Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/5192
Type: masterThesis
Title: O peso que não é medido pela balança: as repercussões da obesidade no cotidiano dos sujeitos
Author(s): Scherer, Patricia Teresinha
Advisor: Santos, Andréia Mendes dos
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Issue Date: 2012
Keywords: SERVIÇO SOCIAL
OBESIDADE
COTIDIANO - ASPECTOS SOCIAIS
POLÍTICAS PÚBLICAS
Abstract: According to the Ministry of Health (2010) obesity is considered a global epidemic and in the case of Brazil, pictures of obesity, are becoming far more frequent than the low weight in childhood. This shows that the country is experiencing an epidemiological transition process that cannot be neglected by the public health. Obesity is also considered as a risk factor for many other diseases as diabetes, stroke, heart attack, hypertension, cancer, among many others. Thus, obesity affects a variety of ways in the everyday lives of people. This survey, conducted in the Brazilian Post and Telegraph Company (ECT) – Board of Rio Grande do Sul, in Porto Alegre RS, which aims to investigate the effects of obesity in the daily life of the obese subjects interviewed (11 obese adults, through a form with open questions and semi-structured script. The proposal was submitted to the Commission Investigative Science Faculty of Social PUCRS and the Ethics Committee in Research of the University. The benchmark dialectical-critical directed all research and the construction of the systematization of the results obtained. The categories of the method used for the analysis and interpretation of data were: historicity, contradictions and all. The explanatory categories of reality elected were: obesity, daily life, public policies and work. During the process of interpretation of the results led to the following empirical categories: disorders in the physical and mental health, social isolation, pain, accessibility, bariatric surgery, clothing, aesthetics and prejudice. The survey results show how obesity impacts in various ways, in everyday subjects and how many difficulties and prejudices must be overcome every day. The almost total ignorance of the subject with respect to public policies to address the prevention and treatment of obesity was another result of research that deserves to be questioned. Thus, we see the need, increasingly, to worry about this issue, proposing actions and state intervention in this worldwide epidemic.
Segundo o Ministério da Saúde (2010) a obesidade é considerada uma epidemia mundial e, no caso do Brasil, quadros de obesidade estão se tornando bem mais frequentes do que o baixo peso na infância. Isso mostra que o país está vivendo um processo de transição epidemiológica que não pode ser negligenciado pela saúde coletiva. A obesidade é considerada também como fator de risco para inúmeras outras doenças como: diabetes, derrame cerebral, infarto, hipertensão, câncer, entre muitas outras. Assim, a obesidade repercute de formas variadas no cotidiano de vida das pessoas. A presente pesquisa, realizada na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) – Diretoria do Rio Grande do Sul, localizada em Porto Alegre RS, tem por objetivo investigar quais as repercussões da obesidade no cotidiano dos sujeitos obesos entrevistados (11 adultos obesos), por meio de um formulário com questões abertas e roteiro semiestruturado. A proposta investigativa foi submetida à Comissão Científica da Faculdade de Serviço Social da PUCRS e ao Comitê de Ética em Pesquisa da mesma Universidade.O referencial dialético-crítico orientou toda a construção da pesquisa e a sistematização dos resultados obtidos. As categorias do método utilizadas para a análise e interpretação dos dados foram: historicidade, contradição e totalidade. As categorias explicativas da realidade eleitas foram: obesidade, cotidiano, políticas públicas e trabalho. Durante o processo de interpretação dos resultados emergiram as seguintes categorias empíricas: agravos na saúde física e mental, isolamento social, dor, acessibilidade, cirurgia bariátrica, vestuário, estética e preconceito. Os resultados da pesquisa mostram como a obesidade impacta, de diversas formas, no cotidiano dos sujeitos e quantas dificuldades e preconceitos precisam ser vencidos todos os dias. O quase total desconhecimento dos sujeitos com relação a políticas públicas voltadas à questão da prevenção e tratamento da obesidade foi outro resultado da pesquisa que merece ser problematizado. Sendo assim, comprova-se a necessidade de, cada vez mais, se preocupar com essa temática, propor ações e a intervenção do Estado nesta epidemia mundial.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5192
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000436260-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,05 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.