Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4406
Tipo: masterThesis
Título: Polimorfismo da apolipoproteína E e perfil de distribuição de subfrações de lipoproteínas
Autor(es): Costa, Patrícia de Moraes
Orientador: Vieira, José Luiz da Costa
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Data de Publicação: 2004
Palavras-chave: MEDICINA
APOLIPOPROTEÍNAS
POLIMORFISMO GENÉTICO HUMANO
HIPERLIPIDEMIA
GERIATRIA
ARTERIOSCLEROSE CORONÁRIANA
DOENÇAS CARDIOVASCULARES
Resumo: Background – Cardiovascular diseases are the fifth cause of death all over the world and projections show that they will be the first cause in the year 2020 if preventive measures are not provided. Dislipidemia is among the main risk factors to coronary disease, with it’s participation intensity as a risk factor depending on environmental components and genetic characteristics of each individual. Among the genetic factors that influence atherosclerosis, apolipoprotein E is the most studied one and is associated with changes in lipoprotein levels depending of the respective allele envolved. With the recent advances in the lipid metabolism study, researches have been started regarding the roll of lipoproteins subfractions and the genetic influence, specially the apolipoprotein E polymorphism, in the development of atherosclerosis. Objective – To correlate the apolipoprotein E polymorphism and the lipoprotein subfraction distribution profile of dislipidemic individuals. Population and methods – Cross-sectional, descriptive and analytical study. Thirty-five individuals with dislipidemia were analyzed. Their ages were between fifty and seventy-nine years-old. The data were obtained through structured interview and laboratorial evaluation. Lipid profile were evaluated using enzymatic method and lipoproteins subfractions profile were evaluated by Nuclear Magnetic Ressonance spectroscopy method and apolipoprotein E polymorphism using Polymerase Chain Reaction - Randon Fragment Lengh Polymorphism technique. Results – The genotypic frequencies found were symilar to the pattern found in the adult caucasian population in general, with predominance of the 3 3 genotype. The lipid profile and the lipoprotein subfractions showed a normal pattern of distribution, except for the VLDL size. Analyzing this varieties according to the apolipoprotein E group (group three: 2 3 and 3 3, group four: 3 4 and 4 4 ), statistically significant differences were not found to any of the variables. Conclusion – In the present study with dislipidemic patients we did not find association between the apolipoprotein E polymorphism and the lipoprotein subfraction distribution profile .
Introdução – As doenças cardiovasculares são a quinta causa de óbito em todo o mundo e projeções mostram que serão a primeira causa em 2020 se medidas preventivas não forem realizadas. Um dos principais fatores de risco para doença arterial coronariana é a dislipidemia, com a intensidade de sua participação como fator de risco dependendo de componentes ambientais e características genéticas de cada indivíduo. Dentre os fatores genéticos influenciando a aterosclerose, o polimorfismo da apolipoproteína E é o mais estudado, associando-se a alterações nos níveis basais de lipoproteínas conforme o alelo envolvido. Com os avanços no conhecimento do metabolismo lipídico, passou-se a pesquisar o papel das subfrações de lipoproteínas na aterogênese e quais os fatores que poderiam alterar seu perfil de distribuição, dentre estes, a influência genética. Objetivo - Correlacionar o polimorfismo da apolipoproteína E e o perfil de distribuição das subfrações de lipoproteínas de indivíduos portadores de dislipidemia. População e Métodos – Estudo transversal, descritivo e analítico. Foram avaliados 35 indivíduos com idades de 50 a 79 anos, portadores de dislipidemia. A história clínica e os dados antropométricos foram obtidos através de entrevista estruturada e avaliação laboratorial. Foram avaliados perfil lipídico por reação enzimática colorimétrica e imunoinibição, perfil de subfrações de lipoproteínas pelo método de espectroscopia por Ressonância Nuclear Magnética e polimorfismo da apolipoproteína E através da técnica de Polymerase Chain Reaction – Randon Fragment Lengh Polymorphism. Resultados - As freqüências genotípicas encontradas foram semelhantes ao padrão encontrado para a população adulta caucasiana em geral, com predomínio do genótipo Є3Є3. Para a análise das variáveis foram agrupados os genótipos da apolipoproteína Є2Є3 e Є3Є3 (grupo E3) e os genótipos Є3Є4 e Є4Є4 (grupo E4). Não houve a presença dos genótipos Є2Є2 e Є2Є4 na população estudada. Avaliando-se o perfil de distribuição de subfrações de lipoproteínas conforme os grupos de apo E, não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas para nenhuma das variáveis. Conclusão -. No presente estudo em pacientes portadores de dislipidemia não encontrou-se associação entre o polimorfismo da apolipoproteína E e o padrão de distribuição das subfrações de lipoproteínas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4406
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000332738-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo379,46 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.