Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/3240
Type: masterThesis
Title: Avaliação da osseointegração de implantes de titânio submetidos a diferentes tratamentos de superfícies
Author(s): Renz, Renata Pedrolli
Advisor: Hübler, Roberto
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Tecnologia de Materiais
Issue Date: 2007
Keywords: ENGENHARIA DE MATERIAIS
RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS
IMPLANTES DENTÁRIOS OSSEOINTEGRADOS
MATERIAIS DENTÁRIOS
ESPECTROSCOPIA
TITÂNIO
CORROSÃO
Abstract: O processo de osseointegração está fortemente ligado com as propriedades físicoquímicas superficiais dos materiais utilizados em implantes. Pesquisas recentes indicam que o desenvolvimento de superfícies texturizadas aumenta a eficiência deste processo, influenciando diretamente na resposta inicial das células na interface osso/implante, na taxa e na qualidade da formação do tecido ósseo formado. Porém, não foi verificada a melhor relação entre os diversos tipos de tratamentos de superfícies e a adesão óssea ao implante. O objetivo deste trabalho foi avaliar a osseointegração in vivo de implantes de titânio cilíndricos, submetidos a diferentes tratamentos de superfície, através de ensaio mecânico do tipo pull out, de acordo com a norma ASTM C 633. A morfologia superficial dos implantes foi caracterizada pelas técnicas de MEV e rugosimetria. A composição química foi avaliada pelas técnicas de EDS e XRF, de acordo com a norma NBR ISO 5832-2, enquanto que, para avaliar a resistência à corrosão, foi utilizada a técnica de Polarização Linear, segundo as recomendações da ASTM F 746. Os resultados indicaram que a composição química dos grupos de amostras, com exceção do escovado, atende aos limites estipulados quanto ao teor de contaminantes presentes. Os valores de densidade de corrente indicam comportamento de passivação, significativamente abaixo do valor máximo permitido pela norma. Os testes de pull out mostraram que 30 dias de cicatrização foram insuficientes para se obter crescimento ósseo satisfatório. De modo geral, pode-se dizer que os resultados obtidos para o grupo de 60 dias indicaram que os valores de rugosidade superficial influenciaram os valores de tensão máxima.
Osseointegration process is strongly related to superficial physical-chemical properties of materials applied as implants. Recent researches indicate that the development of surfaces treatments increases the efficiency of this process, influencing directly on the initial response of the cells in bone/implant interface, on rate and quality of bone tissue formation. However, the best relationship among several surface treatments processes and bone implant bonding remains unknown. The aim of this study was to evaluate in vivo osseointegration of coin shaped titanium surface treatmented implants by pull out assays according to ASTM C 633. The implants superficial morphology was characterized using MEV and rugosimetry techniques. Chemical composition was evaluated by means of EDS and XRF analyses according to NBR ISO 5832-2, while corrosion resistance was verified by Linear Polarization technique, according to ASTM F 746. The results showed that chemical composition of samples groups are in agreement with the limits recommended towards the presence of contaminants, except the brushed group. The current density values indicated passivation behavior, which is significantly lower than the maximum value allowed. The pull out assays showed that 30 days of healing period was insufficient to achieve satisfactory bone healing. The results obtained for the 60 days samples group demonstrated superficial roughness values which influenced maximum tension values.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3240
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000402797-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo6,38 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.