Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5748
Tipo: masterThesis
Título: Efeito do diabetes tipo 1 na neoformação óssea em defeitos críticos em fêmur de camundongos: relevância dos receptores b1 das cininas
Autor(es): Cignachi, Natália Pradella
Orientador: Campos, Maria Martha
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Data de Publicação: 2014
Palavras-chave: ODONTOLOGIA
TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAL
DIABETES MELLITUS
DIABETES (ODONTOLOGIA)
CININAS
EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL
Resumo: The effects on kinin B1 receptor (B1R) deletion were examined on bone regeneration in streptozotocin (STZ)-type-1 diabetic mice, subjected to a model of femoral critical-size defect. Diabetes induction in wild-type C57/BL6 (WT C57/BL6) mice was allied to decrease of body weight and hyperglycemia, in relation to the non-diabetic group of the same strain. The lack of B1R did not affect STZ-elicited body weight loss, although it partially prevented hyperglycemia. Type-1 diabetic mice presented a clear delay in bone regeneration, with large areas of loose connective tissue within the region corresponding to the defects, when compared to wide areas of newly-formed woven bone in non-diabetic WT C57/BL6 mice. Notably, either non-diabetic or diabetic B1R knockout (B1RKO) mice displayed bone regeneration levels comparable to that seen in control WT C57/BL6 mice. The improved bone regeneration in animals lacking B1R was further confirmed by analysis of collagen contents. WT C57/BL6 STZ-diabetic mice presented a marked reduction of collagen contents within the bone defect gap, whereas diabetic B1RKO displayed collagen levels comparable to those observed in non-diabetic WT C57/BL6 or B1RKO mice. The enhanced bone regeneration in diabetic mice lacking B1R does not seem to be associated to lessened osteoclast activity, as no prominent difference was detected in the levels of tartrate-resistant acid phosphatase (TRAP) positivity, or even in the immunolabeling for the proteins of the RANK/RANKL/OPG system thoughout all the experimental groups. Data brings novel evidence on the relevance of B1R under type-1 diabetes, especially concerning its role in bone regeneration after surgical procedures.
Os efeitos da deleção gênica do receptor B1 das cininas na regeneração óssea foram avaliados em camundongos com diabetes tipo 1 induzida por estreptozotocina, submetidos a um modelo de defeito crítico no fêmur. Como resultado da indução de diabetes nos camundongos wild-type C57/BL6, houve um decréscimo do peso corporal e hiperglicemia em relação ao grupo não-diabético da mesma cepa. Os animais diabéticos, com ausência do receptor B1 apresentaram perda do peso corporal e, uma prevenção parcial da hiperglicemia. Camundongos diabéticos do tipo 1 tiveram um atraso na regeneração óssea, apresentando um tecido conectivo desorganizado na região correspondente ao defeito crítico, quando comparados a extensas áreas de tecido ósseo recém-formado em camundongos WT C57/BL6 não diabéticos. Camundongos B1R nocaute, diabéticos ou não diabéticos, exibiram níveis de regeneração óssea semelhantes aos observados no grupo controle WT C57/BL6. A melhora na regeneração óssea nos animais sem o receptor B1 foi confirmada pela análise da quantidade de colágeno. Camundongos WT C57/BL6 diabéticos apresentaram uma redução acentuada da distribuição de colágeno na região do defeito ósseo, enquanto que os animais B1RKO diabéticos exibiram níveis de colágeno similares àqueles observados nos camundongos não diabéticos, tanto WT C57/BL6, quanto B1RKO.A melhora da regeneração óssea nos camundongos diabéticos sem o receptor B1 não parece estar associado à atividade osteoclástica diminuída. Ademais, nenhuma diferença marcante foi encontrada nos níveis de fosfatase ácida resistente ao tartarato (TRAP) ou, na imunomarcação para as proteínas do sistema RANK/RANKL/OPG, em todos grupos experimentais avaliados. Os resultados deste trabalho fornecem novas evidências a respeito da relevância dos receptores B1 no diabetes do tipo 1, especialmente no que diz respeito ao seu papel na regeneração óssea após procedimentos cirúrgicos.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5748
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000456861-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,1 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.