Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4979
Tipo: doctoralThesis
Título: Evidências psicométricas do Cuestionário de Ansiedad Social para Adultos (CASO-A30)
Autor(es): Wagner, Marcia Fortes
Orientador: Oliveira, Margareth da Silva
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: PSICOLOGIA
PSICOMETRIA (PSICOLOGIA)
TRANSTORNOS FÓBICOS
ALCOOLISMO
TESTES PSICOLÓGICOS
Resumo: Esta tese de doutorado descreve o processo de adaptação para a realidade brasileira do Cuestionário de Ansiedad Social para Adultos (CASO-A30), instrumento de avaliação do Transtorno de Ansiedade Social (TAS)/Fobia Social(FS). Caracteriza-se por fazer parte de um estudo transcultural desenvolvido nos países iberoamericanos Argentina, Austrália, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Espanha, Estados Unidos, Equador, Guatemala, México, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela, por meio de uma parceria com a Universidade de Granada, na Espanha, tendo como coordenador o Professor Dr. Vicente Caballo. Trata-se de um projeto que integra a linha de pesquisa PROINSTRU: Desenvolvimento, Adaptação, Validação e Padronização de Instrumentos psicológicos à realidade brasileira desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa Avaliação e Atendimento em Psicoterapia Cognitiva do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, coordenado pela professora Dra. Margareth da Silva Oliveira. A tese consta de três seções, sendo a primeira teórica, a segunda empírica com os estudos das propriedades psicométricas do instrumento e a terceira uma pesquisa com aplicação do instrumento antes e depois de uma intervenção grupal breve. A seção 1 apresenta a revisão de literatura intitulada “Habilidades sociais no contexto do Transtorno de Ansiedade Social e Dependência de Álcool”, na qual o TAS é conceitualizado e são explorados estudos de associação entre o TAS e a Dependência do Álcool. O estudo investigou as principais proposições discutidas no meio científico relacionadas ao déficit de habilidades sociais enquanto fator de risco ao desenvolvimento destes quadros clínicos e concluiu que uma das intervenções que demonstram eficácia pode ser o Treinamento de Habilidades Sociais.Tal intervenção visa instrumentalizar o indivíduo a desenvolver habilidades sociais e relações interpessoais mais satisfatórias, estimulando estratégias de enfrentamento, resolução de problemas, como resistir ao oferecimento de bebida alcoólica e conseguir dizer não. A Seção 2 apresenta um estudo empírico intitulado “Estudos de Adaptação do Cuestionário de Ansiedad Social para Adultos (CASO–A30)”, o qual tem o objetivo de estudar as propriedades psicométricas e descrever os estudos de evidência de validade do CASO-A30, viabilizando-o como um novo instrumento de avaliação do transtorno de ansiedade social. A amostra foi constituída de 951 sujeitos, dos quais 537 eram mulheres e 414 homens, correspondendo a 183 pessoas do grupo clínico e 768 de população geral. A média de idade das pessoas foi de 28,58 anos (DP= 11,39). A população clínica foi organizada em dois grupos: 82 sujeitos com TAS e 101 alcoolistas. O CASO-A30 obteve um coeficiente de Alfa de Cronbach de 0,93, demonstrando uma consistência interna altamente satisfatória. A análise fatorial indicou a presença de cinco fatores, tal como nos estudos originais de seus autores, cada um com seis itens e boa consistência interna. A Seção 3 descreve o estudo “Treinamento em habilidades sociais com uso do CASO-A30: estudo de intervenção grupal”, no qual são apresentados os resultados de uma intervenção breve grupal de Treinamento de Habilidades Sociais (THS) com universitários que possuem TAS. Através da aplicação do CASO-A30 antes e depois do THS, buscou-se verificar se o instrumento consegue monitorar mudanças de comportamento nos indivíduos, avaliando a melhora dos sintomas do TAS nos sujeitos submetidos à intervenção.Essa tese revelou que o CASO-A30 em sua versão brasileira apresentou os requisitos necessários em termos de consistência interna e validade fatorial para ser amplamente utilizado como escolha para a avaliação do TAS tanto no âmbito da pesquisa científica quanto na prática clínica.
This thesis describes the process of adaptation process to Brazilian reality of the Social Anxiety Questionnaire for Adults (SAQ-A30) instrument for assessing the Social Anxiety Disorder (SAD) / Social Phobia. It is characterized by being part of a cultural study developed in the Ibero-American countries Argentina, Austrália, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Espanha, Estados Unidos, Equador, Guatemala, México, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Uruguai, e Venezuela, through a partnership with the University of Granada, Spain, with the coordinator Vicente Caballo PhD. . This is a project that integrates research line PROINSTRU: Development, Adaptation, Validation and Standardization of Psychological instruments to the Brazilian reality developed by the Research Group of Evaluation and Treatment in Cognitive Psychotherapy from the Post graduation Program in Psychology at the Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, coordinated by Margareth da Silva Oliveira PhD. The thesis consists in three sections, being the first theoretical, the second with empirical studies of psychometric properties and validity of the instrument, and the third section, with the application of the instrument before and after a brief group intervention. The first section presents the literature review entitled "Social skills in the context of Social Anxiety Disorder and Alcoholism," in which the SAD is conceptualized and are exploited association studies between SAD and alcohol dependence. The study investigated the main ideas discussed in the scientific field related to social skills deficits as a risk factor for development of clinical condition and concluded that one of the interventions that demonstrate efficacy may be the Social Skills Training.This intervention aims to equip the individual to develop social skills and interpersonal relationships more satisfying, stimulating coping strategies, problem solving, how to resist offers of alcohol and to say no. Section 2 presents an empirical study titled "Social Anxiety Questionnaire for Adults (SAQ-A30)", which aims to study the psychometric properties and describe the evidence of validity studies of the SAQ-A30, enabling it as a new instrument for assessment of social anxiety disorder. The sample consisted of 951 subjects, of whom 537 were women and 414 men, corresponding to 183 people in the clinical group and 768 in the general population. The average age of people was 28. 58 years (SD = 11. 39). The clinic population was organized into two groups: 82 subjects with SAD and 101 alcoholics. The SAQ-A30 had a Cronbach Alpha coefficient of 0. 93, demonstrating a highly satisfactory internal consistency. Factor analysis indicated the presence of five factors, as in the original studies of their authors, each one with six items and good internal consistency. Section 3 describes the study "Social skills training to use the SAQ-A30: intervention study group", which presents the results of a brief intervention group of Social Skills Training (SST) with students who have SAD. Through the application of SAQ-A30 before and after SST, we sought to determine whether the instrument is able to monitor behavioral changes in individuals, assessing the improvement in symptoms of SAD in subjects undergoing intervention. This thesis revealed that the SAQ-A30 in its Brazilian version presented the necessary requirements in terms of internal consistency and factorial validity to be widely used as a choice for the assessment of SAD both within the scientific research and in clinical practice.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4979
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000431229-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,99 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.