Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/5423
Type: masterThesis
Title: Revisão taxonômica de Enna (Araneae,Lycosoidea, Trechaleidae) da região neotropical
Author(s): Silva, Estevam Luís Cruz da
Advisor: Lise, Arno Antonio
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Issue Date: 2007
Keywords: ARACNÍDEOS
ARANHAS
ZOOLOGIA
TAXIONOMIA
REGIÕES NEOTROPICAIS
Abstract: O gênero Enna foi proposto por O. P. -CAMBRIDGE (1897), tendo como espécie tipo E. velox. Atualmente é representado por cinco espécies: E. velox O. P. -Cambridge, 1897, E. approximata (O. P. -Cambridge, 1893), E. jullieni (Simon, 1898), E. minor Petrunkevitch, 1925 e E. nesiotes Chamberlin, 1925. SIERWALD (1990) retirou este gênero da família Pisauridae e transferiu-o para Trechaleidae, a partir de CARICO (1986). Em recente revisão do gênero Hesydrus, realizada por CARICO (2005a), H. estebanensis Simon, 1898 foi transferido para o gênero Enna. Este gênero apresenta distribuição Neotropical, ocorrente desde o sul do México até o centro-oeste do Brasil. Estas aranhas caracterizam-se por apresentar os tarsos curtos e não flexíveis (retos), a apófise média do palpo do macho é côncava (com formato de “colher”), a divisão dorsal da apófise média é conspícua ventralmente e a apófise tibial retrolateral apresenta uma curta projeção esbranquiçada e pouco esclerotinizada. O epígino da fêmea apresenta a margem posterior mediana levemente projetada ou recortada e espermatecas curtas. A partir dos dados provenientes dos lotes oriundos de coleções estrangeiras e nacionais, observou-se que os representantes deste gênero habitam o mesmo ambiente dos demais gêneros de Trechaleidae comumente encontrados no Brasil. A distribuição das espécies que integram este gênero é restrita às Américas Central e do Sul. Uma das grandes dificuldades de trabalhar-se com Enna, é a falta de material analítico, pois nas regiões de ocorrência deste gênero (como por exemplo, Panamá, Bolívia, Colômbia, Venezuela, etc. ) não há grupos de pesquisas em Aracnologia realizando estudos de diversidade que incluam aranhas da família Trechaleidae.Este trabalho objetiva redescrever as cinco espécies conhecidas: E. estebanensis (Simon), E. jullieni (Simon), E. minor Petrunkevitch, E. nesiotes Chamberlin e E. velox O. P. -Cambridge. Também são descritas 18 espécies novas: E. baeza (Equador), E. bartica (Guiana), E. braslandia. (Brasil), E. bonaldoi (Brasil) E. caliensis (Colômbia), E. chickeringi (Honduras), E. colonche (Equador), E. eberhardi (Costa Rica, Panamá), E. hara (Peru), E. huanuco (Peru), E. huarinilla (Bolivia), E. igarape (Brazil), E. kuyuwiniensis (Guyana), E. maya (Honduras, Panamá), E. paraensis (Brasil), E. pecki (Costa Rica), E. riotopo (Equador) and E. rothi (Equador). A partir do exame do holótipo de E. approximata (O. P. - Cambridge), notou-se que o mesmo é baseado em um exemplar jovem, sendo considerado como species inquirenda.
The spider genus Enna was proposed by . O. P-CAMBRIDGE (1897), typespecies E. velox. The genus comprises five species: E. velox O. P. -Cambridge, 1897, E. approximata (O. P. -Cambridge, 1893), E. jullieni (Simon, 1898), E. minor Petrunkevitch, 1925 e E. nesiotes Chamberlin, 1925. SIERWALD (1990) removed Enna from Pisauridae and transferred to Trechaleidae after CARICO (1986). Recently the spider genus Hesydrus Simon, 1898 was revised by CARICO (2005a) and H. estebanensis Simon, 1898 was transferred to Enna. This genus presents a Neotropical distribution, occurring from South of México to Central Brazil. These spiders are characterized by short and straight tarsi. The median apophysis of the male palpus is concave (“spoon-like”). The ventral division of the median apophysis is conspicuous ventrally. The retrolateral tibial apophysis presents a whitish, not heavily sclerotized lateral projection (LP). The female epigynum presents a slightly projected posterior median margin and rounded to elliptical short spermathecae. Based on the information available from the specimens´s labels, indicates that this spider genus occur in the same type of environment of the other Brazilian genera of Trechaleidae. The distribution of this spider genus is restricted to Central and South America. One of the main difficulties on working with this spider genus is that, in some areas of occurrence of it, is neither collections or Arachnologists, like Panama, Bolivia, Venezuela.The main objective of this work is to redescribe the five known species: E. estebanensis (Simon), E. jullieni (Simon), E. minor Petrunkevitch, E. nesiotes Chamberlin and E. velox O. P. -Cambridge, and describe eighteen new species: E. baeza (Ecuador), E. bartica (Guyana), E. braslandia. (Brazil), E. bonaldoi (Brazil) E. caliensis (Colombia), E. chickeringi (Honduras), E. colonche (Ecuador), E. eberhardi (Costa Rica, Panama), E. hara (Peru), E. huanuco (Peru), E. huarinilla (Bolivia), E. igarape (Brazil), E. kuyuwiniensis (Guyana), E. maya (Honduras, Panama), E. paraensis (Brazil), E. pecki (Costa Rica), E. riotopo (Ecuador) and E. rothi (Ecuador). After the examination of the holotype of E. approximata (O. P. -Cambridge) was noted that the original description was based on an immature female, so it is considered as species inquirenda.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5423
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000388532-Texto+Completo-0.o.pdfTexto Completo2,19 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.