Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1346
Tipo: masterThesis
Título: Identificação e determinação de resistência antimicrobiana em isolados nosocomiais de Acinetobacter baumannii
Autor(es): Raro, Otávio Hallal Ferreira
Orientador: Oliveira, Silvia Dias de
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: BIOLOGIA CELULAR
BIOLOGIA MOLECULAR
BACTÉRIAS
INFECÇÃO HOSPITALAR
RESISTÊNCIA MICROBIANA A DROGAS
Resumo: Acinetobacter baumannii is an important opportunistic pathogen commonly associated with nosocomial infections, especially in patients hospitalized in intensive care units (ICUs). This microorganism is renowned for its ability to survive under adverse conditions in the environment for extended periods, as well as to rapidly acquire resistance to antimicrobial drugs. Nowadays, the increasing antimicrobial resistance of A. baumannii has been a great challenge for the medical community, since there are few effective options for the treatment of infections caused by this organism. The aim of this study was to evaluate the presence of the A. baumannii from an ICU environment and to characterize the antimicrobial drug resistance of the isolates obtained, as well as of the isolates from patients in ICU of the same hospital in which it was collected environmental samples. For this, 886 environmental and gloves samples were collected from an ICU of São Lucas Hospital, Porto Alegre, Brazil, and 46 clinical isolates were obtained from the Laboratory of the same hospital. After the identification of the isolates as A. baumannii by PCR using as target 16S rDNA and blaOXA-51 genes, the resistance to 20 antimicrobial drugs and the production of metallo-beta-lactamases were evaluated in isolates presenting carbapenem reduced susceptibility. Also, it was evaluated the presence of integrons and blaOXA-23 and blaIMP genes by PCR. A. baumannii was identified in 9. 6% of environmental and glove samples collected. High percentage of multiresistant (MDR) isolates was found, as well as it was detected high rates of reduced susceptibility to carbapenems. All 89 isolates integron positive were MDR. Between isolates with reduced susceptibility to carbapenems, all presented blaOXA-23, and 41. 4% non-clinical and 54% clinical carried the blaIMP. High resistance to polymyxin B was detected, mainly in non-clinical isolates. Although high prevalence has been found in clinical and non-clinical isolates, the latter constitute a great concern, because they can indicate the hospital environment as a reservoir of MDR A. baumannii.
Acinetobacter baumannii é um importante patógeno oportunista comumente associado a infecções nosocomiais, especialmente em pacientes hospitalizados em unidades de tratamento intensivo (UTIs). Este organismo é reconhecido por sua capacidade de sobreviver em condições adversas no ambiente por períodos prolongados, bem como de facilmente adquirir resistência a drogas antimicrobianas. Atualmente, a crescente resistência antimicrobiana de A. baumannii tem constituído um grande desafio para a comunidade médica, uma vez que existem poucas opções efetivas para o tratamento de infecções causadas por este microrganismo. O objetivo deste estudo foi avaliar a presença de A. baumannii no ambiente de uma UTI e caracterizar a resistência a drogas antimicrobianas dos isolados obtidos, bem como de isolados de pacientes internados na UTI do mesmo hospital no qual as amostras ambientais foram coletadas. Para tanto, 886 amostras ambientais e de luvas foram coletadas de uma UTI do Hospital São Lucas, Porto Alegre, Brasil, e 46 isolados clínicos foram obtidos no Laboratório do mesmo hospital. Após a identificação dos isolados como A. baumannii através de PCR utilizando como alvos os genes rDNA 16S e blaOXA-51, foram determinadas a resistência a 20 drogas antimicrobianas previstas pelo CLSI e a produção de metalo-betalactamases em isolados com suscetibilidade reduzida aos carbapenêmicos. Também foi avaliada a presença de integrons e dos genes blaOXA-23 e blaIMP através de PCR. A. baumannii foi identificado em 9,6% das amostras ambientais e de luvas coletadas. Obteve-se um alto percentual de isolados multirresistentes (MDR), assim como foram detectadas alta taxas de suscetibilidade reduzida aos carbapenêmicos. Todos os 89 isolados que apresentaram integrons foram MDR. Dentre os isolados com suscetibilidade reduzida aos carbapenêmicos, todos apresentaram o gene blaOXA-23, e 41,4% não-clínicos e 54% clínicos carrearam o gene blaIMP. Alta resistência à polimixina B foi detectada, principalmente em isolados não-clínicos. Embora alta prevalência de resistência antimicrobiana tenha sido encontrada em isolados clínicos e não clínicos, os últimos constituem grande preocupação, pois podem indicar o ambiente hospitalar como um reservatório de A. baumannii MDR.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1346
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000437674-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,47 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.