Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/2095
Tipo: masterThesis
Título: Relações públicas e ouvidoria: cidadania e poder dos públicos
Autor(es): Vianna, Rosélia Araújo
Orientador: Simões, Roberto Porto
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Fecha de Publicación: 2008
Palabras clave: COMUNICAÇÃO SOCIAL
RELAÇÕES PÚBLICAS
OUVIDORIA
CIDADANIA
EMPRESAS PRIVADAS
SERVIÇOS PÚBLICOS
PODER
Resumen: This study proposes to prove how the Public Relations use the ombudsman department to make the interface organization - citizen. As basis for the application of Depth Hermeneutics was used the case study of ombudsman department service in a private organization concessionaire of public services, built by participant observation and the analysis of documentation and content. The concept of Public Relations as,"administration of function organizational policy" was the theoretical presumptive assumption for analysis of bibliographic information and empirical. The questions that were emphasized at the end of the study were: the importance of participation, as a mechanism for citizenship and the search for power organizational and the ability of organization waive of part of your decision making power to give voice to customers, making them agents of influence.
Este estudo propõe verificar como a gestão de Relações Públicas utiliza-se da Ouvidoria para fazer a interface organização - cidadão. Como base para a aplicação da Hermenêutica de Profundidade foi utilizado o estudo de caso do serviço de Ouvidoria em uma organização privada concessionária de serviços públicos, construído pela observação participante e pelas análises de documentação e de conteúdo. A conceituação de Relações Públicas como “administração da função organizacional política” foi o pressuposto teórico para a análise das informações bibliográficas e empíricas. As questões que se salientaram ao final do trabalho foram: a relevância da participação, enquanto mecanismo de cidadania e de busca pelo poder organizacional, e a capacidade de a organização abrir mão de parte de seu poder decisório ao dar voz aos clientes, tornando-os agentes de influência.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2095
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000400753-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,32 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.