Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5534
Tipo: masterThesis
Título: Avaliação histológica tardia da superfície óssea após a fixação de miniplacas e parafusos com diferentes ligas metálicas: estudo in vivo em ratos Wistar
Autor(es): Dolzan, André do Nascimento
Orientador: Oliveira, Rogerio Belle de
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Data de Publicação: 2013
Palavras-chave: ODONTOLOGIA
CORROSÃO
MATERIAIS DENTÁRIOS
FIXAÇÃO RÍGIDA (ODONTOLOGIA)
CIRURGIA BUCOMAXILOFACIAL
TECIDO ÓSSEO
Resumo: Objective: To evaluate the histological changes of bone surface after insertion of mini-plates and screws in the bone surface. Material and methods: Eighteen rats of Wistar strain were used, a plate and two screws were inserted in the external cortex of the femur of each animal. The animals were divided into three groups of six animals each, after thirty days of completion of the procedure the implanted material was removed cirurgiacamente after euthanasia of animals, and the bone surface ready to be removed and analyzed histologically. Results: Histological evaluation after marking immunohistochemistry, Group 3, with different materials, showed an increased inflammatory infiltrate in uperfície area analyzed, which indicated a possible area of osteolysis. Groups 1 and 2 showed no statistically significant differences showing an increase of the standard normal reparative inflammation. Conclusions: The results of study indicated that the use of different materials increase the chance of encountering large areas of osteolysis in the bone surface in contact with these materials.
Objetivo: Avaliar as alterações histológicas da superfície óssea após a inserção de miniplacas e parafusos na superfície óssea. Materiais e métodos: Dezoito ratos, da linhagem Wistar, foram utilizados; Uma placa e dois parafusos de fixação foram inseridos na cortical externa do fêmur de cada animal. Os animais foram divididos em três grupos de seis animais cada, após trinta dias da realização do procedimento o material implantado foi removido cirurgicamente após a eutanásia dos animais, e a superfície óssea removida e preparada para ser analisadas histologicamente. Resultados: Na avaliação histológica, após a marcação imunohistoquímica, O grupo 3, com diferentes materiais, apresentou um aumento do infiltrado inflamatório na superfície de área analisada, que indicou uma possível osteólise da região. Os grupos 1 e 2 não apresentaram diferenças estatísticas significantes que demonstrassem um aumento do padrão normal de inflamação reparativa. Conclusões: Os resultados do trabalho indicam que o uso de diferentes materiais aumentam a possibilidade de ocorrer áreas de osteólise na superfície óssea em contato com esses materiais.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5534
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000451617-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo623,24 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.