Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/4939
Type: masterThesis
Title: A singularidade da história de vida de adolescentes em conflito com a lei: a denúncia do desamparo
Author(s): Tomasi, Laura de Oliveira
Advisor: Macedo, Mônica Medeiros Kother
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Issue Date: 2011
Keywords: PSICOLOGIA
PSICOLOGIA CLÍNICA
ADOLESCENTES - VIOLÊNCIA
PSICANÁLISE
DELINQUÊNCIA JUVENIL
Abstract: Nos mais diversos contextos atuais, a vida em sociedade enfrenta um período histórico marcado por uma intensa transformação de valores e costumes, sendo possível verificar a ocorrência de diversas situações de violência. Nesse contexto, é alarmante constatar a presença de jovens envolvidos em atos infracionais, denunciando aspectos preocupantes no cenário da adolescência na atualidade. O tema da adolescência em conflito com a lei foi a temática central desenvolvida neste estudo, que teve por objetivo investigar as relações entre a história de vida desses adolescentes e os atos infracionais por eles cometidos. Foram elaboradas duas seções sobre a temática: uma teórica e uma empírica. O objetivo da seção teórica foi, a partir de uma revisão da literatura, apresentar uma reflexão acerca da complexa dinâmica psíquica presente no ato infracional na adolescência. Aportes teóricos da Psicanálise foram utilizados na tentativa de obter uma compreensão aprofundada sobre esta problemática, destacando-se a situação de desamparo vivenciada por esses jovens e os efeitos de vivências traumáticas decorrentes dessa condição. Entendeu-se que o ato transgressivo denuncia uma face do intenso desamparo experimentado por eles em suas histórias de vida.Essa condição traumática do desamparo é decorrente da precariedade que marcou o encontro com os cuidadores desde momentos precoces e fundamentais, acarretando um processo de estruturação psíquica fragilizado. A seção empírica, mediante a utilização de uma metodologia qualitativa, investigou a condição da adolescência em conflito com a lei, buscando uma compreensão do ato infracional sob a perspectiva da história de vida dos jovens e a partir dos significados atribuídos por eles aos atos cometidos. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com quatro adolescentes, entre 12 e 18 anos incompletos, que se encontravam em julgamento na justiça responsável por jovens envolvidos em atos transgressivos. O material obtido nas entrevistas foi analisado e discutido por meio da Análise de Conteúdo. Para a interpretação dos dados, optou-se pelo referencial psicanalítico. Identificaram-se quatro categorias finais assim nomeadas: Efeitos da violência e do desamparo: a fragilidade do si mesmo; O ato infracional e os riscos ao devir; Desconfiança no encontro com a justiça e o limite; e, por último, Dor e esperança no campo intersubjetivo.Constataram-se, na história de vida dos jovens, vivências recorrentes de extremo descuido e violência no encontro com as figuras parentais, gerando intensa fragilidade no estabelecimento de laços de afeto com os mesmos, tendo como conseqüência comprometimentos significativos na estruturação de recursos psíquicos fundamentais, bem como consideráveis prejuízos no campo intersubjetivo. Evidenciou-se que a violência e o desamparo vivenciados resultaram para esses jovens na precariedade da condição de atribuir sentido à experiência de ser confrontado com limites e na impossibilidade de reconhecê-los como uma condição de proteção. A teoria psicanalítica apresentou-se como importante recurso de problematização e intervenção frente a um tema que têm inegáveis repercussões individuais e sociais, abarcando aspectos intrapsíquicos e intersubjetivos implicados nesta problemática.
On several existing contexts, life in society has faced a historical period spotted by a massive transformation of values and traditions, being possible to verify a range of violent situations. In this context, it is alarming to observe the presence of youngsters involved in infraction acts, informing against disturbing aspects on the adolescent panorama of these days. The adolescence subject in conflict with the law was the central theme developed in this study, which had by its objective to investigate the relations between these teenagers’ histories of life and the violation acts perpetrated by them. Two sections were detailed on this theme: one theoretical and one empirical. The aim of the theoretical section was, from a literature review, to present a reflection on the complex psychic dynamics present on infraction acts in the adolescence. Theoretical contributions from Psychoanalysis were used on the trial to obtain a deep comprehension of this matter, highlighting the situation of abandonment lived by these youths and the effects of traumatic experiences from this condition. It has been understood that the transgression act tells one facade of the intense abandonment experimented by them in their life history. This traumatic circumstance is due to the precariousness which marked the encounter with their caregivers since premature and fundamental moments, resulting in a frail psychic organization.The empirical section, by the use of a qualitative methodology, investigated the condition of the adolescence in conflict with the law, reaching for a comprehension of the infraction act from the perspective of the teenagers’ life history, and from the meanings assigned by them to the perpetrated acts. Semi-structured interviews were performed with four teenagers, ranging from 12 to 18 years old, who were on trial by the justice responsible for youngsters involved in infraction acts. The material obtained from the interviews were analyzed and discussed through the Content Analysis. For the data interpretation, a psychoanalytical reference was adopted. Four final categories were identified and named as it follows: Effects of violence and abandonment: the frailty of oneself; The infraction act and the becoming risks; Mistrust on the encounter with justice and limit; and, the last, Pain and hope in the intersubjective field. In the adolescents’ histories of life were found recurring experiences of extreme neglect and violence on the encounter with the parental figures, building an intense fragility on the foundation of affective ties with those ones, having as a consequence significant injuries on the fundamental psychic resources organization, as well as considerable damage in the intersubjective field.It was verified that the violence and the abandonment experienced resulted, to these teenagers, on the precariousness state to attribute meaning to the experience of being confronted with limits and in the impossibility to recognize them as a protection condition. The psychoanalytical theory has presented itself as an important resource of problematization and intervention facing a theme which has, undeniably, individual and social repercussions, covering intrapshychic and intersubjective aspects implied in this problematic.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4939
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000436220-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo732,11 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.