Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/5067
Type: doctoralThesis
Title: Educação permanente: uma dimensão formativa no serviço social
Author(s): Fernandes, Rosa Maria Castilhos
Advisor: Mendes, Jussara Maria Rosa
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Issue Date: 2008
Keywords: SERVIÇO SOCIAL
EDUCAÇÃO CONTINUADA
ASSISTENTES SOCIAIS - FORMAÇÃO PROFISSIONAL
ASSISTENTES SOCIAIS - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
Abstract: A pesquisa tem como referencial epistemológico o método dialético crítico de investigação e caracteriza-se como uma pesquisa do tipo qualitativa. Destaca-se entre as categorias do método, a totalidade, a particularidade, a contradição e a historicidade. Como categorias explicativas da realidade privilegia-se: educação permanente, educação e formação, construção de saberes e processo de trabalho, destacando-se a questão social como uma categoria que emerge dessa última. Propõe-se responder a seguinte questão: Como os Assistentes Sociais do município de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, que atuam no campo da saúde, vêm vivenciando experiências de educação permanente nos seus processos de trabalho? As trilhas metodológicas constituem-se: na aproximação do objeto de investigação, na revisão bibliográfica sobre o tema, na aplicação de questionário e na realização do grupo focal com os Assistentes Sociais sujeitos dessa investigação. Assim, durante a investigação, a cada relato de uma situação vivenciada de educação permanente, de reflexão crítica sobre o processo de trabalho, os assistentes sociais traziam suas percepções sobre as possibilidades e as dificuldades existentes, as estratégias, as habilidades e as atitudes necessárias aos profissionais, bem como os espaços compartilhados, o trabalho interdisciplinar, a relação com os usuários, as necessidades em saúde, as demandas do serviço social e da saúde pública.Enfim, pode-se apreender o como esses profissionais desenvolvem educação permanente nos processos de trabalho na saúde. A tese defendida nesta pesquisa é de que a educação permanente, sendo a reflexão crítica sobre o processo de trabalho, se constitui em uma dimensão formativa vivenciada nas situações de trabalho dos assistentes sociais, que se dá através da problematização coletiva das demandas que se apresentam, do desejo político e ético-profissional, portanto, uma estratégia de formação profissional e de possibilidade de mudança e superação das práticas organizacionais, para consolidação de um projeto ético-político comprometido com a defesa intransigente dos direitos humanos, da justiça, da democracia e da emancipação da cidadania.
This survey has the dialectical critical method of investigation as epistemological referential and is characterized as a qualitative research. Among method's categories, it is highlighted aspects as totality, particularity, contradiction and historicity. As explicative categories of reality, it is privileged the following ones: permanent education, education and formation, construction of knowledge and work process, which have the social question as a category. The intentions of this survey are to give a response to the following question: How Social Workers from Porto Alegre, Rio Grande do Sul, who work in health sector, have been experiencing permanent education on their work process? Methodological trails are composed by the approximation of the researched object, bibliography revision on the theme, application of questionnaire and focus groups with Social Workers. Along the research, from each permanent education experience reported, Social Workers have brought to discussion their perceptions about existing possibilities and difficulties, strategies, skills, and attitudes necessaries to these professionals, as well as shared spaces, interdisciplinary work, relationship with users , needs in health, social service and public health demands. This way, there was a possibility to discover how these professionals develop permanent education in their work processes on health. The defended idea here is that permanent education, as a critical reflection of work process, is formed in a formative dimension experienced in social workers situations faced at work, which comes from the collective problematization of the demands, the ethical, professional and political desires.Therefore, a strategy of professional formation, possibilities of changes and organizational practices overshoot to consolidate an ethical and political project committed with the intransigent defense of human rights, justice, democracy and emancipation of citizenship.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5067
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000407905-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial171,8 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.