Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/3719
Tipo: masterThesis
Título: Perfil reprodutivo de homens vasectomizados submetidos à fertilização in vitro
Autor(es): Sarquiz, Mara
Orientador: Schneider, Rodolfo Herberto
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Fecha de Publicación: 2010
Palabras clave: MEDICINA
GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
ENVELHECIMENTO
VASECTOMIA
VASOVASOSTOMIA
FERTILIZAÇÃO IN VITRO
REPRODUÇÃO ASSISTIDA
REPRODUÇÃO HUMANA
Resumen: Introdução: Apesar de a vasectomia ser destinada a ser um método definitivo de contracepção, pelo menos 6% dos homens vasectomizados poderão requerer a restauração de sua fertilidade. Até alguns anos atrás isto era possível apenas com cirurgia de reversão. Atualmente são realizadas diferentes técnicas para recuperação de espermatozoides, através de aspiração no epidídimo ou testículo. Objetivos: O objetivo principal deste estudo foi avaliar o perfil de um grupo de homens vasectomizados que buscam a obtenção de gravidez de suas parceiras através de Fertilização in vitro (FIV) com injeção intracitoplasmática de espermatozóides (ICSI), obtidos a partir do epidídimo ou testículo. Também foram avaliadas algumas taxas e relações entre parâmetros relativos ao ciclo de fertilização. Métodos: Este estudo é de tipo transversal e retrospectivo e foi realizado na Clínica Fertilitat, em Porto Alegre, RS e consiste na revisão de prontuários de pacientes atendidos entre os anos de 1998 e 2009. A amostra foi constituída por casais cujos parceiros tinham 40 anos ou mais com vasectomia prévia, que procuraram a obtenção de gravidez pela técnica de ICSI a partir de espermatozoides obtidos do epidídimo e/ou testículo, por técnicas de PESA, TESA ou TESE. Resultados: O estudo mostrou que fatores como fumo, álcool, bem como doenças do tipo diabetes mellitus, orquite e hipertensão arterial sistêmica, não evidenciaram diferenças significativas em relação à faixa etária dos homens. O tempo de vasectomia mostrou diferença significativa nas faixas etárias estudadas (p< 0,001).A análise das taxas de clivagem embrionária, implantação, gravidez clínica e fertilização também não mostraram diferenças significativas em relação ao tipo de técnica de obtenção de espermatozoides, mesmo quando associadas (p> 0,05). Conclusões: Os dados mostraram que as condições prévias relacionadas a doenças crônicas e a alguns hábitos de vida, bem como o tempo de vasectomia não influenciou nos sucessos dos ciclos. Neste estudo, o tipo de técnica para obtenção de espermatozoides não mostrou que houve um melhor desfecho quando utilizada a técnica de PESA ou associações, ficando a escolha desta restrita a critérios clínicos, cirúrgicos e de prognóstico.
Introduction: Even though vasectomy is intended to be a definitive contraceptive method, at least 6% of vasectomized men may request restoration of their fertility. Until a few years ago it was possible only with reversal surgery. Currently, different techniques are performed to recover sperm through aspiration from the epididymis or testis. Objectives: This study aimed to evaluate the profile of a group of vasectomized men who seek to achieve pregnancy with their partners through in vitro fertilization (IVF) with intracytoplasmic injection (ICSI) obtained from the epididymis or testis. Some rates and relations between parameters involved in the fertilization cycle were also assessed. Methods: This cross-sectional and retrospective study was conducted at Fertilitat Clinic in Porto Alegre, Brazil and consists of reviewing the medical records of patients treated between 1998 and 2009. The sample consisted of couples whose partners had 40 years old or more, vasectomized and who sought to achieve pregnancy by ICSI with sperm retrieved from the epididymis and / or testis, using PESA, TESA or TESE techniques. Results: The study shows that factor such as tobacco, alcohol, and diseases like diabetes mellitus, orchitis, hypertension presented no significant differences in relation to age of men. The time of vasectomy showed a significant difference in the groups studied (p <0. 001).Analysis of rates of cleavage, implantation, clinical pregnancy and fertilization showed no significant differences in the type of technique to obtain sperm, even when combined, p> 0. 05. Conclusion: The data analyzed showed that prior conditions related to chronic diseases and other lifestyle habits, did not influence the success of the cycles, nor did the time of vasectomy. In this study the type of technique did not ensure better outcomes when the PESA, TESA, TESE or associations were used, and the choice of technique is limited to clinical, surgical and prognostic criteria.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3719
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000423931-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo828,39 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.