Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5096
Tipo: masterThesis
Título: Serviço social na empresa: requisições para o trabalho profissional
Autor(es): Weizenmann, Martha Helena
Orientador: Mendes, Jussara Maria Rosa
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Data de Publicação: 2010
Palavras-chave: SERVIÇO SOCIAL
EMPRESAS - SERVIÇO SOCIAL
ASSISTENTES SOCIAIS - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
COMPETÊNCIA PROFISSIONAL
Resumo: The work of the social worker in enterprises context served as motto to this dissertation achievement whose purpose was to analyze what are the requests for the work of the social workers in an enterprise‟s environment from the corporate changes, intending to contribute for the knowledge expansion about the features and exigencies for this social-occupational space. So long we undertook a theoretical review about the corporate changes, mainly the ones related to the management and work organization patterns‟ changes, as well as the Social Work social-historical insertion in enterprises. Therefore, having the historical materialism as reference, there was achieved a qualitative research, from a multicase study, where it was selected three enterprises organizations from Rio Grande do Sul State – one of mixed economy and the other two private – and that have historically counted on the work of the social worker. So for the data collection a semi-structured interview was applied for one social worker and the Human Resources Director from each enterprise. The data analysis was through content analysis proposed by Bardin (1977) and confirmed the hypothesis that the corporate changes generated from capitalism reverberate straightly in demands and requests presented for Social Work in enterprises‟ context and end to tension the professional action for skills resizing that is consistent with present time. Between professional work‟ breaks and continuity the management discourse is clear by defining how the professional must act an what are the skills that he must have to correspond the institutional expectations. This way the dialogue between social and institutional reality and the commitment with the professional ethical and political project allows to open new horizons and to create strategies that don‟t dilute the professional features, but that contribute to the enlargement of social-occupational spaces and to the professional qualified insertion in these spaces.
O trabalho do assistente social no contexto empresarial serviu de mote para a realização desta dissertação, que teve como finalidade analisar quais são as requisições para o trabalho dos assistentes sociais que atuam no âmbito empresarial decorrentes das transformações societárias, a fim de contribuir para a ampliação do conhecimento acerca das particularidades e exigências para este espaço sócio-ocupacional. Para tanto, empreendeu-se a revisão teórica sobre as transformações societárias, principalmente relacionadas às mudanças nos padrões de gestão e organização do trabalho, bem como sobre a trajetória sócio-histórica de inserção do Serviço Social na empresas. Dessa forma, tendo como referência o materialismo histórico, foi realizada uma pesquisa do tipo qualitativa, a partir de um estudo multicaso, onde foram selecionadas três organizações empresariais do Estado do Rio Grande do Sul – uma de economia mista e duas privadas – e que tenham, historicamente, contado com o trabalho de assistentes sociais junto à empresa. Assim, como instrumento de coleta de dados foi utilizada a entrevista semi-estruturada com uma assistente social de cada empresa e com os respectivos Diretores de Recursos Humanos. Os dados foram analisados a partir da análise de conteúdo proposta por Bardin (1977) e confirmam a hipótese de que as transformações societárias que surgem com o capitalismo têm rebatimentos diretos nas demandas e requisições que se apresentam para o Serviço Social no contexto empresarial e acabam tensionando a ação profissional para um redimensionamento de competências compatível com o tempo presente. Entre rupturas e continuidades do trabalho profissional, o discurso gerencial é claro na definição de como o profissional deve agir e quais as habilidades que ele deve ter para corresponder às expectativas institucionais. Assim, a interlocução entre a realidade social e institucional e o compromisso com o projeto ético-político profissional permite abrir novos horizontes e criar estratégias que não diluam as particularidades profissionais, mas que contribuam para a ampliação dos espaços sócio-ocupacionais e a inserção qualificada de profissionais nesses espaços.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5096
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000423953-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo715,75 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.