Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/561
Tipo: doctoralThesis
Título: Os efeitos da contagem plaquetária do plasma rico em plaquetas (PRP) sobre o reparo do tecido ósseo
Autor(es): Chaves Júnior, Airton Charles
Orientador: Oliveira, Rogerio Belle de
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Data de Publicação: 2009
Palavras-chave: ODONTOLOGIA
TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAL
REPARAÇÃO ÓSSEA (ODONTOLOGIA)
ANIMAIS - EXPERIÊNCIAS
PLASMA
PLAQUETAS
TECIDO ÓSSEO
Resumo: Os objetivos desta tese foram: verificar se a quantidade de plaquetas presente no PRP influencia no processo de reparo do tecido ósseo quando utilizado em adição a osso autógeno como material de enxerto; avaliar se os protocolos simplificados, para obtenção de PRP, concentram plaquetas em número suficiente para acelerar o reparo do tecido ósseo, quando o PRP é utilizado em adição a osso autógeno como material de enxerto. Para a realização do experimento foram utilizados 24 coelhos machos da raça Oryctolagus cuniculus (Brancos da Nova Zelândia). As cobaias foram adquiridas com 16 semanas de vida (aproximadamente 3 kg). As feridas cirúrgicas foram confeccionadas na calvária e correspondem a 04 lojas cirúrgicas (1- coágulo sanguíneo (controle negativo), 2- osso autógeno particulado (controle positivo), 3 - PRP obtido a 160G + osso autógeno particulado, 4 - PRP obtido a 560G + osso autógeno particulado), foi utilizado uma broca trefina de diâmetro 05mm e marcação de 02mm de profundidade, criando defeitos em medidas padronizadas; o sacrifício dos animais ocorreu após 15, 30 e 45 dias da cirurgia, formando-se assim 3 grupos com 08 cobaias cada e 4 subgrupos em cada grupo. O material coletado de cada coelho seguiu para processamento laboratorial de rotina; A avaliação microscópica consistiu em análise histomorfométrica (Software Image Pro-Plus 4. 5. 1) das lâminas (obtidas da área mais central do defeito em cortes transversais e coradas com HE) através da mensuração da proporção de osso neo formado no interior das 04 cavidades nos 03 tempos de observação bem como a descrição histológica de uma lâmina de cada subgrupo.Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância a um fator (ANOVA) e posteriormente os grupos foram comparados pelo teste de comparações múltiplas Bonferrroni e permitem concluir que: 1) o uso de PRP associado a osso autógeno particulado atuou positivamente na cicatrização óssea quando comparado aos grupos controle osso autógeno particulado e coágulo sangüíneo, somente no grupo 01; 2) Dentro das faixas de concentração plaquetária obtidas no protocolo de 160G e 560G, a contagem plaquetária não influenciou no reparo do tecido ósseo das lojas cirúrgicas tratadas com PRP.
The purposes of this thesis were: verifying if the quantity of platelets found in PRP influences the healing proccess of bone tissue when added to autogenous bone as graft material; evaluating if the simplified protocols to obtain PRP concentrate a number of platelets enough to accelerate the healing of bone tissue, when PRP is added to autogenous bone tissue as graft material. Throughout the experiment twenty four male white new zealand rabbits (Oryctolagus cuniculus) were used as test subjects, being aquired when sixteen weeks old and weighing approximately six pounds. The surgical wounds were placed in the skull where four bone perforations were made (1- blood cloth (negative control), 2- particuled autogenous bone tissue (positive control), 3- PRP obtained at 160G + particuled autogenous bone tissue, 4- PRP obtained at 560G + particuled autogenous bone tissue); A trephine drill 0. 5 mm wide and 0. 2 mm deep was used to come up with standard bone tissue deffects; the animals were sacrifice after 15, 30 and 45 days after undergoing surgery, establishing three groups with 08 test subjects each and four subgroups in each group.The material collected from each rabbit was submitted to routine lab processing; The microscopical evaluation consisted in histomorfometric analysis (Software Image Pro-Plus 4. 5. 1) from slices (obtained from the most central area of the bone tissue deffect in transversal cuts coloured by hematoxylin), by measuring the proportion of the neoformed bone tissue inside the four surgical cavities and at the three different observation times as well as the histological decription of the slice for each subgroup. The results obtained were submitted to variance analysis by one factor (ANOVA) and afterwards the groups were compared to each other through the multiple comparation test Bonferroni and allow us to conclude that: 1) the use of PRP in association with particuled autogenous bone tissue participated positively in bone healing when compared to control groups particuled autogenous bone tissue and blood cloth only in groups 01; 2) Among the concentration patterns obtained both in the 160G and the 560G protocols, the platelet count had no influence on bone tissue healing in the surgical cavities.
URI: http://hdl.handle.net/10923/561
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000417612-0.pdfTexto Completo12,96 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.