Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3798
Tipo: masterThesis
Título: O quarto poder vermelho: embates teóricos e político-ideológicos entre anarquistas e comunistas no contexto de formação dos partidos comunistas do Brasil
Autor(es): Peixoto, Maitê
Orientador: Abrão, Janete Silveira
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Data de Publicação: 2010
Palavras-chave: BRASIL - HISTÓRIA - REPÚBLICA
MOVIMENTOS OPERÁRIOS
IMPRENSA
ANARQUISMO - BRASIL
COMUNISMO - BRASIL
IDEOLOGIAS POLÍTICAS
Resumo: Através dessa dissertação propomos uma análise de conteúdo dos textos impressos na mídia libertária e comunista de São Paulo e do Rio de Janeiro, respectivamente os jornais A Lanterna, A Plebe e O Cosmopolita e Voz Cosmopolita, articulados entre os anos de 1909 a 1927. Adjacente ao cenário de formação dos dois Partidos Comunistas do Brasil de caráter libertário (1919) e do posterior Partido Comunista do Brasil, de caráter marxista-leninista (1922), o estudo dessas publicações torna possível a compreensão das formas com que parte da imprensa operária, característica do início do século XX e não oficial dos partidos recém formados, estruturou seu discurso político. Através desse estudo buscamos identificar as bases ideológicas que nortearam esse complexo processo de continuidades e rupturas ideológicas fundamentais para o entendimento das primeiras iniciativas políticas desenvolvidas no interior dos mundos do trabalho no Brasil da Primeira República.
Through this dissertation we propose an analysis of the content present in the texts printed on the libertarian and communist press of São Paulo and Rio de Janeiro, the newspapers A Lanterna, A Plebe e O Cosmopolita and Voz Cosmopolita, respectively, published between 1909 and 1927. In parallel to the origin of the two libertarian Communists Parties of Brazil (1919) and later, the Marxist-Leninist Communist Party of Brazil, the research upon these newspapers makes possible to comprehend the way that part of the working class press has structured their political speech, a characteristic of the twentieth century beginning and not-official of the newly-created parties. Through this research we tried to indentify the ideological bases that guided this complex process of ideological continuities and ruptures, essential to the understanding of the first policies initiatives developed on the working class world in Brazil’s First Republic.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3798
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000424820-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,11 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.