Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/495
Tipo: doctoralThesis
Título: Efeito da laserterapia sobre a osteogênese em defeitos preenchidos com cimento de α-TCP e grânulos de β-TCP/HA confeccionados em calota craniana de ratos
Autor(es): Gondim, André Luiz Marinho Falcão
Orientador: Pagnoncelli, Rogério Miranda
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Data de Publicação: 2009
Palavras-chave: ODONTOLOGIA
TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAL
LASER DE BAIXA INTENSIDADE
TECIDO ÓSSEO
MATERIAIS BIOCOMPATÍVEIS
FOSFATO
RATOS - EXPERIÊNCIAS
Resumo: O presente estudo teve por objetivo avaliar, por meio da análise histomorfometria, a biomodulação do processo de osteogênese em defeitos confeccionados em calotas craninas de ratos, submetidos a radiação com laser infravermelho (GaAlAs). Foram utilizados 30 ratos machos da linhagem Wistar, com peso entre 250 a 300 gramas, distribuídos aleatoriamente em 2 grupos, grupo teste (GT) e grupo controle (GC). Nos dois grupos temos 3 tempos de observação, 7, 14 e 21 dias, de forma que foram formados 6 subgrupos. Foram confeccionados defeitos de 4mm de diâmetro nos ossos parietais e em cavidades separadas, enxertados os biomateriais, α-TCP e β-TCP/HA. Os grupos testes receberam a terapia laser de baixa potência (LLLT), no espectro infrevermelho (S= 830 nm, 2 J/cm2, 90mW, 27 s), no defeito ósseo de 4mm confeccionado nos ossos parietais do animal. Nos grupos controles, todo o protocolo cirúrgico foi realizado, porém sem a aplicação do laser. O protocolo de radiação foi estabelecido com intervalos de 48horas, iniciando-se imediatamente apos a sutura do procedimento cirúrgico e seguindo-se até o sexto dia de pós-operatório. Os animais foram eutanasiados aos 7, 14 e 21 dias após o procedimento cirúrgico. As lâminas foram estudadas segundo análise histomorfométrica. Para a análise morfométrica determinaram-se as médias das áreas de trabeculado ósseo neoformado em relação a área total do defeito. Os resultados obtidos demonstraram que, segundo a análise morfométrica, há biomodulação óssea positiva evidenciada nos grupos testes, com resulatado significativo para o grupo teste 21 dias β-TCP/HA, apresentando maior área de trabeculado ósseo quando comparado aos grupos controles.Os resultados permitiram sugerir que a terapia laser no protocolo estabelecido atua como biomoduladora óssea, estimulando a osteogênese em áreas enxertadas, podendo ser utilizada como coadjuvante no processo de reparo ósseo.
URI: http://hdl.handle.net/10923/495
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000417616-0.pdfTexto Completo2,46 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.