Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4950
Tipo: masterThesis
Título: Memória autobiográfica e eventos estressores traumáticos
Autor(es): Lorenzzoni, Pânila Longhi
Orientador: Kristensen, Christian Haag
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: PSICOLOGIA
MEMÓRIA AUTOBIOGRÁFICA
COGNIÇÃO
ESTRESSE
TRAUMAS PSICOLÓGICOS
Resumo: Esta dissertação é composta de dois estudos, uma revisão sistemática e um estudo empírico, apresentados na forma de artigos. O objetivo geral do trabalho foi investigar as alterações de Memória Autobiográfica (MA) em pessoas com e sem Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) em comparação a pessoas que nunca experienciaram situações traumáticas. A revisão sistemática visou a discussão acerca das alterações dos componentes da MA em diferentes grupos de pessoas (com e sem TEPT, sem trauma). O artigo empírico caracteriza-se como uma pesquisa transversal de grupos contrastantes e teve como objetivo geral investigar se alterações da MA são exclusivas do TEPT ou são também observadas em sujeitos que sofreram trauma e não desenvolveram TEPT.Para tanto, foi realizada investigação de memória geral com o objetivo investigar se as alterações MA observadas não sofreram influencias de outras alterações funcionais da memória. Constatou-se que há diferenças significativas entre os três grupos de estudo, principalmente nos componentes de centralidade, identidade e supergeneralização. O Grupo Trauma + TEPT demonstrou alterações mais significativas de MA comparado ao Grupo Trauma e ao Grupo Controle, sugerindo que as alterações de MA estão relacionadas com a intensidade de sintomatologia pós-traumática.
This dissertation is composed of two studies, one systematic review and one empirical study, presented in the form of articles. The overall objective of the study was to investigate alterations in Autobiographical Memory (AM) in people with and without Posttraumatic Stress Disorder (PTSD) in comparison to people who never experienced traumatic situations. The systematic review paper aimed to discuss about the alterations in AM components in different groups of people (with and without PTSD, no trauma). Empirical article is characterized as a cross-sectional survey of contrasting groups and aimed to investigate whether changes in AM are exclusively to PTSD or are also observed in subjects who have suffered trauma and did not develop PTSD.Therefore, research was conducted overall memory in order to investigate whether the alterations observed in AM do not suffered influences from other functional alteration in memory. It was found that there are significant differences among the three study groups, especially in centrality, identity and overgeneralization. The Trauma + PTSD Group showed more significant changes compared to the AM Trauma Group and the Control Group, suggesting that the AM alterations are related to posttraumatic symptoms intensity.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4950
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000446389-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial154,17 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.