Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/3784
Type: masterThesis
Title: A cidade e o elemento natural: o Parque Marinha do Brasil e as políticas públicas do verde em Porto Alegre (1960-1970)
Author(s): Kerpen, Karina dos Reis
Advisor: Gauer, Ruth Maria Chittó
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em História
Issue Date: 2011
Keywords: HISTÓRIA
PORTO ALEGRE - HISTÓRIA
URBANIZAÇÃO - PORTO ALEGRE
DESENVOLVIMENTO URBANO E MEIO AMBIENTE
PARQUE MARINHA DO BRASIL - HISTORIA
Abstract: Essa dissertação tem por objetivo analisar as políticas públicas urbanas no que se refere à implantação de áreas verdes com intuito de reconfigurar a cidade de Porto Alegre na segunda metade do século XX. Para tanto, foi estabelecido como objeto de análise da presente pesquisa a construção do Parque Marinha do Brasil nos anos 1970, estabelecendo uma relação entre o contexto das áreas verdes da metrópole e os planejamentos urbanos para a região na qual o Parque foi construído – a Praia de Belas, localizada na orla sul da cidade. Estabelecido entre 1955 e 1965, o processo de metropolização se consolidou nos anos 1970 transformando a cidade através da expansão da malha urbana e do crescimento demográfico. Tais fatores desencadearam uma série de implementações de infra-estrutura, objetivando maior adaptação às novas condições. Paralelamente, as alterações urbanas condicionaram mudanças na percepção da paisagem por parte da população, a qual manifestou insatisfações em relação à falta de uma quantidade maior de áreas verdes para fazer frente à predominância do concreto. Nesse sentido, a implantação do Parque Marinha do Brasil fez parte de um contexto específico de políticas urbanas em relação às áreas verdes da segunda metade do século XX. Contudo, está diretamente atrelada à história dos projetos para a orla sul de Porto Alegre, na medida em que, a intenção de estabelecer maior integração entre a cidade e a natureza nesse espaço específico se remete a períodos anteriores e motivou os planejamentos urbanos contemplando a região da Praia de Belas.
This dissertation has the objective of analyzing the urban public policies regarding the implementation of green areas aiming to reshape the city of Porto Alegre in the second half of the twentieth century. It was thus established as the object of analysis of this research the construction of the Marinha do Brasil Park, establishing a relationship between the context of the green areas of the metropolis and urban planning for the region in which the Park was built – the Praia de Belas, located on the southern shore of the town. Established between 1955 and 1965, the process of metropolization was consolidated in the 1970s and transformed the city through the expansion of it’s size and population growth. These factors have triggered a series of implementations of infrastructure, aiming to further adapt to the new conditions. In parallel, those transformatios conditioned changes in the populations’s urban landscape perception, which expressed dissatisfaction over the lack of a greater amount of green areas against the dominance of concrete. In this sense, the construction of the Marinha do Brasil Park was part of a specific context of urban policies related to green spaces in the second half of the twentieth century. However, is directly linked to the history of the projects made for the southern shore of Porto Alegre, considering that the intention to establish greater integration between the city and nature in this particular space is referred to prior periods and motivated urban planning to the region of Praia de Belas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3784
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000433212-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo4,56 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.