Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/572
Registro completo de metadatos
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorOshima, Hugo Mitsuo Silvapt_BR
dc.contributor.authorRetamoso, Luciana Borgespt_BR
dc.date.accessioned2011-12-27T14:14:41Z-
dc.date.available2011-12-27T14:14:41Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10923/572-
dc.description.abstractThis study aimed to evaluate the toxicity of composite resins through an ―in vitro‖ cytotoxicity test, as well as, to determine the water sorption, solubility and released monomers. The samples were divided into 3 groups: nanofiller composite resin (Supreme), nanohybrid composite resin (Esthet-X) e microhybrid composite resin (4seasons). Only one resin composite increment was placed into teflon molds (3mm diameter and 2mm high) and was photopolymerized. Each material was divided into 2 subgroups according curing light unit used to photopolymerized composites. Water sorption and solubility measurements were obtained by means of weighting the samples before and after water immersion and desiccation. To quantify the residual monomers released from composites, using ultraviolet spectrophotometry (UV). The cytotoxicity assay was performed by fibroblast culture (NIH/3T3 line) in complete D-MEM. With a confluence of 80% the suspension was added on the plaques of 24 wells with the samples and incubated at 37°C for 24, 48, 72 and 168 hours. The cell viability was quantified by MTT assay. The values were statistically analyzed and the results revealed that light curing unit did not influence water sorption and solubility. On the other hand, monomers release and cytotoxicity were influenced by photopolymerization. The different periods evaluated interfered only for leaching monomers, with maximal concentration at the 3-day period. We concluded that all composites demonstrated modification after water immersion, different ranges of monomers releasing and cytotoxicity. Thus, the monomers release and cytotoxicity decreased with composite resin were photopolymerized by LED.en_US
dc.description.abstractO objetivo deste trabalho foi avaliar a toxicidade de resinas compostas utilizadas em Odontologia por meio do teste de citotoxicidade"in vitro", bem como determinar a sorção e solubilidade em água e a liberação de monômero residual destes materiais. Desta forma, foram montados 3 grupos de acordo com a classificação das resinas: resina nanoparticulada (Supreme), nanohíbrida (Esthet-X) e microhíbrida de partículas finas (4seasons). Um único incremento de resina foi inserido em uma matriz de teflon de 3mm de diâmetro e 2mm de espessura e foram imediatamente polimerizados. Cada grupo foi subdivido em 2 de acordo com a fonte de luz utilizada para polimerização das resinas compostas (luz halógena e LED) (n=10). A mensuração da sorção e solubilidade em água foi obtida pela pesagem, em balança de precisão, antes a após imersão em água e em dessecador. A liberação de monômero residual foi realizada por espectrofotometria por ultravioleta após 24, 48, 72 e 168 horas. O ensaio de citotoxicidade foi realizado por meio de cultura de fibroblastos (linhagem NIH/3T3) em meio D-MEM completo. Após obtenção de confluência de 80%, a suspensão foi adicionada sobre as placas de 24 poços, contendo os corpos de prova, sendo incubados em estufa a 37ºC, por 24, 48, 72 e 168 horas. Após esse período, a viabilidade celular foi verificada pelo teste do MTT. Os valores para cada teste foram tabulados e analisados estatisticamente. Os resultados demonstraram que a fonte de luz utilizada não influenciou a sorção e solubilidade em água. Entretanto a liberação de monômero residual e a citotoxicidade foram influenciadas pela fonte de luz, com a fotopolimerização com LED reduzindo a liberação de monômero e consequentemente, a citotoxicidade.O tempo interferiu apenas na liberação de monômero, com pico após 3 dias. Concluiu-se que todas as resinas estudadas demonstram alteração após imersão em água, diferentes níveis de liberação de monômero residual e citotoxicidade. Além disso, pôde-se afirmar que as resinas compostas fotopolimerizadas por LED apresentam menor liberação de monômero residual e citotoxicidade.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.subjectODONTOLOGIApt_BR
dc.subjectMATERIAIS DENTÁRIOSpt_BR
dc.subjectTOXICIDADEpt_BR
dc.subjectRESINAS COMPOSTASpt_BR
dc.subjectSOLUBILIDADEpt_BR
dc.titleAvaliação da citotoxicidade, liberação de monômero residual, sorção e solubilidade em água de resinas compostaspt_BR
dc.typedoctoralThesispt_BR
dc.degree.grantorPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Odontologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.degree.levelDoutoradopt_BR
dc.degree.date2011pt_BR
dc.publisher.placePorto Alegrept_BR
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000429771-0.pdfTexto Completo1,49 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.