Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/2874
Type: masterThesis
Title: Bem-estar docente: um estudo em escolas públicas de Porto Alegre
Author(s): Zacharias, Jamile
Advisor: Stobäus, Claus Dieter
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Issue Date: 2012
Keywords: EDUCAÇÃO
BEM-ESTAR PESSOAL
PROFESSORES - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
SATISFAÇÃO NO TRABALHO
AFETIVIDADE
RESILIÊNCIA (TRAÇO DE PERSONALIDADE)
Abstract: This dissertation, approved by PUCRS’ Research Ethics Committee (CEP), under the registration CEP 11/05397 aims to analyze Porto Alegre (RS) public teachers’ self-image/self-esteem, self-realization and well-being/ill-being levels and identify and analyze the well-being indicators shown by those teachers, as well as to propose elements that can help to decrease the ill-being and promote the teacher well-being. Consequently, it was used a quanti-qualitative methodological approach by applying questionnaires and semi-structured interviews. Regarding the quantitative research, three questionnaires were used: the Self-Image and Self-Esteem Questionnaire (STOBÄUS, 1983), the Self-Realization Questionnaire Based on the Abraham Maslow Theory and the Instrument for Assessment of Variables that are Indicators of Teacher Well-being and Ill-being (JESUS, 1998). About the qualitative research, a semi-structured interview was used (STOBÄUS; MOSQUERA; 2009) to add to the quantitative research and it was based on the Content Analysis proposed by Bardin (2010). The theoretical reference is basically grounded in the studies of Esteve (1994; 1999), Jesus (1996; 1998; 2001a; 2001b; 2002; 2004; 2007), Maslow (1991), Mosquera (1978; 1987), Mosquera and Stobäus (1996; 2006; 2008) and Stobäus (1983).On this research, it was possible to verify that, concerning the self-image/self-esteem levels, teachers interviewed in A School and C School present more positive levels whereas teachers interviewed in B School present an equivalence between the higher levels (positive) and the lower ones (negative); on the whole, the teachers interviewed present more positive levels than negative levels. About the self-realization levels, teachers interviewed in A School present lower satisfaction levels on physical and self-realization needs and higher satisfaction levels on respect and relationship needs; teachers interviewed in B School present lower satisfaction levels on physical and security needs and higher satisfaction levels on relationship and respect needs; teachers interviewed on C School present lower satisfaction levels on physical and security needs and higher satisfaction levels on respect and relationship needs; on the whole, teachers interviewed present lower satisfaction levels on physical and self-realization needs and higher satisfaction levels on respect and relationship needs. Concerning the teacher well-being/ill-being levels, those interviewed in A School present and equivalence between the ill-being and well-being levels, whereas those interviewed in B School and C School present more ill-being levels than well-being levels; on the whole, teachers interviewed also present higher ill-being levels. After analyzing the data obtained by the Teacher Well-Being/Ill-Being Instrument, a Psycho-pedagogical Workshop was done aiming to minimize the ill-being. Also, it was possible to identify and to analyze some teacher well-being indicators, which were separated into the following categories: Professional realization/Pleasure, Social contribution/Graduation, Recognition/Appreciation, Internal relationships and interrelationships/Affectivity and Qualification. On this research, it was verified that, in order to prevent and minimize the ill-being and to promote the teacher well-being, some intervention measures should be carried out by some sections responsible for the education, such as the State, the family and the pedagogical management. Besides, the own educator may and must invest in elements that can contribute to his own satisfaction and personal and professional realization as self-concept, self-image, self-esteem, self-realization, well-being, affectivity, coping and resilience.
A presente dissertação, aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da PUCRS, sob registro CEP 11/05397, teve como objetivo analisar os níveis de autoimagem/autoestima, autorrealização e mal/bem-estar, e identificar e analisar os indicadores de bem-estar apresentados por docentes de escolas estaduais de Porto Alegre (RS), bem como propor elementos que possam contribuir para a diminuição do mal-estar e a promoção do bem-estar docente. Para tanto, foi utilizada uma abordagem metodológica quanti-qualitativa, por meio de respostas a questionários e entrevista semiestruturada. Para a parte quantitativa foram utilizados três questionários: Questionário de Autoimagem e Autoestima (STOBÄUS, 1983), Questionário de Autorrealização Baseado na Teoria de Abraham Maslow e Instrumento para Avaliação das Variáveis que Constituem Indicadores do Bem/Mal-Estar Docente (JESUS, 1998). Para a parte qualitativa foi utilizada uma entrevista semiestruturada (STOBÄUS; MOSQUERA; 2009) como complementar a parte quantitativa, sendo trabalhada com base na Análise de Conteúdo proposta por Bardin (2010). O Referencial Teórico está fundamentado, basicamente, nos estudos de Esteve (1994; 1999), Jesus (1996; 1998; 2001a; 2001b; 2002; 2004; 2007), Maslow (1991), Mosquera (1978; 1987), Mosquera e Stobäus (1996; 2006; 2008) e Stobäus (1983). Nesta pesquisa foi possível verificar que, com relação aos níveis de autoimagem e autoestima, os professores pesquisados na Escola A e os professores pesquisados na Escola C apresentam níveis mais positivos, enquanto que os professores pesquisados na Escola B apresentam uma equivalência entre níveis mais altos (positivos) e mais baixos (negativos); no total, os professores pesquisados apresentam níveis mais positivos do que negativos. No que se refere aos níveis de autorrealização, os professores pesquisados na Escola A apresentam níveis menos satisfeitos nas necessidades físicas e de autorrealização, e níveis mais satisfeitos nas necessidades de respeito e de relacionamento; os professores pesquisados na Escola B apresentam níveis menos satisfeitos nas necessidades físicas e de segurança, e níveis mais satisfeitos nas necessidades de relacionamento e de respeito; os professores pesquisados na Escola C apresentam níveis menos satisfeitos nas necessidades físicas e de segurança, e níveis mais satisfeitos nas necessidades de respeito e de relacionamento; no total, os professores pesquisados apresentam níveis menos satisfeitos nas necessidades físicas e de autorrealização, e níveis mais satisfeitos nas necessidades de respeito e de relacionamento. Com relação aos níveis de mal/bem-estar docente, os professores pesquisados na Escola A apresentam uma equivalência entre níveis de mal-estar e de bem- estar, enquanto que os professores pesquisados na Escola B e os professores pesquisados na Escola C apresentam mais níveis de mal-estar do que de bem-estar; no total, os professores pesquisados também apresentam níveis de mal-estar mais elevados. Após análise dos dados obtidos pelo Instrumento de Bem/Mal-Estar Docente foi realizada uma Oficina Psicopedagógica visando a minimização do mal-estar. Também foi possível identificar e analisar alguns indicadores de bem-estar docente, os quais foram encaixados nas seguintes categorias: Realização profissional/Prazer; Contribuição social/Formação; Reconhecimento/Valorização; Relações intra e interpessoais/Afetividade; e Qualificação. Neste estudo, foi constatado que, para que se possa prevenir e diminuir o mal-estar e promover o bem-estar docente, algumas medidas de intervenção devem ser tomadas por parte de alguns setores responsáveis pela educação, como o Estado, a família e a gestão pedagógica. Ademais, o próprio educador pode e deve investir em alguns elementos que podem contribuir para sua satisfação e realização pessoal e profissional, como o autoconceito, a autoimagem, a autoestima, a autorrealização, o bem-estar, a afetividade, o coping e a resiliência.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2874
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000437549-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,84 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.