Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/14778
Type: masterThesis
Title: Realismo e violência em romances da literatura marginal-periférica brasileira: a representação da favela
Author(s): Botton, André Natã Mello
Advisor: Amodeo, Maria Tereza
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Issue Date: 2019
Keywords: LITERATURA
FAVELAS - BRASIL
VIOLÊNCIA (LITERATURA)
REALISMO (LITERATURA)
Abstract: Nas periferias das cidades brasileiras há uma produção cultural muito intensa. A literatura, enquanto uma das manifestações artísticas, ficcionaliza também essa realidade. Contudo, o grande diferencial da literatura marginal-periférica, em relação à canonizada, está na construção narrativa, uma vez que a voz do narrador pode ser identificada com algum dos moradores das favelas, e não mais desde visões do centro de poder que olham para a margem, em outras palavras, é uma literatura produzida pela periferia, para a periferia. Dessa forma, o objeto de estudo desta dissertação é o novo realismo literário e a violência estudados a partir de quatro obras que representam a favela: Pedaços da fome (1963), de Carolina Maria de Jesus, Capão Pecado (2000), de Ferréz, Becos da memória (2006), de Conceição Evaristo, e Graduado em marginalidade (2009), de Sacolinha. Ao fazer a análise dos quatro romances, a pergunta norteadora se dá em torno de como a favela é representada, considerando, assim, a violência e o novo realismo presente nas ficções.De cunho bibliográfico, primeiramente, o presente trabalho faz uma síntese da evolução histórica e social da favela, espaço que será considerado como constituinte da cidade. Em seguida, há um levantamento de algumas obras literárias que, ao longo da história da literatura brasileira, tematizam a favela e de personagens que circulam por esses espaços. A terceira parte se constitui de uma revisão teórica acerca dos conceitos de “violência” e de “novo realismo” como parâmetros de análise das quatro obras literárias que constituem o corpus da pesquisa. O novo realismo está muito mais preocupado em representar aspectos sociais que constituem a vida de uma favela – e não apenas de um único sujeito – e que possam extrapolar o universo ficcional. O jogo representativo, desse modo, se daria em três movimentos: realidade-ficção-realidade. Dentro disso, os dois traços – demanda de presença e consciência subjetiva cotidiana –, apresentados por Schollhammmer (2009), estão em um jogo de representação que vem da realidade social para o subjetivo e retorna à realidade social.Eles se complementam e auxiliam a narrativa de modo que ela que não se feche em si, mas permita que a partir dela outras reflexões sejam feitas, como o estudo da violência. Considerar a periferia como um todo heterogêneo é perceber a multiplicidade de histórias que contribuíram ao longo do tempo para se afirmar nesses espaços. Histórias essas que estão sendo representadas nas páginas da literatura surgida das favelas brasileiras. Ao perceber os textos literários dentro de um todo, conjunto este que está conectado em alguma medida por parâmetros estéticos, pode-se afirmar que ficcionalizar as favelas brasileiras é parte do novo realismo enquanto expressão literária e cultural. O que a literatura marginal-periférica tem feito é uma tentativa de apresentar a favela vista “de dentro”, de um lugar sem os estereótipos dos autores que a representavam vista “de fora”. A violência, enquanto uma das características presente nas obras não é a única, mas a que se destaca na tentativa de crítica aos modelos sociais impostos. O novo realismo se apresentaria, então, enquanto movimento estético de crítica a uma sociedade dividida e estigmatizada pelo preconceito e exclusão social.
In the outskirts of Brazilian cities there is a very intense cultural production. Literature, as one of the artistic manifestations, also fictionalizes this reality. However, the great difference between marginal-peripheral literature and the canonized one is the narrative construction, since the narrator voice can be identified with some of the slum’s inhabitants, and no longer the power-centered visions that look towards the margin, in other words, it is a literature produced by the periphery, to the periphery. Thus, the object of this dissertation is the new literary realism and violence studied from four books that represent the slums: Pedaços da Fome (1963), by Carolina Maria de Jesus, Capão Pecado (2000) by Ferréz, Becos da Memória (2006), by Conceição Evaristo, and Graduado em Marginalidade (2009), by Sacolinha. Throughout the analysis of the four novels, the guiding question is the way the slum is represented, thus considering violence and the new realism present in fiction. From a bibliographical point of view, the present paper summarizes the historical and social evolution of the slums, a space that will be considered as a constituent of the city. Then, there is a survey of literary materials that, throughout the history of the Brazilian literature, reveal the slums and its inhabitants.The third part of this paper consists of a theoretical revision about the concepts of "violence" and "new realism" as parameters of analysis of the four novels that constitute the corpus of this research. The new realism is much more concerned with representing social aspects that constitute life inside the slums - and not just a single subject - and which can go beyond the fictional universe. The representative game, in this way, would occur in three movements: reality-fiction-reality. Within this, the two traits - demand for presence and daily subjective awareness - presented by Schollhammmer (2009) are in a play of representation that comes from social reality to the subjective and returns to social reality. They do complement each other and help the narrative and allow other reflections from it, such as the study of violence. To consider the periphery as a heterogeneous whole is to perceive the multiplicity of stories that have contributed over time to assert itself in these spaces.These stories are being represented in the pages of literature arising from the Brazilian slums. By perceiving the literary texts within a whole, which is connected to some extent by aesthetic parameters, it can be said that fictionalizing the Brazilian slums is part of the new realism as literary and cultural expression. What marginal-peripheral literature has done is an attempt to present the slums seen from within, from a place without the stereotypes of the authors who represented it from the outside. Violence, while one of the characteristics present in the novels is not the only one, but one that stands out in the attempt to criticize imposed social models. The new realism would then appear as an aesthetic movement of criticism of a society divided and stigmatized by prejudice and social exclusion.
URI: http://hdl.handle.net/10923/14778
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000493794-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo973,96 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.