Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/2731
Tipo: doctoralThesis
Título: Entre a indignação e a esperança: motivação, pautas de ação docente, orientação paradigmática na alfabetização de jovens e adultos/as
Autor(es): Schwartz, Suzana
Orientador: Abrahão, Maria Helena Menna Barreto
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2006
Palavras-chave: EDUCAÇÃO
PRÁTICA DE ENSINO
EDUCAÇÃO DE ADULTOS
PROFESSORES - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
ALFABETIZAÇÃO (ADULTOS)
JOVENS - EDUCAÇÃO
Resumo: Ao analisar criticamente a orientação paradigmática das concepções de motivação que permeiam as pautas de ação docente na alfabetização de jovens e adultos/as dos sujeitos participantes da pesquisa, este estudo investiga os fatores pessoais e contextuais inerentes à motivação para o ensino e a aprendizagem que entremeiam as pautas docentes dos/as professores/as alfabetizadores/as de jovens e adultos/as, identificando as contradições e as mediações, sugerindo estratégias e possibilidades pedagógicas para a formação destes/as professores/as. Esta pesquisa foi desenvolvida em uma abordagem qualitativa/descritiva/interpretativa/explica - tiva/compreensiva, utilizando como pontos de referência para análise e interpretação da realidade os sete princípios organizadores do conhecimento (MORIN, 2000, 2001). As informações da realidade foram coletadas através de filmagens em cinco diferentes espaços educacionais, sendo três aulas de cada professor/a. Para servir como base desta análise, foi elaborado um instrumento Pautas de ação docente, motivação e alfabetização (ALONSO TAPIA, SCHWARTZ, 2005). Este instrumento foi realizado com base na fundamentaçao teórica construída sobre como se ensina/aprende a ler e a escrever jovens e adultos/as e sobre motivação, sobre fatores pessoais, contextuais e específicos inerentes à prática pedagógica alfabetizadora com potencial determinante para a construção do clima motivacional propício para o ensino e a aprendizagem. Da análise e interpretação das emergências do estudo, à luz do referencial teórico de Alonso Tapia, Covington, Huertas, Ferreiro, Freire, Morin, entre outros, é possível evidenciar que as orientações paradigmáticas das concepções de motivação que permeiam as pautas de ação docente na alfabetização de jovens e adultos/as inscrevem-se em uma perspectiva simplificadora.Os/as professores/as investigados/as priorizam, no planejamento de suas pautas de ações docentes, qual atividade realizar (o que fazer) em detrimento do “para quem”, do “para que”, do “por que” e do “como”. Priorizam o ensino e a aprendizagem do código alfabético e as questões relacionadas à ortografia “correta” em vez das questões conceituais relacionadas à alfabetização como representação da linguagem, seus usos, sua estrutura de funcionamento, demonstrando, assim, enfatizar a lógica do conteúdo e não a da aprendizagem. Além disso, contraditoriamente, alguns/as percebem como necessário oportunizar uma leitura de mundo em suas salas de aula, mas sem articular esta com a leitura da palavra. Estes/as professores/as não evidenciam preocupação com o modo de iniciar suas aulas de maneiras diferentes, o que propiciaria o despertar e a manutenção da curiosidade, do interesse e o resgate do conhecimento prévio de seus/as alunos/as. Não desenvolvem estratégias de explicitação da valorização da presença dos sujeitos em aula, nem de potencializar a interação entre eles, evidenciando uma concepção de ensino e de aprendizagem com base no Paradigma da Simplicidade, percebendo ensinar como o fornecimento de respostas prontas sem enfatizar a (re)construção de pensamento crítico reflexivo sobre os diferentes usos e funções da linguagem escrita. Estas atitudes, dentre outras, evidenciam como não prioridades, nas pautas de ações docentes, os fatores contextuais e pessoais que contribuem para o clima motivacional propício para o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita.O que encaminhou para a percepção que, nos cursos de formação de professores/as, não parece ser suficiente oportunizar reflexões/construções/aprendizagens específicas sobre os objetos do conhecimento que ensinam/aprendem, sobre diferentes maneiras de proceder ou sobre concepções gerais em relação à escola, à educação, ao ensino, à aprendizagem, ao sujeito e à sociedade. Estas são questões importantes que precisam ser abordadas, mas, além delas, é preciso que sejam (re)construídas atitudes de “cultivo” da reflexão crítica sobre as pautas de ações docentes, antes, durante e após a ação. Estas atitudes precisam ser valorizadas, sistematizadas, reformuladas, quando necessário for, sendo percebidas como indispensáveis aos processos de ensino e de aprendizagem. O/a professor/a precisa (re)construir, interpretar, traduzir o conhecimento cientificamente construído, especialmente sobre como se ensina, como se aprende a ler e a escrever compreensivamente e, também, construir sentimento subjetivo que se situe na interseção da indignação com a realidade atual da alfabetização de jovens e adultos/as e a esperança de poder contribuir para modificar este quadro, percebendo como possível e necessário que todos/as aprendam a ler, a escrever compreensivamente e que desfrutem dos diferentes usos e funções da leitura e da escrita, possibilitando que, tanto alunos/as quanto professores/as, reflitam criticamente sobre a realidade, encaminhando mudanças qualitativas em suas vidas, quando essa assim o demandar.
The paradigmatic orientation of the conceptions of motivation that permeates the teaching action guide lines in the youths and adults alphabetization, who have participated in this research, was analyzed critically in order to this research investigates the contextual and personal facts inherent to teaching and learning motivation that intermixes the teaching action guide lines of the alphabetizer teacher of youths and adults. It also identifies contradictions and mediations, which suggest pedagogic strategies and possibilities to the formation of these teachers. Utilizing as a reference the seven principles of the organization of knowledge (MORIN, 2000, 2001) to analyze and interpret the reality, this research was developed according to qualitative/descriptive/interpretative/explicative/comprehensive approach. The information of reality was collected through filming in five different educational spaces, three classes of each teacher. Serving as a base of this analysis, an instrument was elaborated: Alphabetization, Motivation and Teaching Action Guide Lines (ALONSO TAPIA, SCHWARTZ 2005). This instrument was based on the theoretical foundation constructed about how to teach/learn youths and adults to read and to write, and about motivation, about specific, contextual, and personal factors inherent to the alphabetizer pedagogic practice with determining potential to the construction of the motivation atmosphere, which propitious to teach and learn. The analyses and investigation of the study results were based on theoretical references of Alonso Tapia, Covington, Huertas, Ferreiro, Freire, Morin, et. al. It is possible to notice that the paradigmatic orientation of the motivation conceptions that permeates the teaching action guide lines in the youths and adults alphabetization is in a simple perspective.The teachers who were investigated by this study give priority, in the planning of his/her teaching actions guide lines, to what activity realize (what to do) in the detriment of “who for”, “what for”, “why”, and “how”. They give priority to the teaching and learning of the alphabetical code and the questions related to the “correct” handwriting instead of the conceptual questions related to the alphabetization as a representation of the language, its uses, its functioning structures, which causes the logical of the contents, not the logical of learning. Besides, contradictorily, some teachers think that it is necessary to give a chance to the world reading in their classrooms, but without articulating it to the word reading. These teachers do not evidence preoccupation about how to initiate their classes in a different way, which would propitiate an awaking and a curiosity also interest maintenance and the rescue of the previous knowledge of his/her student. They do not develop strategies of explanation to valorize the individuals’ presence in the classes, neither giving a potential the integration between the students, in order to evidence the teaching and learning conception based on the Paradigm of Simplicity, perceiving teaching as a furnishing of ready answers without emphasizing the (re)construction of reflexive critic thinking about the different uses and functions of the writing language.These attitudes and others evidence the teaching actions guide lines, the contextual and personal factions that contribute to a motivational atmosphere propitious to teach and learn the reading and writing. In the teachers formation courses, there is a perception of that it does not seem to be enough to give a chance of reflections/constructions/learning exactly about the object of knowledge that they teach/learn, mainly about the different ways of procedure or about general conceptions related to the school, the education, the teaching, the learning, the individual, and the society. These are important questions that need to be approached, but besides them, it is necessary that the critical reflection “cultivated” attitudes must be (re)reconstructed, mainly about teaching actions guide lines, before, during, and after the actions. These attitudes must be valorized, systemized, reformulated when it will be necessary, and being perceived as indispensable to the teaching and learning processes. The teacher needs to (re)construct, interpret, translate the construct scientific knowledge, especially how to teach, how to learn reading and writing comprehensively. The teacher also needs to construct a subjective feeling that is in the intersection of the indignation and the actual reality of the youths and adults education and the hope of being able to contribute to a modification of this scenery. It is perceived as possible and necessary for the ones who learn how to read and write comprehensively. Moreover, enjoying the different uses and functions of reading and writing, allowing as teacher as students to think critically about the reality, leading qualitative changes in the student’s life, when it was demanded.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2731
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000389066-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,15 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.