Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4070
Tipo: doctoralThesis
Título: O idealismo cavaleiresco medieval revisitado: três renascentistas antecessores de Dom Quixote e um romântico idealista
Autor(es): Paz, Demétrio Alves
Orientador: Remédios, Maria Luíza Ritzel
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: LITERATURA
TEORIA LITERÁRIA
NOVELAS DE CAVALARIA - HISTÓRIA E CRÍTICA
IDEALISMO
RENASCIMENTO (LITERATURA)
HERÓIS (LITERATURA)
Resumo: O objetivo da presente tese é analisar, por meio das teorias de Mikhail Bakhtin, Erich Auerbach, George Luckács, Ian Watt, Thomas Pavel, Michael McKeon, Menéndes Pelayo, a permanência do idealismo cavaleiresco em quatro obras: três romances do século XVI e um do século XIX, respectivamente: Amadis de Gaula, de Garci Rodriguez de Montalvo, Palmeirim de Inglaterra, de Francisco de Morais, Crônica do Imperador Clarimundo, de João de Barros e Eurico, o presbítero, de Alexandre Herculano.
The aim of this thesis is to analyze, using the theories of Mikhail Bakhtin, Erich Auerbach, George Luckács, Ian Watt, Thomas Pavel, Michael McKeon, Menéndes Pelayo, among others theorists of the novel the permanence of chivalric idealism in four novels: three sixteenth century novels and a nineteenth century novel, respectively: Amadis de Gaula, by Garci Rodriguez de Montalvo, Palmeirim de Inglaterra, by Francisco de Morais, Crônica do Imperador Clarimundo, by João de Barros e Eurico, o presbítero, by Alexandre Herculano.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4070
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000428576-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo566,72 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.