Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/4425
Type: doctoralThesis
Title: Acurácia diagnóstica da razão proteinúria/creatininúria em pacientes com suspeita de síndrome de pré-eclâmpsia: revisão sistemática e metanálise de estudos diagnósticos
Author(s): Pozza, Roberta
Advisor: Figueiredo, Carlos Eduardo Poli de
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Issue Date: 2010
Keywords: MEDICINA
NEFROLOGIA
PROTEINÚRIA
CREATININA
PRÉ-ECLÂMPSIA
Abstract: Background: The laboratory gold standard test for identification of proteinuria in pregnant women is its measurement in a 24-hour urine sample. Urine protein-to-creatinine ratio in an isolated sample has been suggested as an option to a 24-hour urine collection. Proteinuria is a key feature of the preeclampsia syndrome. The current study aims at estimating the diagnostic accuracy of urine protein-to-creatinine ratio in comparison to 24 hours proteinuria determination in women with suspected preeclampsia syndrome. Methods: Systematic review and meta-analysis was used in comparing the accuracy of the protein-to-creatinine ratio in isolated urine samples with 24-hour urine protein excretion from Medline and LILACS electronic databases (to Feb/10) as data source. Results: The review included 14 studies with a total of 2,255 patients. Inclusion of a LILACS database search added one new paper to the sample. All the studies but two were cross-sectional in design. The method of urinary protein excretion evaluation differed among studies and was not mentioned in three. All the studies demonstrated significant correlation between protein-to-creatinine ratio and 24-hour proteinuria, with a coefficient greater than 0. 500. Proteinuria-to-creatininuria ratio combined sensibility and specificity estimates were 86. 6% (95% CI: 84. 3-88. 6) and 90. 1% (95% CI: 88. 2-91. 7), respectively. Conclusion: The pooled estimate suggests that protein-to-creatinine ratio in isolated urine samples may be used for diagnosis and follow-up of patients with suspected preeclampsia syndrome.
INTRODUÇÃO: O teste de laboratório padrão-ouro para identificação de proteinúria em mulheres grávidas é a sua medição em amostra de urina de 24 horas. A razão de proteínas e creatinina na urina em amostra isolada tem sido sugerida como uma opção para uma coleta de urina de 24 horas. Proteinúria é uma característica diagnóstica da síndrome pré-eclâmpsia. O presente estudo visa estimar a precisão do diagnóstico pela relação de proteínas e creatinina na urina, em comparação a determinação de proteinúria em 24 horas de mulheres com suspeita de síndrome pré-eclâmpsia.MÉTODOS: revisão sistemática e meta-análise foram empregadas na comparação da precisão da relação proteína-creatinina em amostras de urina isolada, com a proteína urinária excretada em 24 horas. A consulta utilizou as bases de dados Medline e LILACS eletrônico (a Fev/10) como fonte de dados. RESULTADOS: A revisão incluiu 14 estudos com um total de 2. 255 pacientes. A inclusão do banco de dados LILACS adicionou um novo artigo à amostra. O método de avaliação da excreção urinária de proteína diferiu entre os estudos e não foi mencionado em três. Todos os estudos demonstraram correlação significativa entre a proteína e creatinina e proteinúria de 24 horas, com um coeficiente maior que 0,500. O índice proteinúria-creatininúria apresentou sensibilidade e especificidade estimada de 86,6% (IC 95%: 84,3-88,6) e 90,1% (IC 95%: 88,2-91,7), respectivamente. CONCLUSÃO: A estimativa combinada sugere que a razão de proteína e creatinina em amostras de urina isolada pode ser usada para o diagnóstico e acompanhamento de pacientes com suspeita de síndrome pré-eclâmpsia.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4425
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000435056-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo562,29 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.