Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1400
Tipo: masterThesis
Título: Associação entre hormônios tireoideanos e temperamento
Autor(es): Kist, Luiza Wilges
Orientador: Lara, Diogo Rizzato
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Data de Publicação: 2009
Palavras-chave: BIOLOGIA CELULAR
BIOLOGIA MOLECULAR
HORMÔNIOS
TIREOIDE
Resumo: O temperamento é o viés automático no terreno das emoções e da motivação, influenciando humor, comportamento e o desenvolvimento da personalidade. A disfunção da tireoide é mais prevalente em pacientes com transtorno de humor e pode interferir na resposta ao tratamento. No entanto, a relação entre a função da tireoide e o temperamento tem sido pouco estudada. Métodos: 143 sujeitos (103 mulheres) preencheram a Escala de Temperamento Afetivo e Emocional (ETAFE) e foram avaliados os níveis séricos de TSH, T4 livre e T3 livre. Resultados: Houve uma proporção significativamente maior de ciclotímicos do que eutímicos no grupo com TSH elevado (>4 mIU/L, p<0. 05). Mulheres com TSH<4 mIU/L tiveram escores significativamente maiores de temperamento ansioso e menores de temperamento irritável. Entre voluntários com TSH<4 mIU/L, houve uma correlação positiva de T4 livre com escores de temperamento apático (r=0. 23, p<0. 01). Esta correlação persistiu em homens (r=0. 33, p=0. 037) e em mulheres (r=0. 22, p=0=0. 026) e na análise incluindo somente voluntários sem qualquer medicação (r=0. 23, p=0. 015, n=108).Conclusão: Os hormônios tireoideanos parecem estar associados com o temperamento de modo não linear. Achados em pacientes com transtornos de humor e hipotireoidismo subclínico não podem ser generalizados para o entendimento do papel fisiológico dos hormônios tireoideanos nos temperamentos afetivos e emocionais.
Temperament is the automatic emotional and motivational bias, influencing mood, behavior and personality development. Thyroid dysfunction is more prevalent in patients with mood disorder and may interfere with treatment responsiveness, but the relationship between thyroid function and temperament has been less studied. Methods: 143 subjects (103 females) who completed the Combined Emotional and Affective Temperament Scale were evaluated for TSH, free T4 and free T3 levels. Results: There was a significantly higher proportion of cyclothymics than euthymics in the high TSH group (>4 mIU/L, p<0. 05). Female volunteers with TSH<4 mIU/L had significantly higher scores for anxious and lower scores for irritable temperaments. Among volunteers with TSH<4 mIU/L, there was a positive correlation of free T4 with apathetic temperament score (r=0. 23, p<0. 01). This correlation persisted in males (r=0. 33, p=0. 037) and females (r=0. 22, p=0=0. 026) and if only volunteers with no medication at all were included (r=0. 23, p=0. 015, n=108).Conclusion: Thyroid hormones seem to be associated with temperament in a non-linear way. Findings in patients with mood disorders and subclinical hypothyroidism cannot be generalized to understand the physiological role of thyroid hormones on emotion and affect.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1400
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000410542-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo189,8 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.