Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/2612
Type: masterThesis
Title: Efeitos da liberalização financeira em variáveis macroeconômicas, no Brasil - 1995-11
Author(s): Oliveira, Flaviane de
Advisor: Marquetti, Adalmir Antonio
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento
Issue Date: 2012
Keywords: ECONOMIA - BRASIL
MACROECONOMIA
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - BRASIL
CAPITAL
Abstract: A presente dissertação tem por objetivo investigar os efeitos da liberalização financeira no Brasil, entre janeiro de 1995 e outubro de 2011, sobre as seguintes variáveis macroeconômicas: taxa de crescimento, taxa de câmbio e taxa de juros. Também são investigados os efeitos da liberalização sobre o índice Bovespa. Duas medidas de liberação financeira são empregadas: o índice de controle de capitais (ICC) e o índice de abertura financeira (IAF). O resultado do modelo Vetor Autorregressivo aponta que o crescimento do PIB responde negativamente às alterações do ICC e IAF. Logo, o processo de liberalização não gera maior crescimento econômico. Também se percebe que os controles de capitais são endógenos, ou seja, a legislação é liberalizante em períodos de euforia e restritiva em períodos de crise. Há indicações de que a adoção de controle de capitais, principalmente sobre os capitais de curto prazo, é um tema importante a ser enfrentado pelos policymakers.
This dissertation investigates the effects of the financial liberalization in Brazil, between January 1995 and October 2011, on the following macroeconomic variables: growth rate, exchange rate and interest rate. We also investigated the effects of the liberalization on the Bovespa index. Two financial liberalization measures are used: the index of capital controls (CCI) and the index of financial openness (FOI). The result of the Vector Autoregressive model indicates that GDP growth respond negatively to the CCI and FOI. Thus, the liberalization process does not generate greater economic growth. We also suggest that capital controls are endogenous, thus there is a liberalizing movement in times of euphoria and a restrictive one in times of crisis. There are indications that the adoption of capital controls, especially on short-term capital, is an important issue to be faced by policymakers.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2612
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000439303-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo702,4 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.