Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/3595
Type: masterThesis
Title: Análise dos efeitos da depressão maior unipolar na cognição de idosos
Author(s): Schneider, Mônica Karine
Advisor: Bromberg, Elke
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Issue Date: 2010
Keywords: MEDICINA
GERIATRIA
GERONTOLOGIA
IDOSOS
ENVELHECIMENTO
MEMÓRIA
COGNIÇÃO
DEPRESSÃO
Abstract: Dados sobre a prevalência da depressão em idosos mostram que uma em cada oito pessoas acima de 65 anos é afetada pela doença, a qual está freqüentemente associada a alterações cognitivas, principalmente àquelas suportadas pelo lobo frontal, como atenção e memória episódica. Objetivos: Investigar o desempenho de idosos depressivos em funções cognitivas suportadas pelos lobos frontais e temporais, buscando caracterizar os diferentes domínios cognitivos afetados pela depressão. Material e Método: População e amostra: idosos controles (n=28), idosos com diagnóstico de depressão maior unipolar (n=8). Instrumentos e procedimentos: Todos os sujeitos submeteram-se aos instrumentos para caracterização da amostra (questionário de identificação pessoal e questões de saúde, Mini Exame do Estado Mental e Inventário de Depressão de Beck), e foram excluídos sujeitos com demência, uso de medicação psicotrópica que não antidepressiva, alterações sensoriais incompatíveis com a realização das tarefas, escolaridade inferior a 4 anos. Os participantes realizaram avaliação psicológica composta pelo Teste de Classificação de Cartas de Wisconsin, para avaliar o funcionamento do lobo frontal, e pelo subteste de vocabulário da Escala Weschler de Inteligência para Adultos, como uma medida de inteligência geral. Para análise da memória e do efeito de estratégias de codificação associativa, os participantes se submeteram a uma tarefa de memória contextual experimental, composta de tarefa de reconhecimento de objetos e de contextos, realizada em duas versões, com e sem uso de estratégia de codificação associativa. Os testes estatísticos utilizados abrangeram a análise de variância, análise de variância com medidas repetidas (todas seguidas do teste post-hoc de Tuckey, quando necessário) e a regressão linear.P<0,05 foi considerado estatisticamente significante. Resultados: O desempenho de idosos controles na tarefa de memória contextual foi maior (P<0,05) na versão com estratégia de codificação associativa do que sem estratégia de codificação associativa. Idosos depressivos apresentaram menor desempenho (p<0,005) que os controles nas tarefas de span de dígitos e Wisconsin (categorias completadas), além apresentarem menor desempenho que os controles na tarefa de memória contextual com estratégia de codificação associativa (p<0,005). Conclusões: Os resultados obtidos indicam que idosos com Depressão Maior Unipolar não são capazes de fazer uso de estratégias de codificação associativa, indicando que os mesmos apresentam uma menor reserva cognitiva. Portanto, o presente estudo levanta a necessidade do desenvolvimento de estratégias de reabilitação cognitiva específicas para esta população.
Information about the prevalence of depression in elderly people show that one in every eight individuals over 65 years old is affected by this disease, which is frequently associated to cognitive alterations, specially to those sustained by the frontal lobe, such as attention and episodic memory. Objectives: to study the effects of depression on the performance of elderly people in cognitive tasks supported by frontal and temporal lobes to characterize which cognitive domains are affected by depression and verify the effect of codification strategies over the performance of memory tasks. Material and method: populations and sample: elderly controls (n=28), aged people with diagnosed major unipolar depression (n=8). Instruments and procedures: all were submitted to instruments for sample characterization (personal identification and health history questions, Mini Mental Status Exam and Beck Depression Inventory), and individuals with dementia, use of psychotropic medications, besides antidepressants, sensory alterations incompatible with the accomplishment of the tasks, and less than four years of school education were excluded of this research. The subjects went through a psychological evaluation composed by the Wisconsin Card Sorting Test, to evaluate frontal lobe functioning, the Weschler Intelligence Scale for adults, as a measure for general intelligence, and the direct and inverse Digit Span. For memory and memorization strategies analysis, the subjects performed an experimental contextual memory task, involving contexts and objects recognition tasks, achieved in two versions: with and without the use of codification strategies. The statistic tests used included ANOVA and ANOVA with repeated measures (all followed by Tuckey post-hoc exam, when necessary), t tests for dependent and independent samples qui-square.P<0,05 was considered statistically irrelevant. Results: the performance of elderly individuals controls at the contextual memory tasks was higher (P<0,05) with the associative strategy than without it. Depressive aged subjects presented lower performance (p<0,005) than the control group at the Digit Span and Wisconsin (completed categories), and they presented lower performance than the controls at the contextual memory tasks with the associative codification strategy (p<0,005). Conclusions: the results indicate that aged people with Unipolar Major Depression are not capable of using associative codification memory strategies, suggesting they have a smaller cognitive reserve. Therefore, the present study raises the necessity of developing specific cognitive rehabilitation strategies for this population
URI: http://hdl.handle.net/10923/3595
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000423688-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial32,68 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.