Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4925
Tipo: masterThesis
Título: Evidências de validade da “escala de auto-eficácia para abstinência de drogas” (EAAD) e da “escala de tentação para uso de drogas” (ESTUD) em dependentes de cocaína e crack internados
Autor(es): Freire, Suzana Dias
Orientador: Oliveira, Margareth da Silva
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Data de Publicação: 2009
Palavras-chave: PSICOLOGIA CLÍNICA
DEPENDÊNCIA QUÍMICA - TRATAMENTO
PSICOTRÓPICOS
COMPORTAMENTO (PSICOLOGIA)
MOTIVAÇÃO (PSICOLOGIA)
Resumo: The use of illicit drugs has increased considerably, what requires planning and adjustment of therapeutic interventions to better meet the specific additions. Assessments of temptation to use drugs and abstinence self-efficacy have been recognized as extremely valuable in understanding the processes of changing addictive behaviors. This dissertation is composed of two studies. The first is a systematic review of scientific literature of the last 20 years in the databases PubMed, PsychInfo and LILACS. We used the descriptors:"abstinence","self-efficacy","temptation" and "scale" in search of abstracts available in English, Portuguese or Spanish. It was found 13 papers related to evaluations of abstinence self-efficacy and/or temptation to use psychoactive substances (excluding alcohol and tobacco). Of these selected articles, five used the same instrument, three adapted measures used for other behaviors, and the others showed different scales. Most of these tools present risk situations to be answered according to abstinence self-efficacy or temptation to use drugs in general, with no distinction among substances. The second study provides validity evidences of the brazilian version of two scales: Drug Abstinence Self-efficacy Scale and Temptation to Use Drugs Scale. To the adapted version, there were included 4 items, compounding a total of 24 items in each instrument. The sample consisted of 300 male inpatients subjects, admitted for cocaine and crack dependence. The validity evidences investigated were the following: semantic adaptation, reliability, concurrent validity and exploratory factor analysis. It could be demonstrated good internal consistency, 18 with Cronbach's alpha coefficient ranging between 0. 719 and 0. 927. The inverse correlation between the scales was significant (r = -0. 736, p <0. 01), and four-factor model corresponded to subscales: Negative Affect; Social/Positive; Concerns; e Withdrawal/Urges. The brazilian version of the scales showed adequate evidences of validity in the sample of cocaine and crack hospitalized dependents.
O uso de drogas ilícitas tem crescido de modo considerável, o que impõe planejamentos terapêuticos e o ajuste de intervenções, para melhor atender às especificidades das adições. Avaliações da tentação para usar drogas e da autoeficácia para abstinência têm sido reconhecidas como de extrema valia no entendimento dos processos de mudança dos comportamentos aditivos. A presente dissertação é composta de dois estudos. O primeiro consiste na revisão sistemática da literatura científica dos últimos 20 anos nas bases de dados PubMed, PsychInfo e Lilacs. Foram usados os descritores “abstinence”, “self-efficacy”, “temptation” e “scale” na busca de resumos disponíveis em língua inglesa, portuguesa ou espanhola. Foram encontrados 13 artigos que relacionavam a avaliação de auto-eficácia para abstinência e/ou tentação para uso de substâncias psicoativas (exceto álcool e tabaco). Destes artigos selecionados, cinco utilizaram o mesmo instrumento, três adaptaram medidas usadas para outros comportamentos e os demais apresentaram diferentes escalas. Grande parte dessas ferramentas apresenta situações de risco para serem avaliadas quanto à tentação para o uso ou auto-eficácia para abstinência de drogas em geral, sem distinção entre as substâncias.O segundo estudo apresenta as evidências de validade da adaptação brasileira de duas escalas: Drug Abstinence Self-efficacy Scale e Temptation to Use Drugs Scale. À versão adaptada, foram incluídos 4 itens, perfazendo um total de 24 itens em cada instrumento. A amostra contou com 300 homens hospitalizados por dependência de cocaína e crack. As propriedades investigadas foram: adaptação semântica, fidedignidade, validade concorrente e análise fatorial exploratória. Foi evidenciada boa consistência interna, com coeficiente alpha de Cronbach variando entre 0,719 e 0,927. A correlação inversa entre as escalas foi 16 significativa (r= -0,736; p<0,01), e o modelo de quatro fatores correspondeu às subescalas: Emoções negativas; Social/positivo; Preocupações; e Abstinência/impulsos. A adaptação brasileira das escalas mostrou evidências de validade adequadas na amostra de dependentes de cocaína e crack internados.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4925
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000423656-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,05 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.