Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1444
Tipo: masterThesis
Título: Efeito da exposição ao cádmio sobre dano oxidativo, morte celular e comportamento de zebrafish
Autor(es): Igansi, Gustavo Nascente
Orientador: Vianna, Mônica Ryff Moreira Roca
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: BIOLOGIA MOLECULAR
METAIS PESADOS
PEIXES - PESQUISAS
ECOTOXICOLOGIA
TOXICOLOGIA AMBIENTAL
Resumo: Cadmium is considered the seventh most dangerous substance in the environment and is classified as carcinogen type I, potentially affecting a wide range of living organisms, including humans. In addition to its wide systemic impact and potential lethality, cadmium has been associated to neurobehavioral defects that may also compromise animals’ ecological status and survival. Despite its potential impact, the comprehension of cellular and molecular mechanisms underlying cadmium deleterious effects on animals’ behavior is still scarce. This study aimed to evaluate the behavioral effects of cadmium for 1 or 7 days at environmentally relevant concentrations (10 μg/L, 100 μg/L and 1000 μg/L) on zebrafish and to analyze brain oxidative stress and apoptotic markers. Cadmium-exposed zebrafish exhibited a generalized increase in locomotor activity after 1 and 7 days of treatment at all doses in all parameters evaluated, including distance travelled in a 5-min. evaluation period, mean speed and mobile periods. This hyperlocomotory effect significantly compromised animals’ general performance in exploring a new environment, which was evident in all cadmium exposed animals decreased path efficiency and altered distribution on the water column. Additionally, our results confirmed previous reports of increased oxidative damage in fishes exposed to cadmium and specifically demonstrated higher levels of damaged proteins in brain samples of animals exposed to cadmium at 100 μg/L for 1 day and at 10 μg/L for 7 days when compared to their respective control groups. Lipid peroxidation was also significantly increased in animals’ brain after 1 day cadmium exposure at 100 μg/L. Real-Time PCR analysis of transcripts for p53 and bax were not altered after 1 day cadmium exposure, but significantly increased after 7 days. Our results present evidence of cadmium deleterious effects on zebrafish cognitive functions and raise attention to the fact that its manifestation appears already after a one day exposure to 10 μg/L, a concentration accepted by most international regulating agencies.
O cádmio é considerado a sétima substância mais perigosa presente no ambiente e é classificado como carcinogênico tipo I, potencialmente afetando uma grande quantidade de seres vivos, incluindo os humanos. Ademais, o cádmio tem sido associado a defeitos neurocomportamentais que podem comprometer o status ecológico e a sobrevivência de animais. Apesar do potencial impacto, a compreensão dos mecanismos celulares e moleculares por trás de seus efeitos deletérios no comportamento de animais é ainda escassa. Este estudo teve por objetivo avaliar os efeitos comportamentais do cádmio por 1 e 7 dias a concentrações relevantes no ambiente (10 μg/L, 100 μg/L and 1000 μg/L) em zebrafish e analisar o estresse oxidativo e marcadores de apoptose no encéfalo. Animais expostos ao cádmio apresentaram aumento na atividade locomotora após 1 e 7 dias de tratamento em todas as concentrações e parâmetros avaliados, incluindo distância percorrida num período de 5 minutos, velocidade média e períodos móveis. A hiperlocomoção afetou significativamente o desempenho dos animais em explorar um novo ambiente em todos os grupos tratados, evidenciado por uma diminuição na eficiência de percurso e alterada distribuição na coluna d’água. Adicionalmente, nossos resultados confirmaram estudos prévios sobre aumento no dano oxidativo em peixes quando expostos ao cádmio e especialmente demonstraram níveis mais elevados de dano a proteínas em amostras de encéfalo em animais tratados a 100 μg/L por 1 dia e a 10 μg/L por 7 dias quando comparados aos seus respectivos controles. Lipoperoxidação aumentou significativamente no encéfalo de animais expostos por 1 dia a 100 μg/L. Análises dos marcadores p53 e bax por Real-time PCR apresentaram nenhuma alteração após 1 dia de exposição, mas significativamente aumentaram após 7 dias. Nossos resultados apresentam evidências dos efeitos deletérios do cádmio no comportamento de zebrafish e chama atenção para o fato de que a manifestação de seus efeitos aparece a partir de 1 dia de exposição a 10 μg/L, uma concentração aceita por muitas agências de regulamentação internacional.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1444
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000440822-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,46 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.