Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/3124
Type: masterThesis
Title: A etnomatemática da comunidade campestre: um estudo dos saberes matemáticos
Author(s): Santos, Simone Nascimento dos
Advisor: Silva, Ana Maria Marques da
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática
Issue Date: 2009
Keywords: EDUCAÇÃO
EDUCAÇÃO - MATEMÁTICA
ETNOMATEMÁTICA
MATEMÁTICA - ENSINO
Abstract: O ensino da matemática costuma ser conhecido pela distância existente entre o conhecimento desenvolvido no âmbito escolar e as situações vivenciadas no dia-adia dos alunos. Em consonância com a compreensão de D’Ambrosio (1996) sobre a Etnomatemática como o estudo das técnicas, habilidades de explicar, de entender, de lidar e conviver nos distintos contextos da realidade, esta dissertação apresenta uma investigação sobre os saberes matemáticos presentes e produzidos na Comunidade Campestre, localizada na cidade de São Leopoldo, RS. A pesquisa, de cunho qualitativo, buscou identificar os saberes matemáticos de uma turma de alunos do 3º ano do Ensino Fundamental e seus responsáveis, por meio de entrevistas semi-estruturadas e observações de atividades lúdicas. A partir da análise dos dados, identificaram-se categorias que permitiram reconhecer como a Comunidade Campestre entende e pratica os saberes matemáticos em seu cotidiano. Situações de fracasso na vida escolar e sentimentos de baixa autoestima relacionados com o ensino da matemática durante o período escolar dos responsáveis emergiram. Nas atividades diárias e brincadeiras das crianças, saberes matemáticos relacionados com a contagem e manipulação de dinheiro foram identificados, assim como o uso das operações fundamentais nas atividades de auxílio aos pais. A partir da investigação, foi possível desenvolver uma proposição de ação pedagógica em uma perspectiva etnomatemática, pautada pelos interesses que emergiram da Comunidade Campestre.
The mathematics teaching is usually known by the gap between the knowledge developed within the school and experienced situations living day by day by pupils. In agreement with the understanding of D'Ambrosio (1996) about Ethnomathematic, as the study of techniques and skills to explain, to understand, to cope and to live in different contexts of reality, this dissertation presents an investigation about the mathematical knowledge produced by the Comunidade Campestre, located in São Leopoldo, RS. The research, with a qualitative approach, has the aim to identify the mathematical knowledge of a group of students from 3rd grade of elementary school and their parents, through semi-structured interviews and observations of playing activities. From data analysis, categories were identified, recognizing how the Comunidade Campestre understands and practices the mathematical knowledge in their daily lives. Failure situations at school and low self-esteem feelings related to mathematics teaching during the school period, have emerged in parents interviews. In daily activities and games for children, mathematical skills related with counting and money handling were identified, beyond the use of simple operations in key activities to help parents. From the research, it was possible to develop a proposal for action within an ethnomathematics pedagogical perspective, guided by the interests that have emerged from the Comunidade Campestre.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3124
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000413142-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,87 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.