Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/15684
Type: doctoralThesis
Title: Evasão escolar e governamentalidade: uma analítica das tecnologias de governamento para a manutenção de todos na escola
Author(s): Kroetz, Ketlin
Advisor: Ferraro, José Luis Schifino
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática
Issue Date: 2019
Keywords: EDUCAÇÃO BÁSICA
EVASÃO ESCOLAR
EDUCAÇÃO - POLÍTICAS PÚBLICAS
POLÍTICAS PÚBLICAS
EDUCAÇÃO
Abstract: Esta tese tem como principal objetivo identificar e problematizar tecnologias de governamento postas em ação para reduzir índices de evasão escolar na Educação Básica. Fundamentada nos aportes teóricos de Michel Foucault, a ferramenta analítica colocada em ação foi a noção de governamentalidade, conceito elaborado pelo filósofo no final da década de 1970. Para alcançar o objetivo geral desse estudo, são analisadas as condições de possibilidade para a emergência da escolarização obrigatória; os discursos sobre a evasão escolar, bem como seus efeitos para a produção do risco da evasão escolar, por meio da estatística. Ao escolher a evasão escolar como temática investigativa, a pesquisa contou com: (I) um corpus de análise de 75 artigos extraídos de três repositórios; (II) trabalho etnográfico realizado em uma escola localizada na região da Encosta da Serra. A partir da incursão nos materiais de análise foi possível identificar cinco unidades de análise que funcionam a partir de um ordenamento preventivo, no intuito de mitigar os índices de evasão escolar. Tais unidades de análise correspondem: (I) à flexibilização como princípio pedagógico; (II) à estatística como um instrumento de validação; (III) à cooperação como imperativo para manter todos na escola; (IV) à compensação como uma estratégia de integração; (V) à responsabilização como produtora de culpa. Por meio dessas tecnologias, são colocadas em ação um conjunto de estratégias - interesse, aceleração, numeramentalização, corresponsabilização, participação, contenção, proteção, condicionalidade, culpabilização - para manter os estudantes na escola.Nas entrevistas realizadas com os estudantes, os que nunca pensaram em parar de estudar e os que já pensaram em parar, mas continuam estudando identifiquei, no primeiro grupo, a produção de um sujeito responsabilizado e preocupado com as questões sociais da comunidade, além de ser um grupo de estudantes seduzido pela ideia de ingressar em uma universidade. No segundo grupo, a ideia do futuro e do sucesso que a educação poderia lhes garantir fica nítida, e permanecer na escola é visto como um exercício de superação de si mesmo para alcançar o sucesso. Esses sujeitos estabeleceram preceitos para a condução de suas vidas que toma a escolarização como necessária, e permanecer estudando está diretamente relacionado a ideia de que precisam vencer dois grandes inimigos: a eles mesmos e as dificuldades que aparecem no caminho para alcançar o que consideram como sendo veiculado ao que chamam de futuro e estabilidade. Essa forma contemporânea de governamento coloca no indivíduo a responsabilidade pela sua situação emocional, econômica e pessoal, desenhando-se como um elemento importante da estratégia governamental atual – culpar e responsabilizar cada um pelo seu próprio destino.Além disso, vale ponderar que embora essas tecnologias de governamento existam e funcionem na ordem da prevenção de determinado risco, elas nunca serão suficientes para a manutenção de todos na escola, uma vez que elas se sustentam em um projeto de educação que não é válido para todos, e porque diferentes contextos lidam com a evasão escolar de modo distinto, o que mostra a impossibilidade da manutenção de todos na escola. Se compreendermos, portanto, a escola pública como uma instituição que reforça o modelo neoliberal, que coloca no próprio sujeito a responsabilidade pelo seu sucesso e fracasso, sempre será possível resistir à hegemonia neoliberal por meio de linhas de fuga, podendo a evasão escolar ser vista, nessa direção, como um ponto de escape e um modo de resistir a esse modelo de escolarização que está imposto: somos governados por certos mecanismos, mas resistimos a outros. Se as formas de governamentalidade, na contemporaneidade, se utilizam de mecanismos sutis para exercer o poder sobre a vida, nela também emergem outras lógicas que fogem ao predeterminado.
This thesis has as main objective to identify and problematize government (governance) technologies put into place to reduce school dropout rates in Basic Education. Based on the theoretical contributions of Michel Foucault, the analytical tool put into action was the notion of governmentality, a concept elaborated by the philosopher in the late 1970s. To reach the general objective of this study, the conditions of possibility for the emergence of compulsory schooling; the discourses on school dropout, as well as their effects on the risk of school dropout, are analyzed, through statistics. When choosing school dropout as an investigative subject, the research had: (I) a corpus of analysis of 75 articles extracted from three repositories; (II) ethnographic work carried in a school located in the Encosta da Serra region. From the study of the materials of analysis, it was possible to identify, in the analyzed articles, five units of analysis that operate based on a preventive order, with the purpose of mitigating the school dropout rates. These units of analysis correspond: (I) to flexibilization as a pedagogical principle; (II) to statistics as a validation tool; (III) to cooperation as an imperative to keep everyone in school; (IV) to compensation as an integration strategy; (V) to accountability as a producer of guilt. Through these technologies, a set of strategies - interest, acceleration, numerationalization, co-responsibility, participation, containment, protection, conditionality, blame - are put into action to keep students in school. In interviews with students, those who never thought about stopping studying and those who thought about stopping, but continued to study, I identified, in the first group, the production of a subject who was responsible and concerned with the social issues of the community, in addition to being a group of students seduced by the idea of joining a university.In the second group, the idea of the future and the success that education could guarantee is clear, and staying in school is seen as an exercise in overcoming oneself to achieve success. These subjects have established precepts for the conduct of their lives that takes schooling as necessary, and to remain studying is directly related to the idea that they must overcome two great enemies: themselves and the difficulties that appear on the way to achieve what they consider to be conveyed as what they call the future and stability. This contemporary form of government (governance) places responsibility on the individual for his/her emotional, economic, and personal situation, and is designed as an important element of the current government strategy - blaming and holding everyone accountable for their own destiny. In addition, it is worth considering that although these government (governance) technologies exist and work in order to prevent a certain risk, they will never be sufficient for the maintenance of everyone in the school, since they are based on an education project that is not valid for all, and because different contexts deal with school drop-out in a different way, which shows the impossibility of keeping everyone in school. Therefore, if we consider the public school as an institution that reinforces the neoliberal model, which places on the subject the responsibility for its own success and failure, it will always be possible to resist neoliberal hegemony and school drop-out can be seen, in this sense, as a way of resisting this model of schooling that is imposed: we are governed by certain mechanisms, but we resist others. If forms of governmentality, in contemporary times, use subtle mechanisms to exert power over life, in it also emerge other logics that escape the predetermined.
URI: http://hdl.handle.net/10923/15684
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000496031-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,15 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.