Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5403
Tipo: masterThesis
Título: Avaliação da imunogenicidade da superfície do ovo de Schistosoma mansoni Sambon, 1907
Autor(es): Candido, Renata Russo Frasca
Orientador: Graeff-Teixeira, Carlos
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Data de Publicação: 2010
Palavras-chave: ZOOLOGIA
TREMATÓDEOS
PARASITOLOGIA
IMUNOLOGIA
ESQUISTOSSOMOSE MANSÔNICA
Resumo: A esquistossomose mansônica é uma infecção parasitária crônica endêmica que ocorre em países na África, América do Sul, no Caribe e no Mediterrâneo Oriental. A principal patologia é o granuloma, uma resposta imune contra os antígenos secretados pelos ovos do parasito principalmente no fígado e intestinos. Estes antígenos estão crucialmente envolvidos na modulação das respostas imunológica celular e humoral do hospedeiro e podem estar envolvidos na estratégia de passagem do ovo através da mucosa intestinal. Este trabalho teve origem nos resultados de um experimento realizado por Candida Fagundes Teixeira do Grupo de Parasitologia Biomédica da PUCRS, cujas tentativas de se obter anticorpos do ovo que interagissem com partículas paramagnéticas, revelaram alguma dificuldade em obter níveis elevados de anticorpos contra a superfície do ovo. O objetivo principal do presente trabalho foi verificar a produção de anticorpos contra a superfície do ovo de Schistosoma mansoni. O S. mansoni, isolado Esteio, foi mantido em laboratório através de passagens em Biomphalaria glabrata e camundongos da cepa Swiss. Os vermes foram recuperados, lavados com tampão e utilizados para a produção de antígeno solúvel de membrana de vermes adultos. Os ovos foram coletados de fezes humanas infectadas e utilizados para a imunização de camundongos e produção de antígenos secretados pelo ovo (SEA). Os grupos experimentais foram divididos em 4 grupos com 6 camundongos cada, da seguinte forma: grupo 1 imunizado com solução salina 0,9%; grupo 2 imunizado com ovos sonicados e adjuvante; grupo 3 imunizado com ovos sonicados sem adjuvante e grupo 4 imunizado com ovos inteiros. Através da técnica de ELISA e imunofluorescência indireta foi verificada reatividade na imunização com ovos sonicados, e não foi verificada reatividade na imunização com ovos inteiros.A abordagem sistêmica e complexa da interação parasito-hospedeiro é uma proposta interessante de estudo e permanece aberta para futuras investigações que poderão auxiliar na compreensão e tratamento da patogenia.
Schistosomiasis mansoni is an endemic chronic parasitic infection that occurs in countries in Africa, South America, the Caribbean and the eastern Mediterranean. The main pathology is the granuloma, an immune response against the antigens secreted by the parasite eggs primarily in the liver and intestines. Those antigens are crucially involved in the modulation of the humoral and cellular immunological responses of the host and may be involved in the strategy of the egg passage through intestinal mucosal. This work had its origin in the results of an experiment realized by Candida Fagundes Teixeira of the PUCRS Biomedical Parasitology Group, which the attempts to obtain egg antibodies that could make interaction with paramagnetic particles revealed some difficulty in obtaining high levels of antibodies against the egg surface. The main goal of the present work was to verify the production of antibodies against the egg surface of Schistosoma mansoni. S. mansoni, Esteio isolated, was maintained in laboratory through passages in Biomphalaria glabrata and Swiss strain mice. The worms were recovered, washed in buffer and used for production of adults worm soluble membrane antigens. The eggs were collected from human infected feces and used for mice immunization and production of secreted egg antigens (SEA). The experimental groups were separated in 4 groups with 6 mice each, as follow: group 1 immunized with saline solution 0,9%; group 2 immunized with sonicated eggs and adjuvant; group 3 immunized with sonicated eggs without adjuvant and group 4 immunized with whole intact eggs. Through the ELISA and immunofluorescence techniques it was verified reactivity in immunization with sonicated eggs and it was not verified reactivity in immunization with whole intact eggs.The systemic and complex approach of the parasite-host interaction is an interesting study proposal and remains open for future investigations which may assist in the comprehension and treatment of the pathogenesis.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5403
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000424923-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo630,26 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.