Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/1911
Tipo: masterThesis
Título: Entre bytes e pixels: estudo etnográfico sobre a identidade em movimento no Second Life
Autor(es): François, Elias Davi
Orientador: Jungblut, Airton Luiz
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
Fecha de Publicación: 2008
Palabras clave: TECNOLOGIA - ASPECTOS SOCIAIS
INTERNET - ASPECTOS SOCIAIS
SUBJETIVIDADE
COMUNIDADES VIRTUAIS
IDENTIDADE CULTURAL
Resumen: The several platforms of social interaction available online, like chat rooms and relationship websites (Orkut, Myspace) always showed themselves as an effervescent space for identity manifestation and experimentation of different points of human subjectivity for a subject. With the advent, in 2003, of the online shelf Second Life, a new kind of online experiment which shows a “virtual world” in three dimensions that seeks to recreate all the different aspects found in the “offline world”. The ideal of the implementation of a corporate model that switches from the off to the online world offers a unique opportunity to an individual to experience a new perspective of its identity. The “to be or not to be” faces itself with several new possibilities of manifestation, such as the individual’s physical appearance or the way theirs attitudes and desires are expressed. In the midst of this web of new identity possibilities, this research seeks to observe through an ethnographic study the various types of identity manifestations found in the online space and its possible relationship with the subject’s real life. In this context, Second Life appears to be a new way to experience life in an online space, combining nearly unlimited potential of new identity experiences and the exchange of meaning (or signs) between the subject that is online and the one that is offline, pointing to a possible and greater incorporation of the online space in the offline society.
As diversas plataformas de interação social disponíveis na internet, como salas de bate-papo (chats) e sites de relacionamento (Orkut, myespace) sempre se mostraram como um efervescente espaço para a manifestação identitária e a experimentação de diferentes nuances da subjetividade humana por parte do sujeito contemporâneo. Com o advento, no ano de 2003, da plataforma Second Life, surge um novo tipo de experimento mediado por computador, o de um"mundo on-line" em três dimensões que procura recriar todos os aspectos encontrados na sociedade off-line. O ideal de transposição de um modelo societário do mundo off para o on-line oferece uma oportunidade ímpar para o sujeito vivenciar novas perspectivas de sua identidade. O"ser ou não ser" depara-se com novas possibilidades de manifestações, seja na forma de sua aparência física, seja na forma de suas atitudes e desejos expressados. Em meio a esta teia de novas possibilidades identitárias, procura-se neste trabalho observar através de um estudo etnográfico, quais as manifestações de identidade encontradas neste espaço on-line e a sua possível correlação com a identidade exercida pelo sujeito no mundo off-line.Neste sentido, desponta atualmente um novo modo de se vivenciar a identidade no espaço on-line, o qual conjuga um potencial quase que ilimitado de novas experiências subjetivas e o intercâmbio de significados entre o sujeito on e off-line, o que aponta para uma possível maior incorporação do espaço on-line na sociedade off-line.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1911
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000405380-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,16 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.