveis de dopamina no córtex pré-frontal, está associada a uma pior performance. Entretanto, um estudo recente não demonstrou um efeito direto do genótipo da COMT no desempenho executivo. O presente estudo teve por objetivo caracterizar diferentes parâmetros cognitivos de pacientes com DP e verificar sua relação com o polimorfismo da COMT. Neste estudo participaram 18 pacientes em estágios iniciais da DP e 18 adultos saudáveis, pareados por idade, gênero e nível educacional. Os pacientes foram selecionados de um banco de pacientes genotipados para o polimorfismo da COMT. Todos os participantes completaram o Teste de Classificação de Cartas de Wisconsin, o Teste de Stroop e o paradigma para avaliação da realização de tarefas simultâneas. Adicionalmente, os pacientes com DP completaram o paradigma de memória contextual. Não foi observado efeito do polimorfismo val158met da COMT sobre a função frontal (função executiva e memória contextual) dos pacientes com DP. Os pacientes apresentaram um declínio cognitivo na realização das atividades simultâneas, ao contrário dos controles. O custo cognitivo associado à realização da tarefa aritmética juntamente à caminhada foi significativamente maior para os pacientes com DP, em relação aos controles. Em conclusão, as dificuldades em realizar uma atividade cognitiva e motora simultaneamente podem ser influenciadas pela carga executiva/atencional da atividade.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1334
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000439240-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo312,44 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.