Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/5535
Type: masterThesis
Title: A autopercepção de corpo e sexualidade em idosos
Author(s): Flôres, Cristiano da Costa
Advisor: Terra, Newton Luiz
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Issue Date: 2013
Keywords: MEDICINA
GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
ENVELHECIMENTO
SEXUALIDADE
Abstract: INTRODUCTION: Aging is defined as a physiological process connected to the passing of time, and thus resulting in biological, social and psychological changes, as well as in the individual’s sexuality. Sexuality is a broad concept which involves a subjective universe. Sexuality involves the individual as a whole, and during the aging process it isn’t extinguished, it only changes. However, one can see there’s a myth towards sexuality in old age, which is only approached in areas such as health, family life or when the subject is addressed by the elderly themselves. Gerontology sees old people’s sexuality as something natural rather then pathological. OBJECTIVE: Knowing elderly people’s self-perception towards their own body, aging and sexuality. METHODOLOGY: Qualitative paradigm study of descriptive-interpretive type. The study comprises seven semi structured interviews with elderly people. Four of the interviewees belong to a peer group and the other three are from a theatrical group from the city of Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, all of them female. Data collected were analyzed and discussed together along with the data provided by a diary. METHODOLOGY: Qualitative paradigm study of descriptive-interpretive type. The study comprises seven semi structured interviews with elderly people. Four of the interviewees belong to a peer group and the other three are from a theatrical group from the city of Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, all of them female. Data collected were analyzed and discussed together along with the data provided by a diary. CONCLUSION: Sexuality is built and modified along the individual’s life, having its particularities in each one of the living phases, being influenced by education, ways people relate to others, as well as his life story. The relation each individual establishes with his body, his education and the aging process have influence in sexuality.
INTRODUÇÃO: O envelhecimento é definido como um processo fisiológico decorrente da passagem do tempo, resultando em alterações biológicas, sociais, psicológicas e na sexualidade do indivíduo. A sexualidade é um conceito abrangente, envolvendo um universo subjetivo, além do ato sexual em si. A sexualidade envolve o indivíduo como um todo e não se esgota com o processo de envelhecimento, apenas se modifica. Observa-se no entanto a existência de um mito com relação a sexualidade na velhice, limitando as abordagens em saúde, convívio familiar e a abordagem do tema pelo próprio indivíduo idoso. A gerontologia entende a sexualidade do indivíduo idoso como natural e não patológica. OBJETIVO: Conhecer a autopercepção dos idosos em relação ao corpo, envelhecimento e sexualidade. METODOLOGIA: Estudo de paradigma qualitativo do tipo descritivo-interpretativo. Este estudo constitui-se da aplicação de sete entrevistas semiestruturadas em indivíduos idosos. Constituem-se participantes do estudo quatro idosos de um grupo de convivência e três idosos de um grupo teatral do município de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, todos do gênero feminino. Os dados coletados foram analisados e discutidos em conjunto com os dados obtidos por meio de um diário de campo. ANÁLISE E CATEGORIZAÇÃO DOS DADOS: O envelhecimento surge citado nos depoimentos como um processo de perdas, mas também como um momento de intensa reelaboração pessoal, anunciando-se pelas alterações estéticas, mas tendo significado maior quando surgem debilidades. Salientam-se nos depoimentos a menopausa como um marco divisor de etapas de vida. Por meio dos depoimentos coletados percebe-se que a sexualidade se modifica com o advento da idade não se extinguindo. Mesmo com a abstenção do ato sexual propriamente dito a sexualidade se mostra presente e aparente nas suas diferentes formas de manifestação, convergindo na visão de sexualidade afetuosa, além do ato sexual em si. A sexualidade, é relatada, com muito mais nuances de ternura, de fantasia e de amor. O ato sexual não se mostrou de natureza frequente. Outro dado relevante é a referência a influência dos valores culturais adquiridos com relação a sexualidade na infância, como um fator de interferência no modo de se relacionar afetivo-sexualmente ao longo da vida, em especial com relação a rigidez da educação. Verificou-se na coleta de dados, também, o baixo índice de inclusão do teste para detecção do HIV nas rotinas de prescrição clínica. CONCLUSÃO: A sexualidade é construída e modificada ao longo da existência do indivíduo, tendo suas particularidades em cada etapa do viver, sendo influenciada pela educação, formato de relacionamento e história de vida. A relação que o indivíduo estabelece com o corpo, sua educação e o processo de envelhecimento influenciam na sexualidade.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5535
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000451890-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo845,29 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.