Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/3593
Registro completo de metadatos
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSouza, Valdemarina Bidone de Azevedo een_US
dc.contributor.authorLima, João Borges deen_US
dc.date.accessioned2013-08-07T18:56:35Z-
dc.date.available2013-08-07T18:56:35Z-
dc.date.issued2007pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10923/3593-
dc.description.abstractIntroduction: There is a technological advance concomitantly with the demographic growth of the aged population. The technological advance is perceived across the biggest use of computers in the diverse social segments and for the most different applications. Therefore, it is essential that the aged individual be inserted in this context. However, the advent of computer science has generated physical consequences in users, mainly when they use the computer for long interrupts periods. Objectives: To verify the effectiveness of an Ergonomic Program designed for aged participants of Workshop for Digital Inclusion. The specific objectives are: a) By means of a Physiotherapeutic Evaluation Protocol, to evaluate the answer of aged individuals submitted to a Ergonomic program b) to identified on the environment of the workshop of digital alphabetization, risk factors that can influence postural alterations in front of the computer; c) to evaluate the results of the application of the ergonomic program in the prevention and/or reduction of postural changes of the aged participants of the digital alphabetization workshops. Materials and Methods: The study was developed in a qualitative and quantitative approach. It was evaluated 40 elderly. A first postural evaluation was accomplished by means of a Physiotherapeutic Evaluation Protocol and photographs of elderly in front of the computer, in order to identify eventual postural deviation. After, the environment was evaluated in order to identify factors that could contribute to postural changes of elderly. Based on the finds of the first evaluation, an intervention with an Ergonomic Program was applied. The program consisted in allongue sections and ergonomic advertisement. The program was applied twice a week, during five weeks. After that, another postural evaluation protocol was done. The goniometry was also used as a parameter of effectiveness for the mobility of the cervical column and to identify complains related to the protocol application. After that the protocol was again applied during five weeks when the final evaluation was accomplished. Results: in accordance with the initial 65% of 26 women participants and 35% of 14 men had postural changes before the beginning of program. It was also observed that 57% of the totality of elderly had osteoarticular problems. The photographs analysis showed that in front of the computer, the participants adopted a kyphotic posture. It was not find any statistically significant alterations in the flexion, extention, side righ ion, righ and left rotation of cervical column movements. Related to physical complains there where no significant changes after the program phases. Conclusion: a) the ergonomic program was not effective for changing the amplitude of participants cervical movements b) the ergonomic program was effective in changing the left lateral flexion of women participants; c) the lack of seat back adjusts can be influenced functional postures adopted by the participants. So in that topic the environment had an influence on the posture in front of the computer; d) most women and men participants have lordosis. This lordosis can be related to the kyphotic posture adopted in front of the computer. e) Although it was not identified change in the posture of participants, the present study could delineate a clinical picture of the posture status of elderly computer user and did not aggravated the problems identified at the beginning of study.en_US
dc.description.abstractIntrodução: Conjuntamente com o crescimento demográfico da população idosa, há um avanço tecnológico, percebido também pelo maior uso de computadores nos diversos segmentos sociais e para as mais diferentes aplicações. Por essa razão, é imprescindível que o indivíduo idoso seja inserido nesse contexto de avanço tecnológico. No entanto, o advento da informática tem gerado conseqüências físicas em seus usuários, principalmente quando utilizam o computador por longos interruptos períodos. Objetivos: Verificar a efetividade de um Programa Ergonômico, elaborado a partir de um Protocolo Avaliação Fisioterapêutica, para Intervenção Postural para idosos participantes de Oficina de Inclusão Digital; e como objetivos específicos: a) avaliar a resposta dos idosos submetidos a um Programa Ergonômico de intervenção, elaborado a partir de um Protocolo de Avaliação Fisioterapêutica, postura no ambiente das oficinas de inclusão digital; b) identificar no ambiente da oficina de alfabetização digital fatores que podem influenciar as posturas adotadas em frente ao computador; c) avaliar os resultados da aplicação do Protocolo de Avaliação Fisioterapêutica de Intervenção Postural na prevenção e/ou redução de alterações posturais dos idosos participantes das oficinas de alfabetização digital. Materiais e Métodos: o estudo foi desenvolvido numa abordagem quanti-qualitativa em que foram avaliados 40 idosos. Inicialmente foi realizada uma avaliação postural por meio do Protocolo de Avaliação Fisioterapêutica e por fotografia da postura do idoso frente ao computador, para identificação de possíveis desvios. Após, realizou-se a análise do ambiente da oficina tendo como base referências bibliográficas, buscando identificar-se fatores que pudessem contribuir para alterações posturais nos idosos integrantes. Com base nos fatores elencados e na avaliação postural, foi aplicado o Programa Ergonômico de Intervenção.O programa ergonômico foi constituído por alongamentos e orientações ergonômicas. A aplicação do Programa foi realizada duas vezes por semana, durante cinco semanas. Ao final das cinco semanas de aplicação, foi realizada outra avaliação postural. Além disso, foi utilizada a goniometria também como parâmetro de efetividade para mobilidade da coluna cervical e fez-se a constatação de queixas físicas que os idosos participantes poderiam apresentar após aplicação do protocolo. Após essa reavaliação o protocolo foi novamente aplicado pelo mesmo período, e ao final (após dez semanas) foi realizada nova avaliação para verificação da efetividade do Programa. Resultados: de acordo com os dados iniciais da avaliação postural, identificou-se que 65% das 26 participantes do sexo feminino e 35% dos 14 do sexo masculino possuíam alguma alteração postural antes de iniciarem o programa. Observou-se, também, que 57% dos idosos possuíam problema osteoarticular. A análise das fotografias revelou que os idosos, frente ao computador, adotavam uma postura com indicativos de presença de postura hipercifótica. Não foram observadas alterações estatisticamente significativas nos movimentos de flexão, extensão, flexão lateral direita, rotação à direita e rotação à esquerda da coluna cervical. Em relação às queixas físicas avaliadas não houve alterações após aplicação do Programa nas duas fases. Conclusão: a) a aplicação do Programa Ergonômico não foi efetiva para aumento de amplitude dos movimentos da coluna cervical dos participantes; b) o Programa foi significativamente efetivo em relação ao movimento de flexão lateral esquerda para as representantes do sexo feminino nas fases I e II de aplicação; c) a ausência de ajuste do encosto da cadeira pode ter influenciado nas posturas funcionais adotadas pelos participantes. Portanto, neste tópico o ambiente influenciou a postura frente ao computador; d) a maioria dos integrantes do sexo feminino (65% das 26 integrantes) e do masculino (35% dos 14 integrantes) possui lordose. Esta pode ter sido decorrente da postura hipercifótica adotada frente ao computador, o que pode ter levado ao aparecimento de queixas dolorosas identificadas; e) embora não tenham sido identificadas mudanças na postura dos participantes, o presente estudo pôde delinear um desenho clínico da postura do idoso usuário do computador, e não houve agravamento dos problemas identificados no início do estudo.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.subjectGERONTOLOGIApt_BR
dc.subjectIDOSOSpt_BR
dc.subjectERGONOMIA (COMPUTAÇÃO)pt_BR
dc.subjectINFORMÁTICA - ERGONOMIApt_BR
dc.subjectALONGAMENTO - EXERCÍCIOS FÍSICOSpt_BR
dc.subjectPOSTURApt_BR
dc.titleA efetividade de um programa ergonômico em idosos ativos usuários da informáticapt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.degree.grantorPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInst. de Geriatria e Gerontologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédicapt_BR
dc.degree.levelMestradopt_BR
dc.degree.date2007pt_BR
dc.publisher.placePorto Alegrept_BR
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000391961-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,56 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.