Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/5360
Tipo: masterThesis
Título: Corticosterona e parâmetros metabólicos de Tryngites subruficollis (aves, charadriformes, scolopacidae) durante sua permanência em sítio de invernada, no Parque Nacional da Lagoa do Peixe, Rio Grande do Sul, Brasil
Autor(es): Pinto, Aline de Fraga
Orientador: Oliveira, Guendalina Turcato
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Fecha de Publicación: 2009
Palabras clave: ZOOLOGIA
ORNITOLOGIA
AVES - RIO GRANDE DO SUL
Resumen: Tryngites subruficollis are found in category vulnerable in the Red List of the State of Rio Grande do Sul and, in 1999, were proposed the inclusion of this specie in the appendix 1 of the Convention on the Conservation of Migratory Species of Wild Animals-United Nations Environmental Program (1999). This specie is in the ranking of the major preoccupation in the conservation plans of the shorebirds of the United States and in Canada. Tryngites subruficollis is originary from the North America and migrate about 8. 125 miles to South America. Long distance migration is the seasonal dislocation of the birds, in groups or not, in direction of its breeding or wintering grounds, respecting its anabolic and catabolic cycles of the energetic substrates and their variation. The corticosterone probably are involved in the regulation of the changes in the utilization of the three types of reserve during the flight and its levels founding elevated when the birds need make metabolic and behavioral adjusts, and with the increase of the foraging behavior, as well as the dispersion of the animals in the field. The aim of the present study was analyze the plasmatic changes in corticosterone levels and metabolites during stay in wintering site. Animals were captured from october of 2007 until march of 2008 and from october of 2008 until january of 2009 at Lagoa do Peixe National Park, blood was sampled and after data of moulting was analyzed. All metabolites were determined in the plasma using standard test combinations modified for small amounts of plasma (2 to 10Hl): corticosterone (MP Biomedicals Kit); total lipids (Frings & Dunn, 1970); creatine kinase, glucose, cholesterol, HDL, LDL, VLDL, triglycerides, creatinine and uric acid (Labtest Kit); total protein (Lowry et al., 1951). Our results showed a significative difference between the levels of corticosterone in the blood samples collected from the animals until 4 and 8 minutes. The levels of corticosterone were approximately two times-fold when collected in 8 minutes, when compared with the samples collected in 4 minutes. Moulting process revealed that flight feathers begin moulting probably in November and it is concluding in march, with a peak in January. These data can explain why the birds showed a body mass peak in November, as well as, they need fatten for support the energetic demand for moult, and showed a peak of the corticosterone in december, this increase can be related with the adjustment for moult including feeding behaviour. Total lipids and creatinine were higher in october, while Creatine kinase were higher in december. Triglycerids, cholesterol HDL, uric acid were higher in January. Decrease of the creatine kinase and uric acid levels in the final period can be indicate regeneration of the reserves in muscle. Glucose, total cholesterol, cholesterol VLDL and total plasma proteins showed no significative variations, because an increase of LDL levels in march can be related with corticosterone synthesis. In march, the hormone peak can determine the activation of the Hypothalamus-Pituitary-Adrenal (HPA) necessary to start in energetic demand, structure recovery and with the behaviour of dispersion possibility in this manner the conditions for the return to the breeding site (migration).
Tryngites subruficollis estão na categoria vulnerável do Livro Vermelho do Estado do Rio Grande do Sul e, em 1999, foi proposta sua inclusão no apêndice 1 do Convention on the Conservation of Migratory Species of Wild Animals-United Nations Environmental Program (1999); fazendo parte do ranking de maior preocupação nos planos de conservação das aves limícolas dos Estados Unidos e do Canadá. Esta espécie é originária do extremo norte da América do Norte (sítio reprodutivo) migrando em torno de treze mil quilômetros para chegar aos sítios de invernada na América do Sul. Migração de longa distância é o deslocamento de aves, em grupos ou não, em direção aos sítios de reprodução e de invernada, respeitando os ciclos de anabolismo e catabolismo de substratos energéticos e suas variações. A corticosterona provavelmente está envolvida na regulação de alterações nas proporções de utilização dos tipos de reservas energéticas durante o vôo, onde seus níveis encontram-se elevados quando as aves necessitam fazer ajustes metabólicos ou comportamentais, como por exemplo, comportamento de forrageio e de dispersão dos animais no ambiente natural. O objetivo do presente estudo foi analisar as mudanças dos níveis plasmáticos de corticosterona e de metabólitos durante a permanência desta espécie em sítio de invernada. Os animais foram capturados de outubro de 2007 a março de 2008 e de outubro de 2008 até janeiro de 2009 no Parque Nacional da Lagoa do Peixe, o sangue foi amostrado e dados de muda foram analisados. Todos os metabólitos foram determinados no plasma utilizando-se testes padrões modificados para pequenos volumes de amostras (2 a 10Hl): corticosterona (MP Biomedicals Kit); lipídios totais (Frings & Dunn, 1970); creatina quinase, glicose, colesterol, HDL, LDL, VLDL, triglicerídeos, creatinina, ácido úrico (Labtest Kit) e proteínas totais (Lowry et al., 1951). Os resultados mostraram uma diferença significativa entre os níveis de corticosterona nas amostras de sangue coletadas dos animais em até 4 e em até 8 minutos, com os níveis de corticosterona sendo aproximadamente o dobro quando coletados em 8 minutos quando comparados aos coletados aos 4 minutos. A análise do processo de muda revelou que as penas de vôo iniciam a muda em novembro e concluem este processo em março, com um pico em janeiro. As aves mostram um aumento de massa corporal no mês de novembro e um subseqüente aumento de corticosterona em dezembro, estes aumentos do hormônio podem estar relacionados com os ajustes da muda incluindo alterações no comportamento alimentar. Os níveis de lipídios totais e de creatinina foram maiores em outubro, enquanto a creatina quinase foi maior em dezembro. Já as concentrações de triglicerídeos, de colesterol HDL e de ácido úrico foram maiores em janeiro. Uma diminuição nos níveis de creatina quinase e de ácido úrico no final do período de invernada pode indicar a recuperação da estrutura e das reservas no músculo. Glicose, colesterol total, colesterol VLDL e proteínas totais plasmáticas não mostraram variações significativas. Um aumento dos níveis de LDL observado em março pode estar relacionado com a síntese de corticosterona, pois o pico hormonal também verificado neste período deve determinar a ativação do eixo Hipotálamo-Pituitária-Adrenal (HPA), necessário para desencadear ajustes da demanda energética e do comportamento de dispersão, possibilitando desta maneira, condições para o retorno ao sítio reprodutivo (migração).
URI: http://hdl.handle.net/10923/5360
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000411670-Texto+Completo+Parte+A-0.pdfTexto Completo Parte A1,58 MBAdobe PDFAbrir
Ver
000411670-Texto+Completo+Parte+B-1.pdfTexto Completo Parte B3,29 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.