Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/2709
Type: masterThesis
Title: Jovens mulheres: identidades, vivências e transgressões
Author(s): Cardoso, Sara Oliveira
Advisor: Castro, Marta Luz Sisson de
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Issue Date: 2007
Keywords: EDUCAÇÃO
PSICOLOGIA EDUCACIONAL
IDENTIDADE (PSICOLOGIA)
IDENTIDADE SOCIAL
MULHERES - EDUCAÇÃO
RELAÇÕES DE GÊNERO
Abstract: Este estudo problematizou a construção das identidades de jovens mulheres com vivência de ato infracional em Porto Alegre/RS. Os objetivos foram compreender quais os grupos a que as jovens pertencem, quais suas vivências significativas, como percebem a condição da mulher e que projetos têm para suas vidas. O método utilizado foi o qualitativo e a coleta de dados feita através de entrevistas com sete jovens, selecionadas a partir de perfil quantitativo levantado em Banco de Dados da Prefeitura. Os dados foram submetidos à análise textual que gerou as seguintes categorias: os espaços de pertencimento, em que foram analisados a família, a escola, a igreja e o lazer; a condição de gênero, em que foram analisados a diferença entre meninos e meninas, o companheiro e a maternidade; a violência, em que foram analisados a violência social, o ato infracional das jovens e as brigas entre as gurias. A pesquisa constatou que as identidades das jovens são construídas no trânsito pelos diversos pertencimentos, entre a esfera pública e a privada, com vivências significativas. Vivências afetadas pela condição de gênero, pela condição socioeconômica, a idade em que se situam e o contexto da sociedade complexa a que as jovens dão sentido próprio, delineando identidades múltiplas, dinâmicas, plurais e relacionais. Suas experiências foram percebidas através de ações invisíveis e transgressoras, na medida em que respondem a formas de se colocar no mundo com significações próprias face a contemporaneidade e seus padrões de comportamento.
This study looked into the construction of identities of young women with infractional acts in the city of Porto Alegre, RS, Brazil. The main objective of the study was to identify and understand the process of identity construction of these girls looking at their groups of belonging, their significant experiences, how they perceive their condition as women and their life projects. Qualitative methodology was used and the process of data collection consisted of interviews with seven girls selected from a data Bank from the city of de Porto Alegre. The categories that emerged from the data analysis were: the spaces of belonging in this category the spaces of the family, the school, the church and diversion and amusement. - the condition of gender analyzed the differences between boys and girls, the boyfriend and maternity. -The violence where the social violence, the infractional act and the fights between the girls were analyzed. The study shows that the construction of identities is influenced by the different spaces of belonging, by the public and private sphere, by the significant experiences marked by the gender condition, by the socio-economic conditions, by age and the context of complex society. The young women create new meaning for these experiences delineating multiple, complex, dynamic, plural and relational identities. Their experiences can be perceived through invisible and transgressive actions as a form of relating to the world with personal meaning in reaction to the contemporaneity and behavior patterns.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2709
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000390626-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo376,84 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.