Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/4290
Type: doctoralThesis
Title: Nomeação e fluência verbal em portadores de esclerose múltipla
Author(s): Guaresi, Ronei
Advisor: Pereira, Vera Wannmacher
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Issue Date: 2012
Keywords: LINGUÍSTICA
NEUROCIÊNCIA
ESCLEROSE MÚLTIPLA
NEUROPSICOLOGIA
COGNIÇÃO
Abstract: This investigative work, intitled “Naming and verbal fluency in patients with multiple sclerosis”, is developed through two studies: the first crosssectional and correlational (Study A) and the second case study (study B). The objectives of the study are: to investigate language functioning through naming ability and verbal fluency in patients with multiple sclerosis; to check the connections between performances on naming and verbal fluency and performance on other neuropsychological tests; to verify the influence of gender and education variables on performance on language and cognitive tests; to evaluate the language skills of patients diagnosed with multiple sclerosis with focus on dysarthria and dysgraphia; to evaluate intensity of neuronal activation the pattern in patients in verbal fluency tasks - phonological and semantic – and naming, through functional magnetic resonance technique. Neuropsychological assessments were performed in 42 patients with multiple sclerosis and in 30 participants of a control group. The evaluations were compared to the base of patients with multiple sclerosis of Hospital São Lucas of the PUCRS. In addition we evaluated a patient with Relapsing-Remitting Multiple Sclerosis through reading assignments, copying and spontaneous speech, and also through functional magnetic resonance imaging in naming task, phonological and semantical verbal fluency. The results allowed us to make the following statements: verbal fluency, both semantic and phonological, is impaired in patients with multiple sclerosis; naming is not affected in these patients. Although multiple sclerosis compromises verbal fluency, it does not necessarily compromise memory and intelligence; there is a close relationship between fluency deficits and reduced speed of information processing; gender and education variables do not affect cognitive performance in these patients, except in the Vocabulary subtest. The results of the case study allow us to say: the subject had a significant level of dysgraphia but did not show dysarthria, which reinforces the heterogeneous symptomatic manifestations of the disease; Neuroimaging analysis showed crucial injuries of the disease; the activations in the task of naming and fluency occur predominantly in the left hemisphere with less intense parallel activations in the right hemisphere, which may suggest recruitment of nerve cells due to injuries in the temporal lobe of the left hemisphere.
O presente trabalho investigativo, que consta como título nomeação e fluência verbal em portadores de esclerose múltipla, desenvolve-se por meio de dois estudos: o primeiro, transversal e correlacional (estudo A), e o segundo, estudo de caso (estudo B). Os objetivos do estudo são: investigar o funcionamento da linguagem através da capacidade de nomeação e de fluência verbal de pacientes com Esclerose Múltipla; verificar as correlações entre os desempenhos em nomeação e fluência verbal e os desempenhos nos demais testes neuropsicológicos; verificar a influência das variáveis sexo e escolaridade no desempenho dos testes linguísticos e cognitivos; avaliar as habilidades linguísticas de paciente com diagnóstico de Esclerose Múltipla com atenção à disartria e à disgrafia, além de avaliar características e intensidade de ativação neuronal desse paciente em atividade de fluência verbal – fonológica e semântica – e nomeação, através de técnica de Ressonância Magnética Funcional. Foram realizadas avaliações neuropsicológicas em 42 portadores com Esclerose Múltipla e 30 participantes para grupo de controle. As avaliações foram comparadas com os resultados do banco de dados de portadores de Esclerose Múltipla do Hospital São Lucas da PUCRS. Além disso, para estudo de caso, foi avaliada paciente com Esclerose Múltipla Remitente-Recorrente através de tarefas de leitura, cópia e fala espontânea e, ainda, através de exame de ressonância magnética funcional em tarefa de nomeação, fluência verbal fonológica e fluência verbal semântica. Os resultados permitem fazer as seguintes afirmações: a fluência verbal, tanto fonológica quanto semântica, é comprometida em portadores de Esclerose Múltipla; a nomeação não é afetada nesses pacientes; embora a Esclerose Múltipla comprometa significativamente a fluência verbal, não compromete necessariamente memória e inteligência; há estreita relação entre déficits em fluência e redução da velocidade de processamento de informações; a variável sexo não interfere no desempenho cognitivo desses pacientes; a variável escolaridade não interfere no desempenho cognitivo desses pacientes, exceto no subteste Vocabulário, cuja diferença foi significativa entre escores de participantes com mais e com menos escolaridade. Os resultados do estudo de caso permitem afirmar: a participante apresentou nível importante de disgrafia e não apresentou disartria, o que reforça a característica heterogênea nas manifestações sintomáticas dessa doença; o Teste de Dominância Manual mostrou que a participante é destra; a análise das neuroimagens mostrou que há lesões importantes características da doença; as ativações em tarefa de nomeação e fluência ocorrem predominantemente no hemisfério esquerdo com ativações paralelas menos intensas no hemisfério direito, o que pode sugerir recrutamento de células nervosas devido a lesões no lobo temporal do hemisfério esquerdo.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4290
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000438937-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,75 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.