Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/2257
Tipo: masterThesis
Título: A memória institucional como possibilidade de comunicação organizacional: o caso exército brasileiro
Autor(es): Barbosa, Andréia Arruda
Orientador: Scroferneker, Cleusa Maria Andrade
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Data de Publicação: 2010
Palavras-chave: COMUNICAÇÃO SOCIAL
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL
CULTURA ORGANIZACIONAL
MEMÓRIA INSTITUCIONAL
EXÉRCITO - BRASIL
Resumo: The implications of the post-modern world have been increasingly affecting the organizational environment which, in turn, is even more (inter) dependent of changes and variations in the relationship with publics. The reference frames that once provided certain stability are now unstable and the individuals in the social world seem to search for meaning in everything day do. This complex reality of social relations and ephemeral values reinforces the need to (re) think some communication practices that highlight the non-transitory elements of Organizational Identity and, consequently, stimulate a sense of belonging and sharing of meaning. This work aims at approaching the Institutional Memory as a possibility of Organizational Communication to (re) build valuable relationships with the target publics. Memory practices employed in the Brazilian Army will be used as case study. It also intends to discuss the place of Institutional Memory in order to understand how the Brazilian Army sees the practices it develops. This work is also an attempt to contribute to the field of Organizational Communication since it signalizes the relevance of this thematic in this field. This exploratory research, with qualitative approach, was based on the Paradigm of Complexity (MORIN, 1999; 2006; 2007; 2007b; 2008). Through the lenses of recursive, dialogic, and hologramatic principles, we investigated the place of memory practices conducted in the organization and, as an approximative clipping, how this thematic is processed within the Southern Military Command. The celebrations planned for Marshall Osorio`s Bicentenary (1808-2008) were a good example of this dynamic in the local sphere. In the search for this understanding, the case study was chosen as strategy of action. Bibliographic research, documental analysis, semi-structured questionnaire, and in-depth interview were used as data collection tools. The possible conclusions reached on the object of this study reveal the identitary character of these practices and the existence of a deep relationship among Organizational Communication, Organizational Culture and Institutional Memory.
As implicações do mundo pós-moderno estão repercutindo no ambiente organizacional, cada vez mais (inter) dependente às variações e alterações no relacionamento com os públicos. Essa complexa realidade de relações sociais e valores efêmeros, em que os quadros de referência que davam certa estabilidade aos indivíduos no mundo social estão abalados e os sujeitos parecem buscar sentido em tudo o que fazem, confirma a necessidade de um (re) pensar sobre práticas de comunicação que ressaltem os elementos não transitórios da Identidade Organizacional, estimulando o senso de pertencimento e a partilha de significados. O presente trabalho se propôs a evidenciar a Memória Institucional como possibilidade de Comunicação Organizacional para (re) construir relacionamentos de valor com os públicos de interesse, utilizando como caso as práticas de memória realizadas pelo Exército Brasileiro. Intencionou, também, discutir sobre o lugar da Memória Institucional na organização, entender como esta compreende as práticas que desenvolve e contribuir para o campo da Comunicação Organizacional, a partir da sinalização da relevância da temática para essa área. Esta pesquisa exploratória com abordagem qualitativa foi ancorada pelo Paradigma da Complexidade (MORIN, 1999; 2003; 2006; 2007; 2007b; 2008). Através das lentes dos princípios recursivo, dialógico e hologramático, investigamos as práticas de memória realizadas pela organização e, como um recorte aproximativo, de que forma esta temática se processa no Comando Militar do Sul. Para tanto, as comemorações planejadas para o Bicentenário de Nascimento do Marechal Osorio (1808-2008) se apresentaram como exemplo dessa dinâmica em âmbito local. Na busca por essa compreensão, utilizamos como estratégia de ação o estudo de caso e como instrumentos de coleta de dados, o levantamento bibliográfico, a análise documental, o questionário semi-estruturado e a entrevista em profundidade. As conclusões possíveis a que chegamos a respeito deste objeto, ratificam o caráter identitário dessas práticas, bem como a profunda relação existente entre Comunicação Organizacional, Cultura Organizacional e Memória Institucional.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2257
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000422346-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo7,78 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.