Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/2213
Tipo: doctoralThesis
Título: Reterritorializações no não-lugar da rede social orkut
Autor(es): Corrêa, Cynthia Harumy Watanabe
Orientador: Silva, Juremir Machado da
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Fecha de Publicación: 2008
Palabras clave: COMUNICAÇÃO SOCIAL
COMUNICAÇÃO VIRTUAL
CIBERCULTURA
INTERNET
Resumen: The research is about current developments in cyberculture, with emphasis in the reterritorialization process that occurs in cyberspace, defined as a global and post modern in nature non-place. Due to the development of digital communication technologies, internauts gained novel ways of social interaction, with blogs and on-line social networks among the most popular. Social network services, like orkut, run by Google Inc. have become very popular, mainly among young people, and it is noteworthy that most participants are from Brazil. Due to this development the main objective of the research is to find out how the place Brazil, identitary, relational and historic, would become reterritorialized through tribal communities created in the orkut on-line social network to bring together Brazilians living abroad. For that, two of the most popular communities in the orkut dedicated to Brazilians living abroad were studied with the nethnographic method of participative observation through six months, from January to June 2007. There is evidence of a new way of expressing identity in a global society integrated by computer networks, as “Brazilians abroad”. They are the wanderers and nomads that utilize a social network formed by people from over 200 countries to talk about their country and themselves, using symbolic reterritorialization and cultural diversity.
A pesquisa aborda os fenômenos em curso na cibercultura contemporânea, ao enfatizar os processos de reterritorializações que ocorrem no ciberespaço concebido enquanto um não-lugar de natureza global e pós-moderna. Com o avanço das tecnologias de comunicação digitais, os internautas passam a contar com diversas maneiras de estabelecer contato ou laço social, sendo que, recentemente, recursos da segunda linha de produtos e serviços da Web como blogs e redes de relacionamentos sociais on-line destacam-se entre os mais utilizados. O site da rede social orkut, da Google Inc., transformou-se em um fenômeno de enorme popularidade, principalmente, entre os mais jovens, porém, o surpreendente é que o número de participantes é liderado por pessoas originárias do Brasil. Diante desse fato, o objetivo geral desta pesquisa é investigar como o lugar Brasil, identitário, relacional e histórico, seria reterritorializado em comunidades de caráter tribal formadas com o intuito de reunir os brasileiros que residem no exterior por meio da rede social orkut. Para tanto, foram analisadas com o método netnográfico da observação participante as duas comunidades de maior popularidade nomeadas de “Brasileiros no Exterior” do site orkut, durante o período de seis meses, de janeiro a junho de 2007. Como resultado, verifica-se o surgimento de uma nova forma de identificação no cenário de uma sociedade global conectada por redes de computadores, que representa os chamados “brasileiros no exterior”. São os errantes e nômades que se apropriam de uma rede social on-line constituída por representantes de mais de 200 países para falar do seu país de origem e de seu povo, a partir de processos de reterritorializações simbólicas do território físico e da diversidade cultural.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2213
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000399939-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,6 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.