Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/2918
Type: masterThesis
Title: Grupos de estudo: uma possibilidade para qualificar a aprendizagem em ciências nas séries iniciais
Author(s): Fagundes, Suzana Margarete Kurzmann
Advisor: Lima, Valderez Marina do Rosário
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática
Issue Date: 2008
Keywords: EDUCAÇÃO
CIÊNCIAS - ENSINO
EDUCAÇÃO CONTINUADA
GRUPOS - EDUCAÇÃO
PROFESSORES - FORMAÇÃO PROFISSIONAL
PESQUISA EDUCACIONAL - METODOLOGIA
Abstract: A idéia defendida nesta pesquisa mostra a necessidade de se ensinar Ciências já desde o primeiro ciclo das séries iniciais, repousando no fato de que as crianças dessa faixa etária são naturalmente curiosas, investigativas e observadoras. O papel dos professores é o de proporcionar aos seus alunos oportunidades para eles interagirem com os novos conhecimentos, associando-os aos conhecimentos prévios. Para isso, há necessidade de o professor manter-se sempre em formação, preparando-se para as mudanças que lhes são propostas. Assim, procurou-se promover encontros de estudo com um grupo de professoras de séries iniciais (de 1ª a 4ª) de uma escola do interior do estado do Rio Grande do Sul (RS), permitindo a cada uma delas repensar sua prática pedagógica ao explicitarem suas vivências iniciais, colaborando, desta forma, para um novo posicionamento diante da realidade em que vivemos, e para o comprometimento com uma prática pedagógica assentada em novos paradigmas de ensino. Acredita-se que só assim o professor possa oportunizar meios para que o aluno se torne sujeito da construção de seus conhecimentos e, desta maneira, possa promover a construção de uma aprendizagem significativa. A metodologia utilizada nesta pesquisa tem caráter qualitativo, sendo a coleta de dados efetuada em seu ambiente natural, na escola, de maneira prolongada e direta. Os encontros tiveram como objetivo conhecer e analisar as vivências, anseios, frustrações, preocupações, concepções e perspectivas das professoras de séries iniciais nas aulas de Ciências, bem como relacionar suas práticas e teorias implícitas com a significação atribuída ao ensino de Ciências nesta etapa de escolaridade.Do estudo destes encontros, por meio de Análise Textual Discursiva, foram construídas quatro categorias: Currículo escolar: de quem é a responsabilidade?, na qual se discute que, além dos conteúdos conceituais, também são desejáveis os procedimentais e os atitudinais e se reflete sobre as estratégias que podem ser utilizadas para trabalhar estes conteúdos nas aulas de Ciências; Autonomia, que apresenta conclusões provisórias, tanto sobre o aperfeiçoamento da autonomia do professor como sobre a formação da autonomia do aluno; O Professor frente à modernidade, que analisa as preocupações dos professores frente às modernidades tanto no aspecto cognitivo quanto tecnológico, e Projetos: como se começa?, relatando e analisando preocupações e possibilidades do grupo de professoras sobre formas de se trabalhar com projetos interdisciplinares nas aulas de Ciências. Através desta análise, concluiu-se que grupos de estudo podem contribuir para a transformação e desenvolvimento do fazer pedagógico dos professores, em especial no que se refere às aulas de Ciências, refletindo também na aprendizagem do aluno e na construção de seu conhecimento, pois pode-se observar esse crescimento no decorrer dos encontros, quando as professoras se mostravam mais preocupadas em fazer "mudanças" em suas aulas, bem como nas tomadas de decisões que se fizeram necessárias nesse período.
The supported idea in this research shows the necessity to teach Science since the first cycles of the initial grades of elementary school, considering to the fact that children of that age are naturally curious, investigators and observers. The role of the teachers is offer opportunities to their students interact with the new knowledge, linking them to the previous one. For this, the teacher should remain always in forming, preparing themselves for the proposed changes. Thus, it was promoted study meetings with a group of initial grades of elementary school teachers (1st to 4 th) from a school of the interior of Rio Grande do Sul (RS) state. The meetings allow each of them to rethink their pedagogical practices to the expose their initial experiences. This activity contributed to a new position in face of the reality in which we live, and to the compromise with a pedagogical practice centralized in the new paradigms of education. Only this way, the teacher can provide means to the student becomes subject of construction of their own knowledges and, consequently, promote the construction of a significant learning. The methodology used in this study has a qualitative character, and the data collection was performed at school, in their natural environment, of prolonged and direct manner. The meetings intended to recognize and analyse the experiences, aspirations, frustrations, concerns, ideas and perspectives of the initial grades of elementary school series teachers in Science classes, and relate their practices and implicits theories with the meaning attributed to the Science teaching in this stage of schooling.From the study of these meetings, through Discoursive Textual Analysis, were built four categories: School Curriculum: who is the responsibility?, in which is presented the discussion that beyond the conceptual content, are also desirable the procedural and attitudinal contents. This categorie talks about the strategies that can be used to work this contents in the Sciences classes; Autonomy, which presents provisional findings as the teacher autonomy improvement as the student autonomy formation; The Teacher x modern times, which examines the concerns of teachers in front of modernity in both the cognitive and technological aspects and Projects: how to start?, reporting and analyzing concerns and possibilities of the group of teachers work with interdisciplinary projects in the Sciences classes. Through this analysis, it was concluded that the study groups can contribute to the transformation and development of pedagogical practice to the teachers, in special to the Sciences classes. Study groups are also important to the reflection of the student learning and to the construction of their knowledge. This growth can be noted in the course of the meetings, when the teachers were more worried about making "changes" in their classes, as well as to take decisions that became necessary in that period.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2918
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000407196-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,51 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.