Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5342
Tipo: masterThesis
Título: Filogeografia do Bugio Ruivo, Alouatta guariba (Primates, Atelidae)
Autor(es): Machado, Stela
Orientador: Bonatto, Sandro Luis
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: ZOOLOGIA
MAMÍFEROS - TAXIONOMIA
PRIMATAS - EVOLUÇÃO
GENÉTICA ANIMAL
Resumo: Here we examined the mitochondrial (control region and cytb gene) and microsatellites genetic diversity of the New World primate, endemic of Atlantic Forest, Alouatta guariba, in order to uncover its genetic structure and evolutionary history as well as it bearing on its taxonomic status. The mtDNA phylogeny shown a deep divergence between clade A (southern of the Santa Catarina state) and the northern part of the distribution, and the latter diverged in a more central clade B (Rio de Janeiro state) and a northernmost clade C (Espírito Santo state), although a population from São Paulo state present haplotypes from the three clades with 16 of 102 individuals in the clade A, 11 of 16 in the clade B and 14 of 32 in the clade C. The divergence time estimated between A and B/C clades was approximately 750 thousand years ago (kya) and between B and C clades was ~600 kya. Microsatellite data showed a clear isolation between the southern and the central+northern areas, in agreement with the mtDNA results. Therefore, our data consistently refute the hypothesis of a northern subspecies or species separated from a largely distributed central+southern one (A. g. clamitans). However, although the two isolated groups identified here certainly deserve appropriate conservation strategies, the absence of: complete concordance between the mtDNA and microsatellite data, reciprocal monophyly in the mtDNA, and clear cut non-genetic diagnostic characters advice against presently erecting then at subspecies or species status. The Bayesian Skyride plot showed that A. guariba underwent a sudden population expansion started ~50 kya followed by a recent reduction ~7 kya. This expansion was only observed in clade A. This fluctuation in population size may have occurred due to climate changes or to competition with A. caraya due to the high niche overlap of these species.
Nós examinamos a diversidade genética do DNA mitocondrial (região controle e gene citocromo b) e locos de microssatélites do primata do Novo Mundo, endêmico da Mata Atlântica, Alouatta guariba, para descobrir a sua estruturação genética e história evolutiva bem como seu status taxonômico. A filogenia mitocondrial mostra uma profunda divergência entre o clado A (sul de Santa Catarina) e a parte norte da distribuição e um segundo grupo divergente entre o clado B (Rio de Janeiro), mais central, e o clado C(Espírito Santo) mais ao norte, embora a população de São Paulo apresente haplótipos nos três clados com 16 de 102 indivíduos presentes no clado A, 11 de 16 no clado B e 14 de 32 no clado C. O tempo de divergência estimado entre os clados A e B/C foi de aproximadamente 750 mil anos atrás e entre os clados B e C foi de aproximadamente 600 mil anos atrás. Em concordância com os resultados do DNA mitocondrial, os dados de microssatélites mostram um claro isolamento das áreas sul e central+norte. Portanto, nossos dados consistentemente refutam a hipótese de uma subespécie ou espécie ao norte separada da central+sul (A. g. clamitans). Entretanto embora os dois grupos isolados identificados aqui certamente mereçam apropriadas estratégias de conservação, a ausência de: completa concordância entre dos dados de DNA mitocondrial e microssatélites, recíproca monofilia no DNA mitocondrial e claro caracteres não genéticos aconselham contra elevar ao status de espécie ou subespécie. A análise de "Bayesian Skyride plot" mostrou que A. guariba sofreu uma expansão populacional há aproximadamente 50. 000 anos atrás seguida por uma recente redução do tamanho populacional a 7. 500 anos. Esta expansão foi somente observada no clado A. Esta flutuação no tamanho populacional pode ter ocorrido devido a mudanças climáticas ou competição com A. caraya devido a alta sobreposição de nicho destas espécies.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5342
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000431415-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo675,41 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.