Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/5386
Type: doctoralThesis
Title: Revisão taxonômica e filogenia da tribo Compsurini (Characiformes: Characidae: Cheirodontinae)
Author(s): Jerep, Fernando Camargo
Advisor: Malabarba, Luiz Roberto
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Issue Date: 2011
Keywords: ZOOLOGIA
ICTIOLOGIA
PEIXES - TAXIONOMIA
FILOGENIA
Abstract: Compsurini é uma tribo de Cheirodontinae conhecida por abrigar as espécies inseminadoras da subfamífia, também caracterizadas por incomuns modificações morfológicas relacionadas ao dimorfismo sexual dos machos. A tribo foi definida por Malabarba, Weitzman & Burns, e se revelou monofilética dentro da filogenia de Cheirodontinae (Malabarba, 1998); porém, a relação entre seus integrantes se mostrou instável quando Malabarba (1998) adicionou novos terminais à análise, cujo a busca de carácteres havia sido focada nos Cheirodontini. Com a descrição de novas espécies após a análise de Malabarba (1998) e a descoberta de oito possíveis novas espécies para a tribo Compsurini, uma análise filogenética dos integrantes de Compsurini foi desenvolvida com o objetivo de testar a monofilia da tribo e elucidar as relações entre seus integrantes. Uma hipótese das relações filogenéticas das espécies de Compsurini foi elaborada através da análise de parcimônia com peso implícito baseada em 278 caractéres abrangendo morfologia externa, osteologia, miologia e ultraestrutura de espermatozóides. Nesta análise. tanto Cheirodontinae quando Compsurini formaram grupos monofiléticos.As novas sinapomorfia: que sustentam Compsurini são: 1) distância entre as extremidades distais dos processos laterais do mesetmóide igual ou menor que sua base; 2) ganchos da nadadeia anal anteriormente direcionados, curvados sobre a superfície lateral dos raios; 3) raios nadadeira anal com ganchos concentrados na sua metade ou terço distal; 4) nadadeira mais pigmentada na sua margem distal nos machos maduros; 5) peça intermediária dos espermatozóides não truncada posteriormente, com canal citoplasmático mais longo que o metade do comprimento do núcleo; e 6) espermatozóides com um grande de ¬vesículas globulares. Dentro de Compsurini, duas espécies novas da bacia amazônica sem ¬dimorfismo sexual na nadadeira caudal formam o grupo irmão de todos os outros integrantes ¬da tribo. Os gêneros Kolpotocheirodon, Saccoderma, e Compsura, este último com duas espécies novas, se mostraram monofiléticos nesta análise. As espécies da américa central, "Compsura" gorgonae, "Odontostilbe" dialeptura e "Odontostilbe" mitoptera, formaram um ¬clado monofilético, grupo irmão do gênero trans-andino Saccoderma, cujas sinapomorfias são referentes ao dimorfismo sexual e ultraestrutura de espermatozóides, suportando a criação de um novo gênero para abrigar estas três espécies até então rnantidas em gêneros provisórios. Na revisão taxonômica realizada em paralelo à análise filogenética, o gênero Comnpsura é redescrito juntamente coma descrição de duas espécies novas das bacias do rio Guaporé e Araguaia.O gênero Macropsobrycon é redefinido e aqui considerado monotípico com M. uruguayanae como espécie tipo. Saccoderma também é redescrito e restringido a duas espécies válidas, S. hastata e S. melanostigma, sendo as espécies S. Falcata e S. Robusta consideradas sinônimos de S. hastata. Três gêneros e seis novas espécies da tribo são descritas para o alto curso de tributários amazônicos, juntamente com a elaboração de uma chave taxonômica para todas as espécies de Compsurini. Por fim, "Macropsobrycon” xinguensis é apontada como grupo irmão de Leptobrycon jatuaranae ao se reanalisar uma matriz de caracteres morfológicos para Characidae presente na literatura com o acréscimo destas espécies, e assim, é alocada em Leptobrycon.
Compsurini is a tribe of Cheirodontinae known for hosting inseminating species, and also characterized by unusual morphological modifications related to the male sexual dimorphism. The tribe defined by Malabarba, Weitzman & Burns, was found to be monophyletic in the phylogeny of the Cheirodontinae (Malabarba, 1998), however the relationships among its members was unstable when new terminals were added to the analysis by Malabarba, whose search for characters was focused to the Cheirodontini. With the description of new species after Malabarba´s analysis and the discovery of eight possible new species to the tribe Compsurini, a phylogenetic analysis of Compsurini was developed with the aim of testing the monophyly of the tribe and elucidating the relationships among its members. A hypothesis of phylogenetic relationships of Compsurini was built through parsimony analysis under implied weights based on 278 characters including external morphology, osteology, miology and ultrastructure of spermatozoa. In this analysis, both Cheirodontinae and Compsurini were found to be monophyletic. The new synapomorphies supporting Compsurini are: 1) distance between mesethmoid lateral processes distal tips, equal or shorter than mesethmoid posterior region; 2) anal-fin hooks anteriorly directed, curved over lateral surface of the anal-fin ray; 3) anal-fin rays bearing hooks concentrated along distal half or distal third of their length; 4) anal fin more strongly pigmented along distal portion of branched anal-fin rays on mature males; 5) spermatozoa midpiece not truncated posteriorly, and citoplasmatic canal longer than the half length of nucleus; and 6) spermatozoa with numerous globular vesicles.In Compsurini, two new species from the Amazon basin without caudal-fin sexual dimorphism were found to be sister group of the remaining integrants of the tribe. The genera Kolpotocheirodon, Saccoderma, and Compsura, the latter with two new species, were found to be monophyletic in this analysis. The Central America species “Compsura” gorgonae, “Odontostilbe” dialeptura, and “Odontostilbe” mitoptera, formed a monophyletic clade, sister group of the trans-Andean genus Saccoderma, which synapomorphies are related to sexual dimorphism and spermatozoa ultrastructure, supporting the creation of a new genus to accommodate these three species hitherto kept in temporary genera. In the taxonomic revision carried out in parallel to the phylogenetic analysis, the genus Compsura was redescribed along with the description of two new species from rio Guaporé and rio Araguaia basins. The genus Macropsobrycon is redefined and here considered monotypic with M. uruguayanae as typespecies. Saccoderma is also redescribed and restricted to two valid species, S. hastata and S. melanostigma, and the species S. falcata and S. robusta, considered synonyms of S. hastata. Three genera and six new species of the tribe are described for the high portion of Amazonian tributaries, along with the proposal of a taxonomic key comprising all compsurin species. Finally, on the reanalysis of the morphology-based matrix of characters present in the literature for Characidae, “Macropsobrycon” xinguensis was found to be sister group of Leptobrycon jatuaranae (with the addition of those species), and thus, “M”. xinguensis is located to Leptobrycon.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5386
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000431486-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo10,84 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.